O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Outras Estruturas
  4. Chile
  5. Susana Herrera + FACTORIA
  6. 2012
  7. Arca Quelen / Susana Herrera + FACTORIA

Arca Quelen / Susana Herrera + FACTORIA

  • 11:00 - 5 Março, 2017
  • Traduzido por Lis Moreira Cavalcante
Arca Quelen / Susana Herrera + FACTORIA
Arca Quelen / Susana Herrera + FACTORIA, © José Luis Saavedra
© José Luis Saavedra

© José Luis Saavedra © José Luis Saavedra © José Luis Saavedra © José Luis Saavedra + 46

© José Luis Saavedra
© José Luis Saavedra

Descrição enviada pela equipe de projeto. Para atrair mais visitantes ao Lago Lanalhue, no oeste do Chile, o empreendedor de turismo Pedro Durán contratou a arquiteta Susana Herrera e sua equipe FACTORIA para criar um símbolo para a região. Como resultado, ela projetou um catamarã que surge da água como um conjunto de folhas de tabúa-de-espiga-negra (Typha).

© José Luis Saavedra
© José Luis Saavedra

"Queríamos que essa folhagem artesanal emergisse da própria natureza do lago, de suas gramíneas de pântano, da natureza selvagem de sua costa, como uma criatura de madeira entrando e saindo da neblina, sempre presente nas lendas místicas do lago", ela diz.

© José Luis Saavedra
© José Luis Saavedra

Ela desafiou uma equipe da PolyteSolet e mais de 15 artesãos locais para construir o barco, integrando natureza, tecnologia e sustentabilidade. O resultado é a Arca de Quelen, um catamarã de 10 por 4,5 metros que pode transportar até 40 passageiros além da tripulação. Construído com louro laminado e cipreste, e equipado com um bar e uma boutique que vende produtos locais e artesanato, o navio já se tornou uma fonte de orgulho local. E ao mesmo tempo que navega um lago distante, também visa atrair viajantes do exterior para vivenciar seu design singular.

© José Luis Saavedra
© José Luis Saavedra
Planta Baixa - 01
Planta Baixa - 01
© José Luis Saavedra
© José Luis Saavedra

Precisávamos dar conectividade entre os vários empreendedores turísticos do lago, e ao mesmo tempo entregar uma experiência memorável e única. Queríamos que a arca se movesse quase de forma secreta e suave, para alterar o mínimo possível a fauna circundante. Para isso, o catamarã de casco duplo deu a estabilidade e segurança que precisávamos.

© José Luis Saavedra
© José Luis Saavedra

Assim como os ancestrais mapuches construíam suas canoas - chamadas Wampos - a partir de um tronco esculpido, esta embarcação foi construída em madeira e homenageia aqueles que habitaram os lagos muito antes de nós.

© José Luis Saavedra
© José Luis Saavedra
Corte
Corte
© José Luis Saavedra
© José Luis Saavedra

Este projeto teve que incorporar parâmetros além daqueles relativos à arquitetura, que, por sinal, eram muito atrativos em termos de design. Tivemos que nos familiarizar com técnicas de desenho tipo lofting, modelagem 3D, cálculos hidrostáticos e criação de layouts de barcos. Em termos de processo projetual, foi utilizado tanto o desenho assistido por computador (CAD) como o técnicas tradicionais de artesanato em madeira.

© José Luis Saavedra
© José Luis Saavedra

Força resiliente, impermeabilidade permanente e as graciosas gramíneas de pântano são parte do tema do projeto. As costelas estruturais destacam a verticalidade do navio, desmaterializando-se à medida que elas se direcionam ao céu no segundo nível. Além disso, elas dão uma imagem integrada para os dois patamares do barco. O primeiro nível é fechado por uma pele de policarbonato curvo e janelas de correr que permitem uma vista panorâmica de 360 graus dos arredores durante o inverno. Já o segundo nível é completamente aberto para a paisagem. Isso contribui para quebrar a sazonalidade do turismo. A ideia é pensar nesta embarcação como uma expressão orgânica da natureza, com a arquitetura e o design refletindo a especificidade deste lago por meios artesanais, incluindo os materiais naturais, sistemas de software e métodos de fabricação de madeira laminada.

© José Luis Saavedra
© José Luis Saavedra

Combinamos os métodos tradicionais de construção naval com a construção de madeira moldada a frio. A técnica envolve a laminação de camadas de folhas e varas de madeira para criar um casco que é estanque, extremamente forte e leve. Adotamos as técnicas de marcenaria, enfatizando o uso de ferramentas manuais, para trazer uma experiência de contato próximo com a madeira, possibilitando que conhecêssemos e trabalhássemos com sua estrutura e complexidade.

© José Luis Saavedra
© José Luis Saavedra
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: "Arca Quelen / Susana Herrera + FACTORIA" [Quelen Ark / Susana Herrera + FACTORIA] 05 Mar 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Moreira Cavalcante, Lis) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/806439/arca-quelen-susana-herrera-plus-factoria> ISSN 0719-8906