O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Comunitário
  4. Alemanha
  5. Atelier U20
  6. 2016
  7. Projeto Participativo de Estudantes Spinelli Mannheim / Atelier U20

Projeto Participativo de Estudantes Spinelli Mannheim / Atelier U20

Projeto Participativo de Estudantes Spinelli Mannheim / Atelier U20
Projeto Participativo de Estudantes Spinelli Mannheim / Atelier U20, © Yannick Wegner
© Yannick Wegner

© Yannick Wegner © Yannick Wegner © Yannick Wegner © Yannick Wegner + 46

  • Gestão de Projeto

    Baukompetenzzentrum Mannheim, Tatjana Dürr
  • Arquitetura

    Estudantes do Atelier U20, Faculdade de Arquitetura, TU Kaiserslautern
  • Direção

    Construção Madeira, Jun.Prof. Stefan Krötsch / Estrutura e Material, Prof. Dr.-Eng. Jürgen Graf / Ferramentas Digitais, Jun.Prof. Andreas Kretzer
  • Assistentes de Pesquisa

    Sebastian Rauch (supervisão em obra), Christian Weisgerber
  • Estudantes

    Johannes Ackermann, Soheyl Aslani, Sandra Gressung, Sonja Hiegle, Annika Koch, Alina Kohl, Tobias Kohlstruck, Bei Liu, Konrad Peter, Viktor Poteschkin, Sascha Ritschel, Arved Sartorius, Manuel Scheib, Nicolas Treitz, Tobias Vogel, Lukas Weber, Lu Yuan, Ying Zhang
  • Voluntários

    Manneh Alassan, Barry Alieu, Momodou Bah, Lamin Bakare, Alhagie Darboe, Ousman Dema, Abubacarr Gagigo, Yankuba Gitteh, Amanuel Habtom, Fatti Ismael, Lucky Iyare, Adama Jallow, Dawda Jallow, Demba Jawo, Hamadi Runda Jawo, Haruna Jawo, Kebiru Danlad Momoh, Luke Okoeguale, Ifeanyi Okolie, Stanley Okoro, Emmanuel Onyemarin, Sanna Sacka, Sanyang Seiney, Dembo Tunkara, Bright Uwubuedere
  • Empresas Construtoras Locais

    Bauunternehmung Streib GmbH, Mannheim; Handwerkscenter Holz GmbH, Mannheim; Edgar Körber GmbH, Mannheim; SAM Truck GmbH, Kempten
  • Cliente

    Regional Council Karlsruhe, Manfred Beuchert
  • Mais informações Menos informações
© Yannick Wegner
© Yannick Wegner

Descrição enviada pela equipe de projeto. Devido aos procedimentos burocráticos, os refugiados que chegam à Alemanha estão condenados a suportar um longo período de passividade. No campo de refugiados, localizado nos antigos quartéis americanos Spinelli - em Manheim -, eles estão providos do essencial, ainda que em um entorno imediato bastante desolado e com ausência de qualidade nos espaços comuns.

© Yannick Wegner
© Yannick Wegner

Nesta situação surgiu o projeto "Construindo Juntos - Aprendendo Juntos". Os 18 estudantes da Faculdade de Arquitetura de TU Kaiserslautern construíram um centro comunitário junto a 25 refugiados. Os refugiados tiveram a oportunidade de dar forma ativa a seu meio ambiente e adquirir novas habilidades, o que será útil, inclusive, caso não possam permanecer na Alemanha de forma permanente. Os estudantes puderam fazer uma contribuição ativa e positiva frente à crise dos refugiados. Como futuros arquitetos, fornecem uma experiência que pode parecer, à primeira vista, luxuosa em um campo de refugiados, mas que corresponde a uma experiência ainda mais importante: a criação de lugares agradáveis e de uma arquitetura de alta qualidade.

Isométrica
Isométrica

Depois de estabelecer os limites junto aos refugiados, os estudantes desenvolveram desenhos de projeto, permissão e execução, assim como uma visualização e planejamento de custos; tudo isso durante um intenso semestre de verão. Desde meados de agosto até finais de outubro, trabalharam e conviveram com os refugiados nos Quartéis Spinelli. Isso gerou como resultado um ambiente de trabalho intenso e dinâmicas de grupo muito positivas. Os espaços internos e externos do edifício são, ora conectados, ora separados a partir de uma sequência cuidadosamente projetada.

© Yannick Wegner
© Yannick Wegner

As paredes do edifício principal estendem-se ao norte, revelando duas áreas - cada uma com seu próprio caráter específico. Um pequeno espaço fechado com nichos cobertos pode ser utilizado como um jardim, ou um espaço silencioso, enquanto o pátio maior aloja uma sala comum para os eventos - confinada pelos assentos faceando sul e oeste.

Todos os elementos estruturais e as superfícies foram feitas de madeira sem tratamento. Para a proteção contra a umidade durante o processo de construção e com o objetivo de fabricar estas peças em apenas seis semanas, os componentes de grande formado foram prevaricados em um hangar da antiga instalação militar e montados no lote com alta velocidade e precisão. O peso leve da madeira permitiu o transporte de grandes elementos por meios simples e simultaneamente reduziu a profundidade das fundações ao incorporar as paredes como treplicas. Dessa forma, tanto os custos das fundações, quanto o impacto ecológico negativo do concreto foram reduzidos ao mínimo.

© Yannick Wegner
© Yannick Wegner
© Yannick Wegner
© Yannick Wegner

Com o objetivo de fazer o melhor uso possível de toda a mão de obra disponível, e de reduzir os custos de construção, não foram utilizadas máquinas de grande porte. Em segundo lugar, optou-se por construções simples que permitiram a economia de materiais. As paredes e vigas de placas de madeira -de 3 por 5 cm- são representações simbólicas desse método: aparafusados a uma trama de cinco camadas dispostas de forma vertical e diagonal, constroem uma estrutura de suporte altamente eficiente para paredes e vigas. A estrutura ornamental da lugar à expressão arquitetônica única do edifício. Potencializado pela interação da luz, é reconhecido pelos refugiados como uma recordação dos ornamentos orientais e como um gesto de identificação em um lugar estrangeiro.

© Yannick Wegner
© Yannick Wegner
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: "Projeto Participativo de Estudantes Spinelli Mannheim / Atelier U20" [Participatory Student Building Project Spinelli Mannheim / Atelier U20] 16 Mar 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Brant, Julia) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/866921/projeto-participativo-de-estudantes-spinelli-mannheim-atelier-u20> ISSN 0719-8906