Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Olimpíadas Rio 2016: Adaptação do Centro Nacional de Tiro Esportivo / Vigliecca & Associados

Olimpíadas Rio 2016: Adaptação do Centro Nacional de Tiro Esportivo / Vigliecca & Associados

© Gabriel Heusi © Miriam Jeske © Gabriel Heusi © Gabriel Heusi + 15

Estádios  · 
Rio de Janeiro, Brasil
  • Capacidade de Público

    7.250
Mais informações Menos informações
© Andre Motta
© Andre Motta

Descrição enviada pela equipe de projeto. O Centro Nacional de Tiro Esportivo foi erguido para os Jogos Pan-Americanos em 2007. Trata-se de um projeto premiado do escritório BCMF Arquitetos que foi cuidadosamente reformado pelo Vigliecca & Associados para atender aos padrões olímpicos, sem descaracterizar a estrutura original.

Planta
Planta

Apesar de se tratar de uma construção recente, o edifício exigiu atualização de algumas normas da Federação Internacional de Tiro Esportivo, além de manutenção do sistema de alvos, de ar condicionado e das instalações hidráulicas e elétricas.

© Andre Motta
© Andre Motta

O foco do projeto foi atender aos requerimentos olímpicos, que exige um público três vezes maior que a sua capacidade atual, e ainda garantir seu aproveitamento em legado. 

Diagrama
Diagrama
Diagrama
Diagrama

Como as exigências geométricas e de capacidade olímpicas eram muito distintas do que o prédio originalmente oferecia, a readequação havia se mostrado inviável. A única solução seria construir um estande de finais provisório ao lado do existente.

© Gabriel Heusi
© Gabriel Heusi

Diante de custos muito altos, o Vigliecca & Associados analisou diferentes formas de conciliar as exigências dos Jogos Olímpicos com a situação existente e apresentou uma solução inovadora em relação à padronização dos estandes de finais, com um perfil de curva de visibilidade mais baixo que se adéqua ao pé-direito e geometria do edifício existente. Para isso, foi criada uma arquibancada provisória com 2.000 assentos sobre a arquibancada existente, de 600 assentos. Ao criar uma nova arquibancada com mais do triplo de assentos, foi preciso reavaliar seu ângulo, para garantir visibilidade a todos os lugares. Assim, obteve-se uma arquibancada com ângulo mais suave. Os melhores lugares passaram a ser as filas do topo – não mais as primeiras filas, como nas arquibancadas permanentes–, que serão destinados à imprensa, uma exigência da Federação Internacional de Tiro Esportivo. Lembrando que a primeira medalha da Olimpíada sairá desta modalidade, portanto o mundo estará com os olhos voltados para este equipamento. 

Esta solução se mostrou a mais adequada por manter o conjunto arquitetônico harmônico e ser a mais econômica ao exigir, apenas, o aumento do comprimento do estande existente, sem intervir excessivamente em sua estrutura. 

© Gabriel Heusi
© Gabriel Heusi

Para ampliação ainda do espaço interno, foi realizada a extensão da área de tiro, com cobertura provisória. Portanto, o projeto conseguiu atingir o objetivo de ampliar o espaço interno apenas por meio de sua reconfiguração, evitando a necessidade de demolição.

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos

Localização do Projeto

Endereço: Deodoro, Rio de Janeiro, Brasil

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Olimpíadas Rio 2016: Adaptação do Centro Nacional de Tiro Esportivo / Vigliecca & Associados " [Adaptation of Olympic Shooting Center Rio 2016 / Vigliecca & Associados ] 04 Ago 2016. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/792542/olimpiadas-rio-2016-adaptacao-do-centro-nacional-de-tiro-esportivo-vigliecca-and-associados> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.