O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Namíbia
  5. Phillip Lühl
  6. 2015
  7. Casa para uma Senhora Modernista / Phillip Lühl

Casa para uma Senhora Modernista / Phillip Lühl

  • 17:00 - 7 Novembro, 2016
  • Traduzido por Lis Moreira Cavalcante
Casa para uma Senhora Modernista / Phillip Lühl
Casa para uma Senhora Modernista / Phillip Lühl, © Christine Skowski
© Christine Skowski

© Christine Skowski © Christine Skowski © Christine Skowski © Christine Skowski + 17

© Christine Skowski
© Christine Skowski

Descrição enviada pela equipe de projeto. A casa original foi projetada em 1968 por Stauch and Partners como uma casa e estúdio para uma artista, a irmã do arquiteto. É um exemplo impressionante da arquitetura modernista com claras referências às primeiras fases da Bauhaus, onde Stauch estudou. Embora situada em um grande terreno de quase 3000 metros quadrados, a casa foi projetada como um pavilhão de dois andares, com o estúdio da artista, a garagem e um quarto para empregados embaixo. No centro da casa, uma escada leva ao apartamento de dois quartos no primeiro andar. As plantas livres da área de jantar e estar são visualmente ampliadas devido a um terraço com vista para o centro da cidade de Windhoek a nordeste.

© Christine Skowski
© Christine Skowski

No piso térreo, 16 colunas de concreto espaçadas em um grid de 4m x 4m apoiam uma laje de concreto que se projeta em balanço cerca de meio metro para todos os lados. O primeiro pavimento possui paredes externas autoportantes que permitem a distribuição mais flexível das paredes internas. Com seu beiral de meio metro, o telhado reproduz o balanço da laje de concreto, e sua suave inclinação não permite que seja visto de baixo. O forro em pino natural de encaixe macho-fêmea continua de dentro para fora, formando o beiral sem definir a linha de fechamento.

A neta do proprietário original e seu marido precisaram fazer alterações na casa. O estúdio do andar térreo tinha sido alugado para um amigo com uma extensão auto-construída que serviu como quarto extra, enquanto o quarto dos empregados foi transformado em um quarto de hóspedes. A garagem tinha sido convertida em um pequeno apartamento e as duas crianças tinham que compartilhar um quarto pequeno, ansiosos para ter o seu próprio quarto. Uma adição era claramente necessária.

© Christine Skowski
© Christine Skowski

Expandir um pavilhão modernista que estava em sua forma quase original tornou-se o principal desafio do projeto. A escolha de estruturas autônomas que dificilmente tocam o prédio original e falam uma linguagem formal própria foi consciente. O quarto adicional para as crianças e o andar térreo para alugar seriam acomodados em uma adição a noroeste em forma de torre. Uma nova suíte para hóspedes, uma garagem e o pequeno apartamento seriam acomodados em um segundo volume ao sul do prédio, com uma escada externa que levaria a um terraço, formando a nova entrada principal da casa.

© Christine Skowski
© Christine Skowski

Mantendo a simplicidade e a materialidade reduzida da casa original, as adições foram executadas como volumes cúbicos de blocos de concreto que referenciam a casa original em seu dimensionamento e a posição das grandes janelas.

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Cita: "Casa para uma Senhora Modernista / Phillip Lühl" [Backpack for Modernist Lady / Phillip Lühl] 07 Nov 2016. ArchDaily Brasil. (Trad. Moreira Cavalcante, Lis) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/798830/casa-para-uma-senhora-modernista-phillip-luhl> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.