O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Pavilhão
  4. Espanha
  5. Zuloark
  6. 2016
  7. DSS2016 Specs / Zuloark + Alberto Rey + Tipi Studio

DSS2016 Specs / Zuloark + Alberto Rey + Tipi Studio

  • 21:00 - 1 Janeiro, 2017
  • Traduzido por Lis Moreira Cavalcante
DSS2016 Specs / Zuloark + Alberto Rey + Tipi Studio
DSS2016 Specs  / Zuloark  + Alberto Rey + Tipi Studio , © Zuloark
© Zuloark

© Zuloark © Zuloark © Lourdes Cabrera © Zuloark + 21

  • Equipe de Produção

    Viuda de Ramírez: Uxue Peña, Manuel Muñoz, Patxi Camón, Juan Carlos Gómez e Germán Díaz.
  • Engenharia Estrutural

    Antonio Fernández Caro
  • Engenheiros de Serviços

    Climatizacion tec: Iñigo Arretxe, Juantxo Figuerido, Mikel Arrillaga, Gonzalo Aldanondo
  • Eletricidade

    Elektra: Jose Martin Ezkerra, Jose Calvo, Daniel, Elias Arruebarrena
  • Fundações, Ajuda e Apoios

    Campezo: Elena Martin, Teoforo Macias, Tomas Reyes, Javier Gago, Juan Manuel Gago, Marcio Gomes, Vicente Estevez, Alex Fernandez, Jose Mari Villar
  • Trabalhos em Aço

    Talleres Martutene: Imanol Jareño, Francisco Javier Delgado, Iñaki Diez, Moises Bermejo
  • Coordenação de Segurança e Saúde

    BPG coordenadores: David Pedrosa e Jorge Goldaracena
  • Apoio Geral

    Estudio Lekuona: Jabier Lekuona, Julen Lekuona, Maite Lekuona e María Jauregui
  • Colaboração Especial

    Equipe DSS2016
  • Agradecimento Especial

    Ula Iruretagoiena, Gontzal Largo e María Andrés. Música de Palco: Jose Antonio Cazorla, Lorenzo Pulido, Ivaylo Goshov, Sebastián Romero, David Díaz, Emil Ivanov, Jose Manuel Fabian Gonzalez, Ana Soria, Javier Galindo San Millán e Raquel Franco Domínguez
  • Cliente

    DSS2016
  • Mais informações Menos informações
© Zuloark
© Zuloark

Descrição enviada pela equipe de projeto. Projeto para 2017.

Nossa proposta não partiu da arquitetura.

Nossa proposta não começa com a concepção de um pavilhão efêmero.

Nossa proposta não é nem mesmo uma estrutura que pode ser reutilizada.

© Zuloark
© Zuloark

Nossa proposta pretende ser um exercício de urbanismo que cria espaço para pensar e produzir a cidade do amanhã.

© Zuloark
© Zuloark

Tentamos trabalhar de trás pra frente, do futuro ao presente, para ver como um pavilhão de informação poderia significar algo para São Sebastião, a capital europeia da cultura. Nós projetamos um processo de transformação da cidade e exploramos como este desafio poderia se tornar um pavilhão. Nossa estratégia é intervir no espaço público de São Sebastião, projetando um pavilhão que pode ser construído como uma crisálida que contém o resultado do futuro da cidade.

Planta - Térreo
Planta - Térreo
© Zuloark
© Zuloark
Corte
Corte

Propomos uma nova linha de mobiliário urbano para São Sebastião que pode ser distribuído nas ruas e praças a partir de Janeiro de 2017, mas até lá permanecerá sob a forma de um pavilhão de informação montado.

© Zuloark
© Zuloark

O pavilhão é um conjunto de 278 bancos "gravatas borboletas" com uma estrutura de metal e bancos de madeira que podem ser combinados de muitas maneiras. Todos os assentos estão voltados para dentro e se tornam um plano de madeira contínuo e dobrável. As pernas de metal dos bancos formam a estrutura tridimensional e o apoio para o tecido tensionado impermeável.

© Zuloark
© Zuloark

Propomos que o evento cultural "DSS2016" possa se tornar um propulsor para literalmente transformar a cidade, e através desta estratégia aberta permitir uma mudança que poderá ser observada quando o evento acabar. São Sebastião nunca mais será a mesma. Em 2017 todas as partes do pavilhão serão transformadas em mobiliário urbano e comporão uma paisagem do pavilhão espalhado.

© Zuloark
© Zuloark

Ampliar o impacto nas comunidades

Um pavilhão pode impactar uma cidade inteira.

A estratégia para projetar um pavilhão feito com bancos é uma resposta a uma questão ecológica, não apenas em termos de reutilização de materiais e processos de otimização, mas também do ponto de vista de que a arquitetura se torna mais sustentável se mais agentes puderem ser afetados por ela de alguma forma. Nosso desejo é que o pavilhão atue na transformação da vida de muitas pessoas. Mesmo se você, como um cidadão de São Sebastião que não usou os serviços prestados pelo pavilhão, nem participou de nenhuma das atividades oferecidas pela capital cultural e informadas no pavilhão, a construção dele será capaz de servi-lo algum dia na forma de mobiliário.

© Zuloark
© Zuloark

Processo participativo de desmontagem

A desmontagem do pavilhão DSS2016 não pode ser feita de forma convencional. O sistema de desmontagem do banco, o processo de compartilhamento e a forma como o seu próximo destino será decidido requer um plano. O plano é reunir e conseguir acordos com agentes locais, PTAs, técnicos e com a administração pública para decidir quais espaços ou instituições receberão o que hoje são as paredes, pisos e telhado do pavilhão.

Croquis
Croquis

Camuflagem urbana

O local onde o pavilhão está situado é muito especial. Provavelmente o melhor e mais representativo lugar da cidade, é o centro nevrálgico de uma sociedade com fortes raízes marinhas. O pavilhão não camufla sua presença, mas camufla sua forma, seu tamanho e sua direção. Este gesto estético e conceitual ganha vida em uma camuflagem deslumbrante, desenvolvida pela Marinha Britânica para enganar os terríveis submarinos U-boots alemães. Os pavilhões são pintados com as cores mais representativas da capital, as cores de Txuri-Urdin (branco e azul).

© Zuloark
© Zuloark

Autoria compartilhada

Da mesma forma que um filme é o resultado do esforço de muitos indivíduos e grupos de pessoas, uns mais ou menos visíveis que outros, podendo ser nomeados para um Oscar e, assim, ter seu esforço e trabalho reconhecidos, a arquitetura deve mostrar a realidade de seus processos e reconhecer de forma explícita a soma do trabalho colaborativo que cada edifício requer, por mais modesto que seja.

© Zuloark
© Zuloark

Assim, para tornar visível a autoria compartilhada, dentro do pavilhão é possível encontrar um banco que dá créditos a cada um dos indispensáveis membros envolvidos na construção do pavilhão DSS2016.

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Zuloark
Escritório
Alberto Rey
Escritório
Tipi Studio
Escritório
Cita: "DSS2016 Specs / Zuloark + Alberto Rey + Tipi Studio " [DSS2016 Specs / Zuloark + Alberto Rey + Tipi Studio ] 01 Jan 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Moreira Cavalcante, Lis) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/801997/dss2016-specs-zuloark-plus-alberto-rey-plus-tipi-studio> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.