O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Museu
  4. Estados Unidos
  5. Ennead Architects
  6. 2015
  7. Museu de Arte Americana de Westmoreland / Ennead Architects

Remodelaçao

Apresentado por the MINI Clubman

Museu de Arte Americana de Westmoreland / Ennead Architects

Museu de Arte Americana de Westmoreland / Ennead Architects
Museu de Arte Americana de Westmoreland / Ennead Architects, © Aislinn Weidele / Ennead Architects
© Aislinn Weidele / Ennead Architects

© Roy Engelbrecht © Roy Engelbrecht © Roy Engelbrecht © Roy Engelbrecht + 25

  • Parceira de Projeto

    Susan T. Rodriguez FAIA
  • Parceiros de Gestão

    Timothy Hartung FAIA
  • Arquitetos Colaboradores

    Joshua Frankel AIA, Colin Davis AIA
  • Designer Senior Instalações Técnicas

    Gary Anderson AIA

  • Equipe de Projeto

    Jesica Bello, Rebecca Dion, Brad Groff AIA, Dalia Hamati, Kate Kulpa AIA, LEED AP, Joerg Kiesow, Brian Masuda AIA, Nikita Payusov, Jacob Reidel
  • Estrutural

    Robert Silman Associates
  • Instalações e Prevenção Incêndio

    Altieri Sebor Wieber
  • Luminotécnico

    Brandston Partnership
  • Engenharia Civil

    H.F. Lenz Company
  • Elevadores

    IROS Elevator
  • AV / TI / Acústica / Segurança

    The Sextant Group
  • Consultoria Sustentabildiade

    YR & G
  • Especificações

    Specifications, Inc.
  • Arquitetura Paisagística

    LaQuatra Bonci Associates, Hughes Associate Inc.

  • Orçamentos

    Blundall Associates, Inc.
  • Construção

    Spaulding Banks Project Management, Inc.
  • Mais informações Menos informações
© Roy Engelbrecht
© Roy Engelbrecht

Descrição enviada pela equipe de projeto. A transformação do Museu de Arte Americana de Westmoreland reforça a importância do papel das Artes e do Museu na comunidade de Greensburg e na região. O resultado é um edifício de arquitetura dinâmica unindo o novo e o antigo com uma expansão que se ergue como um forte contraponto à estrutura original em estilo neo-Georgiano. O projeto reforça e renova a identidade e experiência do Museu enquanto estende seu legado ao futuro.

© Aislinn Weidele / Ennead Architects
© Aislinn Weidele / Ennead Architects

A transformação vai além do edifício no terreno, onde um novo projeto paisagístico e jardim de esculturas estendem o Museu para fora de seus limites físicos forjando conexões mais fortes com a cidade e ao bairro do entorno.

Before. Image © Jonathan Nakles Photography
Before. Image © Jonathan Nakles Photography

O edifício emoldura a paisagem enquanto oferece um pano de fundo transparente ligando o interior ao exterior e revelando a atividade que acontece em seu interior. Perpendicular ao anexo, uma nova fachada sul destaca os tijolos antigos do edifício original. Esta nova camada é definida por um plano de concreto pré-moldado para corresponder à pedra de cal original do edifício e uma colunata de dois pavimentos de altura com esbeltas colunas preenchendo todo o comprimento da fachada. Três novas aberturas verticais na envoltória original do edifício foram criadas para demarcar a entrada.

Drawing
Drawing

Na extremidade oeste do edifício, um plano emoldura uma escultura encomendada especialmente a Tim Prentice, configurando um ponto focal à medida que se aproxima do edifício a partir do centro da cidade, ao longo da Rua Main. Um corte sutil e angulado proporciona uma abertura no plano sólido da parede de tijolos do edifício original ao longo da fachada na Rua Main, filtrando a luz no edifício e proporcionando uma prévia da geometria do balanço a da sequência de novas galerias internas.

© Roy Engelbrecht
© Roy Engelbrecht

Uma simples paleta de materiais e texturas - concreto pré-moldado, zinco, alvenaria e vidro - unificam a nova expansão com o edifício existente. Na extremidade norte, e instalado na topografia do terreno, uma nova ala de alvenaria espelha a ala oeste existente para garantir a simetria do edifício original enquanto configura um novo balanço com revestimento de zinco ao sul. 

© Roy Engelbrecht
© Roy Engelbrecht

A padronagem dos painéis de zinco que envolvem o balanço refletem a geometria interna da estrutura treliçada. Painéis de vidro do piso ao teto oferecem vistas panorâmicas na extremidade angulada do balanço, que abriga galerias de exposições temporárias e permanentes. 

© Roy Engelbrecht
© Roy Engelbrecht

O reforço dos pontos de vista do entorno são destacados a medida que visitantes se movem ao longo do edifício nos pontos estratégicos dentro dos espaços públicos e sequência de galerias, contextualizando ainda mais a coleção permanente do Museu.

© Roy Engelbrecht
© Roy Engelbrecht

O projeto reconfigura os espaços internos existentes no Museu para estabelecer uma nova sequência na entrada com acesso visual ao longo do edifício unindo as entradas norte e sul. Uma escadaria monumental conecta o novo saguão renovado à uma nova entrada para grupos e um nova área de desembarque para visitantes que chegam de automóvel. O saguão contém uma nova loja do museu e uma galeria introdutória. A escadaria de vidro disposta no novo volume de pé-direito duplo leva ao pavimento superior e ao anexo com as galerias em balanço.  

© Roy Engelbrecht
© Roy Engelbrecht

Uma sequência expandida e uma série de galerias com vistas ao exterior unificam os espaços internos e conecta a coleção ao seu contexto. Além disso, uma série de intervenções de pequena escala dentro do edifício existente reforçam e destacam a linguagem geométrica do anexo em balanço.

© Roy Engelbrecht
© Roy Engelbrecht

Outros espaços dentro do edifício reformado no museu incluem um estúdio para atividades infantis, um espaço multiuso para concertos, palestras, encontros comunitários e eventos privados, assim como um café informal e escritórios administrativos. Um espaço de armazenamento de alta densidade é incorporado no pavimento inferior do anexo e está diretamente conectado à área de carga e descarga através de um elevador.

© Roy Engelbrecht
© Roy Engelbrecht

A sustentabilidade está integrada no projeto, com sistemas mecânicos de última geração incorporados em todo o edifício, aliados com a abundância de luz natural e do destaque para as vistas, além dos materiais provenientes de fontes locais e redução substancial da paisagem construída, com a criação das áreas ajardinadas que incluem o jardim de esculturas. O uso de espécies nativas e que se adaptam facilmente eliminam a necessidade de irrigação extra e reduzem a manutenção dos jardins. O novo anexo do museu está cotado para receber certificação LEED Silver.

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Museu de Arte Americana de Westmoreland / Ennead Architects" [Westmoreland Museum of American Art / Ennead Architects] 16 Out 2016. ArchDaily Brasil. (Trad. Santiago Pedrotti, Gabriel) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/797313/museu-de-arte-americana-de-westmoreland-ennead-architects> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.