O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Centro Comunitário
  4. África do Sul
  5. Indalo
  6. 2015
  7. Projeto de Desenvolvimento Social / Indalo + Collectif Saga

Projeto de Desenvolvimento Social / Indalo + Collectif Saga

  • 17:00 - 18 Maio, 2016
  • Traduzido por Camilla Sbeghen
Projeto de Desenvolvimento Social / Indalo + Collectif Saga
Projeto de Desenvolvimento Social / Indalo + Collectif Saga, © Joubert Loots
© Joubert Loots
  • Arquitetos

  • Localização

    Port Elizabeth, África do Sul
  • Colaboradores

    Alliance Française de Port Elizabeth Werk_ Engineers Without Borders Nelson Mandela Metropolitan University
  • Equipe de Projeto

    Kevin Kimwelle, Anastasia Rohaut, Pierre Guérin, Camille Sablé, Sylvain Guitard, Simon Galland, Jason Dinant, Maguelonne Gorioux, Nolwenn Gervais, Pauline Richard, Cécile Jaouen, Eglantine Bulka, Eva Fojtu, Andrès Sanchez, Adèle Bertrand
  • Área

    138.0 m2
  • Ano do projeto

    2015
  • Fotografias

© Joubert Loots © Joubert Loots © Joubert Loots © Joubert Loots + 35

  • Construtoras

    Love Story (NGO) & Patricia N. Piyani (Directrice)
  • Topógrafo

    LDM Quantity Surveyor
  • Financiador

    Williams Hunt via General Motors ChildLife Foundation Crowdfunding via KissKissBankBank
  • Fornecedor

    Coca-Cola, Cannibal, Amalooloo, Builders Warehouse Port Elizabeth, Penny Pinchers Port Elizabeth, IBIS, Voltex
  • Edifício Principal

    100 m2
  • Fonte de água

    38 m2
© Joubert Loots
© Joubert Loots

Descrição enviada pela equipe de projeto. Este projeto está localizado em Joe Slovo, aos arredores de Port Elizabeth, África do Sul. Joe Slovo é um município recém-criado e apenas parte dele foi beneficiada com o programa de habitação RDP (Programa de Reconstrução e Desenvolvimento, ação lançada pelo Governo Sul-Africano 20 anos atrás). O local onde o projeto está inserido não tem instalações básicas e não há estradas asfaltadas. As construções são principalmente barracos feitos de madeira de segunda linha e chapas de metal corrugado. Não há água, exceto uma torneira a cada dois blocos, e apenas algumas casas têm eletricidade. Alguns anos atrás, notando a falta de serviços dedicados à sua comunidade, uma cidadã local, Patricia N. Piyani fundou uma creche em seu próprio barraco. O estabelecimento rapidamente encheu-se de interessados e ela decidiu construir um edifício dedicado à essa função.

Axonométrica em Camadas
Axonométrica em Camadas

A creche existente é pequena em comparação com o número de crianças que hospeda (entre 50 e 80 por dia). Ela também está em uma condição muito ruim, especialmente em termos de impermeabilização. Na verdade, o local é continuamente inundado mesmo com chuvas leves. Considerando isso, Love Story, uma ONG local, envolvida nesta comunidade em particular por um tempo, decidiu lançar um projeto para reconstruir a creche, mas também para adicionar novas instalações, tais como um centro técnico, um centro comunitário e uma horta urbana. O projeto pretende integrar plenamente a comunidade no processo, a ideia é certificar-se que as melhorias são sustentáveis e continuar a trazer uma nova dinâmica em toda a comunidade.

© Joubert Loots
© Joubert Loots

A nova creche foi projetada e construída pelo escritório de arquitetura Collectif Saga, em parceria com Indalo e Love Story. Com, em média, o mesmo orçamento de uma casa de RDP (casas construídas pelo governo) o projeto tenta mostrar que através da construção de uma forma diferente, pode designar melhores usos nos espaços, tornando-os maiores e mais flexíveis. Assim, uma casa RDP tem em média 36m2, enquanto o edifício possui 138m2. Isso foi possível, usando principalmente materiais reciclados que foram gratuitos ou de baixo custo e através do estabelecimento de técnicas de construção eficientes.

