O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Brasil
  5. D+A
  6. 2016
  7. Casa Inverso / D+A

Casa Inverso / D+A

  • 05:00 - 26 Outubro, 2016
Casa Inverso / D+A
Casa Inverso / D+A, © Diego Romero
© Diego Romero

© Diego Romero © Diego Romero © Diego Romero © Diego Romero + 34

  • Arquitetos

    D+A
  • Localização

    Cotia, Brasil
  • Autores

    Lígia Vailati, Diego Romero
  • Área

    240.0 m2
  • Ano do projeto

    2016
  • Fotografias

© Diego Romero
© Diego Romero

Descrição enviada pela equipe de projeto. Localizada num  bairro  bastante  arborizado  e  preservado  da  região  metropolitana  de  São  Paulo,  dentro  de  uma  acolhedora  vila,  no centro do  bairro chamado de Granja Vianna,  ainda em transição entre espaço  urbano  e rural,  o acesso à edificação é feito por uma simpática rua de terra, onde não há ainda instalada infraestrutura pública para captação de águas pluviais ou de esgoto.

Funcionalmente, procurando a harmonia com as características deste entorno, algumas diretrizes são relevantes para a concepção do projeto:

Conter,  encaminhar,  armazenar  e  reaproveitar  a  água  da  chuva,  com  a instalação  de  cisternas  modulares,  para  a  implantação  de hortas  orgânicas  irrigadas,  para  a  limpeza,  jardins,  ofurô,  etc.;  criar  um  sistema  de  esgoto  com  biodigestor  integrado;  incorporar  ao projeto  as  árvores  existentes  no  terreno;  aproveitar  a  antiga  construção  existente  nos  fundos,  construída  com  tijolinhos  e  telhas  de barro, transformando-a nos dormitórios e reaproveitar a pequena churrasqueira de blocos de concreto aparentes.

Corte
Corte
Axonométrica
Axonométrica

O anexo novo e predominante no terreno, é caracterizado por dois blocos, divididos por uma imponente palmeira existente que marca o final  do  patamar  de  entrada,  coberto  por  uma  claraboia  de  vidro,  à  esquerda  do  patamar  temos  o  escritório  e  à  direita  temosa residência. 

© Diego Romero
© Diego Romero

O conjunto foi construído sobre uma laje radier que constitui o próprio piso da casa, com acabamento em concreto polido, a estrutura aparente feita em tubos de ferro galvanizados, cuja a modulação, além de delimitar as áreas abertas e fechadas do perímetro, também obtém  o  melhor  aproveitamento  do  dimensionamento  das telhas  metálicas  de  dupla-face  e  poliuretano  de  alto  desempenho  termo-acústico,  controle  térmico  que  por  sua  vez  é  otimizado  pela  ventilação  natural  cruzada  que  as  aberturas  proporcionam  de  maneira eficaz.

© Diego Romero
© Diego Romero

Conceitualmente, o projeto propõe  ao  usuário  perceber  o  tempo  e  permitir  que  o  metabolismo  esteja  integrado  ao  entorno.  A luz natural estimula a relação vital do organismo com o tempo, as mudanças progressivas de cor, sombras, o clima, as fases da  lua,  as estrelas.  Esse entendimento da associação entre espaço, luz  e  tempo  fez  ainda  mais  sentido  para  nós  após  uma  visita  ao Observatório  Astronômico  ESO –PARANAL (Chile), onde ouvimos sobre o encontro “Noche Zero" -Deserto  do  Atacama,  e  o  filme “Nostalgia da Luz”(Direção: Patricio Guzmán), que também explora os  paradigmas  da  relação  luz  e  tempo,  influências  centrais  que precederam a este projeto de “casa-escritório”.

© Diego Romero
© Diego Romero

A pequena edificação, térrea e recortada, se “espalha” pelo terreno retangular, alternando áreas externas abertas arborizadas e áreas internas cobertas.

Os  espaços  externos  e  internos  se  integram  por  meio  de  grandes  aberturas  de  vidro,  definidas  pelo  estudo  de  insolação  do  local  e pelas relações estéticas e de sombreamento, que o paisagismo oferece ao ambiente interno.

© Diego Romero
© Diego Romero

Durante o dia tem-se uma percepção substancialmente ampliada das dimensões do espaço interno, com a entrada de luz natural e da sombra das árvores ao redor da construção.

As grandes aberturas e a  entrada de  luz  abundante não estão posicionadas ao acaso,  no escritório, por exemplo existe  uma grande abertura  (18m²),  frente  auma  pequena  floresta  de  arvores  densas,  esta  abertura  está  condicionada  a  dois  níveis  de  atenuação,  um superior  triangular  que  fornece  luz  constante  sem  possibilidade  de  ofuscamento  e outro  abaixo,  com  blackout  progressivo  e segmentado que bloqueia a incidência de luz baixa principalmente nas tardes de inverno.

© Diego Romero
© Diego Romero

Durante a  noite  a percepção de  amplitude  do  espaço  é  ampliada  através  da  luz,  um  controle  de  iluminação  dinâmico  e  flexível, ativados  por  automação,  atuam  sobre  luminárias  de  led  (3000k  IP66)  que  iluminam  por  inteiro  planos  verticais  externos  e  distantes, fazendo com que passem a “fazer parte” das áreas internas, visíveis através das janelas de vidro piso-teto, posicionadas frente a estes planos.

© Diego Romero
© Diego Romero

De fora para dentro, além do controle efetivo da percepção dos planos verticais externos, que “ampliam” ou “diminuem” o espaço interno, durante a noite temos também um efeito lúdico, extremamente confortável e relaxante quando se desligam as fontes internas de luz, e se acendem as luminárias externas, pois devido à proximidade da vegetação, criam-se efeitos de luz indireta com projeções de sombra das folhas no teto. 

© Diego Romero
© Diego Romero

De dentro para fora, os jardins recebem uma luz difusa, suficiente para circular ao redor da casa, o conjunto envidraçado se torna uma espécie de luminária.

Finalmente com as luzes desligadas, a casa está posicionada para ser inundada pela luz da lua.

Não é o que, nem onde, menos ainda quem, o tempo é a metáfora do real, do que entendemos como “existente”, não ocupa espaços, define a obra como construída.

© Diego Romero
© Diego Romero

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
D+A
Escritório
Cita: "Casa Inverso / D+A" 26 Out 2016. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/798092/casa-inverso-d-plus-a> ISSN 0719-8906