O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Bibliotecas
  4. México
  5. REC Arquitectura
  6. 2015
  7. Biblioteca Central, UAEM / REC Arquitectura

Biblioteca Central, UAEM / REC Arquitectura

Biblioteca Central, UAEM / REC Arquitectura
Biblioteca Central, UAEM  / REC Arquitectura , © Onnis Luque
© Onnis Luque

© Onnis Luque © Onnis Luque © Onnis Luque © Onnis Luque + 32

  • Arquitetos

  • Localização

    Avenida Universidad 1001, Universidad Autonoma del Estado de Morelos, 62210 Cuernavaca, Mor., México
  • Projeto

    Gustavo Lira, Iván García, Ulises Rodríguez, Alejandro Albarrán, Daniel Ceceña, Diana A. Ramírez, Adrián Suárez, Iván Recoder y Gerardo Recoder
  • Área

    3630.0 m2
  • Ano do Projeto

    2015
  • Fotografias

© Onnis Luque
© Onnis Luque

Descrição enviada pela equipe de projeto. A Biblioteca Central UAEM busca destacar a silhueta da paisagem por meio de três ideias geradoras "Cultura, Cultivo e Domesticidade". O projeto não despeja nenhum resíduo sanitário nem pluvial na rede municipal, protege os drenos superiores naturais incorporando-os à paisagem e seu custo total foi de 2 milhões de dólares. Cabe mencionar que o edifício custou 330 mil dólares a menos do que se havia previsto no orçamento inicial.

Os vagões

Corpos dedicados ao acervo e leitura com circulações brancas, mas, sobretudo, com relação de proximidade entre livros e mesas de leitura, tal como acontece funcionalmente em uma casa e sua domesticidade ao ter as coisas ao alcance. Sua estrutura é muito prática para aumentar, modificar, ou reproduzir-se dentro do mesmo terreno, ou servindo como modelo para outros locais dentro da universidade e, inclusive, fora dela.

© Onnis Luque
© Onnis Luque
Planta
Planta

Entrada

Diferentemente dos edifícios convencionais, para nós a fachada interna foi de suma importância já que, aproveitando sua grande altura e iluminação privilegiada, provocamos uma alusão ao conhecimento por meio de vidros serigrafados com enunciados históricos importantes, como se fossem linhas do tempo divididas verticalmente em intervalos de 1,2 metros de largura cronologicamente desde o ano 1500 d.C até 2000 d.C, do mesmo modo as linhas horizontais indicam campos ou áreas do conhecimento, buscando, assim, uma maneira lúdica de inter relacionar eventos importantes da história. Cabe mencionar que todos estes enunciados projetam suas sombras no pavimento da entrada e as linhas verticais foram colocadas até o exterior para servirem como uma pérgola transparente.

© Onnis Luque
© Onnis Luque

Pátio Central

O pátio central oferece, além de iluminação, uma tripla função entre o contexto do edifício e a natureza. 1º) localizando-se no acesso, é possível observar como as duas fachadas de vidro funcionam como um beco, coberto com um monte natural no exterior; 2º) observando a partir dos vagões até os escritórios dos gestores, é possível apreciar o edifício como se estivesse de fora sem ter saído do mesmo; e por último, 3º) localizando-se no último vagão ao acesso observa-se como um pátio central confinado com uma árvore da região chamada "chuva de ouro", de modo com que uma mesma forma permite ao espectador diferentes visões dependendo de sua posição: ver uma rua, ou beco, um edifício de fora, ou um pátio central, essa foi a ideia geradora que terminou com forma de "gota".

© Onnis Luque
© Onnis Luque

Agricultura

Esta ação abrange auto recursos, sociedade e educação, já que ao invés de criar uma jardinagem que necessite ter a disposição um orçamento para futura manutenção, esta biblioteca gere suas obras externas com a faculdade agropecuária, estabelecendo uma biblioteca rodeada de hortas.

Cortesía de REC Arquitectura
Cortesía de REC Arquitectura
Cortesía de REC Arquitectura
Cortesía de REC Arquitectura

Luz

A iluminação foi um fator importante que seguiu uma diretriz: "a luz deverá entrar em destaque depois de, pelo menos, uma superfície", estes destaques e entradas de luz variam em intenções. Nos vagões, por exemplo, as três cúpulas recebem iluminações com diferentes tonalidades, já que suas orientações abrangem desde a luz do amanhecer até o resplendor do entardecer mais alaranjado ou avermelhado. A cúpula de uma das barras foi orientada ao norte para criar um ambiente de luz delicada sem brilho, assim como no pé direito duplo das escadas e usos múltiplos por meio de paredes vindas da cobertura que direcionam a iluminação zenital. Finalmente, entre a cobertura de pé direito duplo e a barra alongada, projetou-se um espaço entre estes para aproveitar as 12 horas do dia uma luz destacada sobre uma superfície alaranjada para gerar uma iluminação acolhedora ao meio dia.

Corte
Corte
© Onnis Luque
© Onnis Luque

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: "Biblioteca Central, UAEM / REC Arquitectura " [Biblioteca Central, UAEM / REC Arquitectura ] 17 Dez 2016. ArchDaily Brasil. (Trad. Brant, Julia) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/801136/biblioteca-central-uaem-rec-arquitectura> ISSN 0719-8906