© Joubert Loots
© Joubert Loots
Corte Perspectivado
Corte Perspectivado

O segundo objetivo do projeto era tentar desenvolver processos simples e reproduzíveis, o que daria a comunidade as ferramentas e o conhecimento para replicar estes processos para o seu próprio desenvolvimento. Decidimos usar materiais similares ao que eles usam para construção (paletes, chapas de papelão ondulado, pneus etc.). Os materiais foram, em seguida, transformados em um edifício duradouro e sólido com um bom nível arquitetônico. Nós também integramos vários membros da comunidade durante todo o processo, a fim de compartilhar continuamente este conhecimento. Foi uma troca de conhecimentos de duas vias no sentido de que tínhamos muito a aprender com a comunidade que todos os dias constrói e reconstrói usando recursos limitados de seu próprio ambiente. Era importante para nós mostrar que também é possível se divertir com estes materiais baratos e que, como arquitetos, temos que encontrar os meios e as ferramentas para transformar aqueles em objetos únicos e funcionais.

© Joubert Loots
© Joubert Loots
Detalhe Axonométrico
Detalhe Axonométrico

O projeto consiste em dois edifícios um de frente para o outro: de um lado, a construção de serviços básicos com oito banheiros e duas pias e, no outro lado, o salão principal. A construção já existente foi conectada ao edifício principal, abrigando uma cozinha e uma sala de armazenamento. Para entender completamente o projeto, é preciso considerar que trata-se de uma creche temporária, para abrigar as crianças enquanto a edificação principal é construída no terreno oposto. O espaço se tornará um workshop dedicado à madeira e trabalhos em metal. A ideia é oferecer um espaço para os muitos pequenos empresários locais que desejam lançar o seu negócio. Eles, então, seriam capazes de compartilhar suas ferramentas e conhecimento, mas também teriam um espaço próprio para trabalhar, com excepção das suas casas. Dito isto, o edifício foi concebido como um salão que pode hospedar vários usos ao longo do tempo. Por enquanto, paredes divisórias podem ser utilizadas a fim de separar as três classes da pré-escola.

© Joubert Loots
© Joubert Loots
Corte
Corte

Finalmente, tentamos usar nossas habilidades para colocar em movimento e as latentes energias que nos rodeiam. Para envolver as pessoas, o local da construção foi utilizado como um palco experimental de mistura cultural. Essa postura mental, mudou o nosso papel e comportamento como arquitetos, nos movendo em uma nova experiência humana, e novamente redefinindo a nossa visão de arquitetura. Nós tentamos envolver as pessoas tanto quanto podíamos, das empresas aos trabalhadores, incluindo crianças e suas mães, em uma sociedade onde o trabalho feminino é claramente definido. A partir de um envolvimento conjunto no projeto, percebemos como, simplesmente oferecendo a possibilidade de participar neste projeto de desenvolvimento social, as pessoas estavam felizes em se sentirem úteis. De fato, em um país traumatizado como África do Sul, o fatalismo, a desconfiança e falta de compreensão são comuns.

© Maguelonne Gorioux
© Maguelonne Gorioux
Corte
Corte

Nós também organizamos e participamos de alguns eventos diferentes no município e no centro da cidade para acabar com os preconceitos através da partilha de um grande momento juntos. O projeto tornou-se, em seguida, muito maior do que poderíamos ter imaginado, com a creche materializando o processo humano e social. Graças à todas as pessoas, graças à todos aqueles momentos que passamos juntos no local, graças à toda a paixão ocorrendo no local da construção, a apropriação não demorou a aparecer, muito antes da abertura oficial. Mesmo em um projeto tão pequeno quanto esse, a arquitetura tornou-se a vida, e a vida tornou-se arquitetura. Isso é o que experimentamos, é isso o que queremos mostrar agora, isso é o que queremos fazer amanhã.

© Joubert Loots
© Joubert Loots

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Indalo
Escritório
Collectif saga
Escritório
Cita: "Projeto de Desenvolvimento Social / Indalo + Collectif Saga" [Social Development Project / Indalo + Collectif Saga] 18 Mai 2016. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/787589/projeto-de-desenvolvimento-social-indalo-plus-collectif-saga> ISSN 0719-8906