Centro de Artes Diane Dufresne de Repentign / ACDF*

Centro de Artes Diane Dufresne de Repentign / ACDF*

© Adrien Williams© Adrien Williams© Adrien Williams© Adrien Williams+ 26

  • Arquitetos: ACDF Architecture
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  1365
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2015
  • Fotógrafo Fotografias:  Adrien Williams
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: CertainTeed, EDP, Equiparc, Forbo Flooring Systems, Formica, Formo, Lapalma, Lodgepole, MF, Toto
  • Equipe De Projeto:Maxime-Alexis Frappier, Joan Renaud, Martin Champagne, Maxime Boiselle, Mathieu St- Hilaire, France Perras, Christelle Montreuil Jean-Pois, Étienne Laplante, Guillaume Pelletier
  • Engenharia Estrutural:Dubé Beaudry et associés
  • Engenharia Mecânica E Elétrica:WSP
  • Construção:L’Archevêque et Rivest
  • Arquitetos Paisagistas:BC2
  • Consultoria Cênica:Scéno Plus
  • Artistas:Jean-Paul Mousseau (lamp), Marcelle Ferron (stained glass), Richard Langevin (exterior sculpture)
  • Orçamento:6M CAD
  • Cidade:Repentigny
  • País:Canadá
Mais informaçõesMenos informações
© Adrien Williams
© Adrien Williams

Descrição enviada pela equipe de projeto. O Centro de Artes Diane Dufresne, está localizado na prefeitura suburbana de Repentigny, proporcionando um núcleo dinâmico onde os residentes podem ter aulas de artes e cultura sem pegarem a rodovia para a vizinha Montreal. A arquitetura do Centro, sua implantação, volume, circulação e materialidade são instrumentais em reinventar a imagem desejada da comunidade. Brinca com noção de base sólida enquanto gesticula um futuro brilhante, com um senso de pertencimento e otimismo. Familiar, porém distinto, convida os visitantes e incentiva longas permanências.

© Adrien Williams
© Adrien Williams

Com este projeto, a Prefeitura de Repentigny concebeu o centro como parte de um grande masterplan. Este é o elemento chave para despertar a transformação do que era um parque subutilizado em um corredor cultural com jardins temáticos, uma praça cívica e um teatro. Parte de um esquema geral de revitalização é estabelecer conexões entre ruas desconexas. A equipe de projeto do escritório ACDF Architecture posicionou o edifício junto aos novos caminhos que conectam um grande boulevard com as ruas residenciais menores, ajudando a trazer as pessoas para o projeto.

© Adrien Williams
© Adrien Williams
Planta
Planta
© Adrien Williams
© Adrien Williams

Sua volumetria auxilia a atrair visitantes. Aqui foram reinterpretados os princípios clássicos - uma colunata cuidadosamente proporcionada em frente a um espelho d'água, uma materialidade monolítica e aparência sólida, repleto de sofisticação contemporânea. Uma grande quantidade de colunas configuram um espaço para abrigar momentos de encontro; a materialidade é expressa através de um painel de aço inoxidável; a massa interna é dividida em três volumes sinuosos, que abrigam as salas multiuso do Centro, o espaço de dança e a galeria principal. Cada ambiente interno é mantido sóbrio e neutro para deixar a arte se destacar, pois contam com iluminação e acústica otimizadas. Além da fachada contemporânea, a materialidade do edifício eficientemente age como um farol - fato importante, uma vez que a estrutura é recuada das vias de acesso. A linha de colunas brilha ao sol, e sua reflexividade chamando a atenção dos pedestres além de amplificar e dramatizar o entorno. Para contrastar com as qualidades do metal, os três volumes sinuosos do interior são revestidos em madeira proveniente de fontes locais, que emanam calor e aconchego. 

© Adrien Williams
© Adrien Williams
© Adrien Williams
© Adrien Williams

O encontro do clássico com o contemporâneo ajuda a estabelecer um senso de familiaridade e as circulações porosas permitem que o público caminhe livremente através das camadas do edifício, experimentando informalmente a arte. Os visitantes podem vagar ao longo do pátio ajardinado, atravessando uma promenade de madeira que atravessa a serenidade do espelho d'água, caminhar pelas colunas externas e absorber a criatividade desta que é uma galeria externa. Ou podem entrar nos interiores e explorar as galerias vagueando pelas colunas internas.

© Adrien Williams
© Adrien Williams

O Centro tem um papel fundamental na contribuição para a comunidade independente da hora do dia. Durante a noite, atua como uma lanterna, ativando o parque do entorno, e criando reflexões serenas no lago; reflexões estas que expressam um certo sentimento de temporalidade.

© Adrien Williams
© Adrien Williams

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Repentigny, QC, Canadá

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Centro de Artes Diane Dufresne de Repentign / ACDF*" [Diane Dufresne de Repentigny Art Center / ACDF Architecture] 16 Dez 2016. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/801473/centro-de-artes-diane-dufresne-de-repentign-acdf-star> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.