O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Estados Unidos
  5. Domaen
  6. 2016
  7. Casa ELL / Domaen

Casa ELL / Domaen

Casa ELL / Domaen
Casa ELL / Domaen, © Paul Vu
© Paul Vu

© Paul Vu © Paul Vu © Paul Vu © Paul Vu + 20

  • Arquitetos

  • Localização

    Beverly Hills, Estados Unidos
  • Diretores de Projeto

    Axel Schmitzberger, Chris Lowe
  • Área

    511 m²
  • Ano do projeto

    2016
© Paul Vu
© Paul Vu

Descrição enviada pela equipe de projeto. ELL é uma residência localizada nas encostas do Benedict Canyon, com vistas por toda a serena paisagem de Beverly Hills. O projeto está dentro da metragem da antiga casa demolida no mesmo local, um projeto dos anos 1950. 

© Paul Vu
© Paul Vu

A construção e o desenvolvimento enfrentaram uma série de problemas, incluindo uma reduzida fase para o projeto e desenho de dois meses - e um terreno inclinado com apenas uma porção construível. Os arquitetos conscientemente decidiram expandir o exterior e a piscina infinita no contexto das diferenças de nível, mantendo a casa na mesma metragem ocupada pela residência anterior. Isso permitiu que a casa fosse inteiramente reformulada, e portanto superar as limitações de afastamentos e demais restrições urbanas do local. A casa agora possui uma planta livre aberta e uma extensão vertical para uma resposta prática e contemporânea no contexto de construções nas encostas de Los Angeles.

© Paul Vu
© Paul Vu

Uma metodologia de projeto e construção foi empregada e otimizada para atender um programa de grande velocidade, com um processo dinâmico de projeto que evoluiu durante a construção. As restrições metodológicas do projeto levou a explorações de uma arquitetura elevada, focando em ferramentas de alinhamento para criar uma fachada mínima e ainda assim dinâmica. Elementos formais são sutis, acentuados e por vezes exagerados. Planos são simultaneamente reforçados e desestabilizados através da abertura das esquinas e separação da superfície do solo.

Isso permitiu grande liberdade em desenvolver uma planta que enfatizasse zonas ao invés de salas, que estão dispostos com vários níveis de privacidade. O edifício tem caráter mais opaco em sua fachada da rua, mas é completamente aberto às vistas cênicas à oeste. A planta baixa se abre aos elementos utilizando a arquitetura como moldura para as vistas e a paisagem ao fundo. O primeiro pavimento onde estão as áreas mais privadas possui um discreto terraço na cobertura, em mais um exercício de diálogo entre a privacidade e a abertura. 

Planta Térreo
Planta Térreo
Planta Primeiro Pavimento
Planta Primeiro Pavimento

A entrada está protegida por uma grande parede elevada que não apenas faz parte do térreo e fechamento lateral, mas também envolve o pátio interno com um pequeno lago. Isso permite que a fachada leste se abre completamente para o exterior em dois pavimentos, enquanto permite que tenha grande privacidade em relação à rua. 

© Paul Vu
© Paul Vu

O deck e a piscina de borda infinita estão em balanço por sobre a encosta e são uma extensão da planta térreo ao invés de apenas elementos paisagísticos. Isso destaca o jogo contínuo entre o interior e exterior ao longo da casa e aumenta artificialmente a metragem das áreas úteis da casa.

© Paul Vu
© Paul Vu

O vocabulário material do projeto é reduzido em três elementos. Grande quantidade de vidros, com suas superfícies reflexivas e transparentes com esquadrias pretas e finas contrastam com o branco das paredes. Alguns elementos em madeira servem como mediador das texturas com o uso de ondulações parametricamente geradas. No interior, o contraste de materiais continua e é expressado em geometrias anguladas, justaposições de reboco, pedras e superfícies quentes que se alternam. 

© Paul Vu
© Paul Vu

Ver a galeria completa

Cita: "Casa ELL / Domaen" [ELL / Domaen] 27 Nov 2016. ArchDaily Brasil. (Trad. Santiago Pedrotti, Gabriel) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/799873/casa-ell-domaen> ISSN 0719-8906