O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Centro De Diagnóstico
  4. Austrália
  5. GHD Woodhead
  6. Centro AFFRIC / GHD Woodhead

Centro AFFRIC / GHD Woodhead

Centro AFFRIC / GHD Woodhead
Centro AFFRIC / GHD Woodhead, © Andrew San Photography
© Andrew San Photography

© Andrew San Photography © Andrew San Photography © Andrew San Photography © Andrew San Photography + 19

  • Consultoria Educacional

    Arina
  • Arquitetura Paisagística

    Green and Dale
  • Engenharia Estrutural / Serviços de Construção

    Sinclair Knight Mertz
  • Agrimensura

    St. Quentin
  • Gestão de Obras

    PLP Building Surveyors
  • Interiores

    GHD Woodhead
  • Construção

    Cockram
  • Controle de Qualidade

    Wilde and Wollard
  • Equipe de Arquitetos

    Pádraig Sinnott, Declan Muldoon, Seán O’Dwyer, Graham Bolton, Matt Findlay , Brent Railton, Debra Longin, Terry and Sarah Adams, Emma Foster, Melaine Wong, Nina Carrington
  • Mais informações Menos informações
© Andrew San Photography
© Andrew San Photography

Descrição enviada pela equipe de projeto. Os arquitetos da GHD Woodhead projetaram o Centro Australiano de Pesquisa e Inovação de Fibras Futuras, (AFFRIC em sua sigla em inglês) no Campus da Universidade de Deakin como parte do Distrito Tecnológico de Geelong. O novo centro de pesquisa é um projeto de colaboração entre a Universidade de Deakin, CSIRO e o Centro Vitoriano de Materiais Avançados para Manufatura (VCAMM).

© Andrew San Photography
© Andrew San Photography

O projeto envolveu o desenho e desenvolvimento das novas instalações de pesquisa, a localização do grupo de pesquisa de materiais e fibras da CSIRO, a expansão das atividades de pesquisa existentes do Centro de Pesquisa de Materiais e Fibras Deakin, e a construção de uma planta piloto para a pesquisa de fibra de carbono em colaboração com a VCAMM.

Planta Baixa
Planta Baixa

AFFRIC inclui a primeira fábrica de produção de fibra de carbono de qualquer tipo na Austrália e o complexo também será o primeiro centro de pesquisa do mundo para a produção de fibra de carbono que se encontra em um campus universitário operado por uma instituição de pesquisa respaldada pelo governo.

© Andrew San Photography
© Andrew San Photography

As instalações consistem de dois edifícios situados em um terreno inclinado com diferença de nível de 10 metros. O AFFRIC é o primeiro edifício em uma zona que atualmente se desenvolveu como um novo parque tecnológico e de pesquisa. Ambos edifícios são cessados através de uma estrada circundante que percorre o perímetro do terreno conectados a uma rotatória e oferece um acesso fácil para veículos de carga/descarga. 

© Andrew San Photography
© Andrew San Photography

Embora os dois edifícios sejam similares em processo possuem identidades muito diferentes; o primeiro edifício conhecido como 'NJ' é o mais longo e de volumetria linear com aproximadamente 2,770 m² de área coberta. É aqui a sede de Deakin, Carbon Nexus e VCAMM e proporciona uma interface linear que permite que a fábrica maximize o potencial de conhecimento e tecnologia. O objetivo é trazer os desafios da indústria às instituições de pesquisa e o conhecimento da pesquisa destas instituições à indústria. Com a pesquisa em padrão internacional, os setores de educação e uma atitude criativa, o desenho permite a geração de ideias de alto valor. Nas instalações do edifício NJ, Deakin agora possui condições de contribuir com o crescimento dos materiais e manufatura avançados. Aproveitam a imaginação dos melhores pensadores da Austrália para solucionar os desafios da indústria, o que acelera o ritmo da inovação.

© Andrew San Photography
© Andrew San Photography

O segundo edifício conhecido como 'NK' ocupa as instalações de testes de CSIRO  que se encontram na parte inferior do edifício. Este é o maior dos edifícios, com mais de 5 mil m² destinados a abrigar os equipamentos especializados integrados de alto nível, garantindo uma capacidade de fabricação de fibras a nível mundial, estabelecidos em Geelong para melhorar a competitividade do setor da fabricação de materiais e têxteis, e o avanço dos materiais compostos e as indústrias biomédicas. 

© Andrew San Photography
© Andrew San Photography

Os arquitetos de GHD Woodhead criaram uma instalação integrada que evidencia a tecnologia da fibra, e foi projetado com um entorno inovador. Este espírito está demonstrado na experiência da área de entrada, sala de reuniões e o núcleo de circulação, em espaços com vistas diretas aos laboratórios para proporcionar uma atmosfera de colaboração e aprendizagem.

© Andrew San Photography
© Andrew San Photography

O Centro incrementa ainda mais a capacidade das organizações associadas para proporcionar serviços para indústria têxtil, automotriz e aeroespacial, e ajudará na transição entre a pesquisa e aplicação com mais de 300 pesquisadores e estudantes. Aqui serão desenvolvidos novos materiais avançados que garantirão que a indústria possa produzir produtos de nível internacional baseados no conhecimento de nanofibras, fibras de carbono e materiais inteligentes.

© Andrew San Photography
© Andrew San Photography

O propósito é garantir que a indústria australiana seguirá sendo inovadora, competitiva e flexível. Procurou-se proporcionar uma plataforma de sucesso para a indústria conseguir tirar o máximo proveito das amplas capacidades da comunidade de pesquisadores. 

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Centro AFFRIC / GHD Woodhead" [AFFRIC / GHD Woodhead] 25 Jul 2016. ArchDaily Brasil. (Trad. Santiago Pedrotti, Gabriel) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/791816/centro-affric-ghd-woodhead> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.