Pronto Socorro Legacy Allen / 5G Studio Collaborative

Pronto Socorro Legacy Allen / 5G Studio Collaborative

© Michael Moran/OTTO© Michael Moran/OTTO© Michael Moran/OTTO© Michael Moran/OTTO+ 19

  • Arquitetos: 5G Studio Collaborative
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  783
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2013
  • Fotógrafo Fotografias:  Michael Moran/OTTO
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: MetalTech-USA, Seves Glassblock, vigo industries
  • Construção Geral:UEB Builders
  • Paisagismo:SMR Landscape Architects
  • Engenharia Civil:RLK Engineering
  • Engenharia Estrutural :Datum Engineers
  • Elétrica, Hidráulica E Mecânica:Jordan & Skala Engineers
  • Cliente:Pronto Socorro Legacy
  • Custo:US$3,600,000.00
  • Premiações:2014 Nacional AIA/AAH (American Institute of Architects’ Academy of Architecture for Health) Prêmio de Projeto de Instituição de Saúde, 2014 Metal Architecture Design Awards - Categoria de Cobertura de Metal, 2013 American Institute of Architects-Dallas Chapter - Unbuilt Design Awards
  • Equipe De Projeto:Yen Ong, Paul Merrill, Josh Allen, Danielle Cross, Christine Robbins
  • Arquitetura De Interiores:5G Studio Collaborative
  • Interior Design Team :Yen Ong, Danielle Cross, Paul Merrill, Josh Allen
  • Cidade:Allen
Mais informaçõesMenos informações
© Michael Moran/OTTO
© Michael Moran/OTTO

Descrição enviada pela equipe de projeto. O Pronto Socorro Legacy opera um programa híbrido que oferece atendimento médico urgente e de emergência 24 horas por dia, 7 dias por semana, em um edifício independente de 783,35m². Concebida como um potente reflexo da identidade da organização, a arquitetura procurou captar esteticamente a dualidade do caráter dos profissionais do pronto socorro, projetando exteriormente o conhecimento, a habilidade, a precisão e a determinação necessários para a competente prática do atendimento de emergência. Internamente, expressam-se as qualidades da gentileza, empatia e humanidade das pessoas que estão por baixo do jaleco.

Planta Baixa
Planta Baixa

Situado entre campos abertos e uma indescritível área suburbana, o projeto realizou uma intervenção arquitetônica única para agitar seu contexto cronicamente letárgico para além dos limites da propriedade. Começando com uma estratégia de paisagismo que reconciliou a natureza e o que o ser humano criou, foram selecionadas espécies de vegetação tolerantes à seca como o cedro, a pluma rosa, o capim chorão e o capim búfalo; além disso, a sutil movimentação de terra buscou remeter a formas da paisagem natural. Os elementos permeáveis e impermeáveis são perfeitamente integrados ao domínio público.

© Michael Moran/OTTO
© Michael Moran/OTTO

O edifício extrapolou as superfícies convencionais planas das coberturas residenciais e recebeu um novo vocabulário tectônico que conduz a tradução do programa no edifício. Painéis perfurados foram utilizados nas superfícies externas para permitir a iluminação difusa do edifício e o sombreamento solar passivo. O zinco, o metal mais sustentável para a construção, foi selecionado por seu tom natural azul-acinzentado e por sua resiliência às condições climáticas extremas do Texas. Os painéis de zinco foram feitos de maneira que possibilitassem a leitura contínua dos rasgos verticais de mínima espessura ao longo do perímetro da sua superfície.

© Michael Moran/OTTO
© Michael Moran/OTTO

Em contraste, os espaços internos têm suas bordas ofuscadas e recebem suavemente luz natural e artificial. Os pontos de entrada de luz natural e de vistas para o exterior criam aberturas que penetram no envelope do edifício e em seus planos internos e evidenciam as interseções tectônicas. A qualidade atmosférica interna continuamente se transforma em resposta às condições climáticas naturais e poeticamente liga os usuários à natureza. Internamente, as claraboias são lidas como aberturas sem moldura que perfuram a membrana externa. Em relação aos materiais, o espelho se integra ao piso de concreto polido e os panos de vidro translúcido refletem as cores claras do exterior e definem uma ambiência agradável e calma.

© Michael Moran/OTTO
© Michael Moran/OTTO

O edifício integrou os princípios do 'Projeto Baseado em Evidências' em sua estrutura espacial, sensorial e de circulação, tendo o cuidado de não criar um lugar que poderia ser percebido como excessivamente metódico. Várias claraboias estão situadas em cruzamentos estratégicos da circulação para formar um sistema sutil de descoberta de caminhos. Os espaços de trabalho foram projetados para promover a colaboração entre colegas, a acessibilidade do paciente e a proteção dos dados a partir da privacidade, enquanto as áreas de atendimento aos pacientes foram criadas visando hospitalidade e eficácia do tratamento para reduzir erros na administração de medicamentos. O ambiente não relativo à equipe médica também foi bem pensado; o lounge dos funcionários e áreas de escritório foram conectados por um espaço de pé-direito duplo com muita luz natural e um acesso a uma varanda sob o telhado de zinco foi concedido.

Corte
Corte

De fora para dentro, o projeto buscou propor uma possibilidade arquitetônica para um modelo que primeiramente resolvesse funcionalmente o programa e, ao mesmo, elevasse a experiência da busca de atendimento médico.

© Michael Moran/OTTO
© Michael Moran/OTTO

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:1310 West Exchange Parkway, Allen, Texas, Estados Unidos

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Pronto Socorro Legacy Allen / 5G Studio Collaborative" [Legacy ER Allen / 5G Studio Collaborative] 22 Mai 2017. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/871561/pronto-socorro-legacy-allen-5g-studio-collaborative> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.