O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Argentina
  5. Luciano Kruk
  6. 2015
  7. Casa L4 / Luciano Kruk

Casa L4 / Luciano Kruk

Casa L4 / Luciano Kruk
Casa L4 / Luciano Kruk, © Daniela Mac Adden
© Daniela Mac Adden
  • Arquitetos

  • Localização

    La Costa, Argentina
  • Projeto e Direção

    Luciano Kruk
  • Equipe de Projeto

    Ekaterina Künzel, Luciano Kruk
  • Coordenação e Direção de Obras

    Pablo Magdalena
  • Área

    180.0 m²
  • Ano do Projeto

    2015
  • Fotografias

© Daniela Mac Adden © Daniela Mac Adden © Daniela Mac Adden © Daniela Mac Adden + 24

  • Arquitetos Colaboradores

    Josefina Perez Silva, Andrés Conde Blanco, Belén Ferrand, Leandro Rossi, Alberto Collet
  • Colaboradores

    Dan Saragusti, Giorgio Lorenzoli, Denise Andreoli, Federico Eichenberg
  • Edição de Texto

    Mariana Piqué
© Diego Medina
© Diego Medina

Descrição enviada pela equipe de projeto. Casa L4 se localiza em um condomínio privado chamado Costa Esmeralda, a treze quilômetros ao norte da cidade de Pinamar, a quatro horas da cidade de Buenos Aires. O bairro onde está o lote, Barrio Marítimo II, está disposto linearmente paralelo ao mar. Um bosque de pinheiros entre o bairro e a orla respeita os 200 metros de afastamento estabelecidos por legislação municipal.

© Daniela Mac Adden
© Daniela Mac Adden

A casa foi projetada para ser usada durante pequenas estadias de descanso, tendo capacidade para receber hóspedes e ser adaptável para ser eventualmente alugada.

Planta
Planta

O lote original estava florestado por fileiras de pinheiros de praia; a topografia conta com desnível de dois metros em suas extremidades.

© Daniela Mac Adden
© Daniela Mac Adden

A seleção dos materiais a serem utilizados foi baseada em dois motivos:

Como já tínhamos a experiência de ter construído outras casas em concreto aparente, sabíamos que este material era capaz de se conservar ao longo do tempo com pouquíssima manutenção.

Sua cor e textura estabeleceriam um diálogo harmonioso com o entorno natural local.

© Daniela Mac Adden
© Daniela Mac Adden

A área social deveria atuar como grande protagonista da casa, amplo, luminoso e vinculado com o exterior, enquanto que as áreas privadas deveriam ser conformadas por quatro suítes e ser o máximo independentes possível. Nossa intenção era desenvolver a maior parte do programa em apenas um pavimento e um espaço externo de maior altura, para poder contemplar o contexto natural. Tanto a vegetação como a topografia natural conformavam as riquezas que o projeto deveria respeitar.

© Daniela Mac Adden
© Daniela Mac Adden

A casa deveria ficar imersa no bosque, envolta por sua atmosfera. Por isso, está recuada dos limites frontais mais do que o exigido pela legislação local. Ao afastá-la da rua, os espaços internos ganharam mais intimidade enquanto que os espaços posteriores não foram prejudicados, já que visualmente se prolongam além dos limites do lote, fundindo-se com o bosque de pinhos junto ao mar.

Corte
Corte

Com a intenção de criar um contraste sensorial, o acesso à casa é experimentado a partir de uma semi cobertura escura através de uma estreita escada contida entre as paredes cegas de concreto aparente em direção a um espaço amplo e luminoso: a planta principal.

© Daniela Mac Adden
© Daniela Mac Adden

A disposição da planta proporcionou grande privacidade aos dormitórios ao colocá-los em cada um dos quatro ângulos da planta quadrada.

Planta
Planta

As atividades sociais assumiram seu lugar na parte central. Uma escada que conduz à cobertura está no coração da casa, contribuindo para sua organização espacial. Situada junto às áreas de uso comum, a cozinha e sala de jantar está em uma das laterais, e as áreas de estar em outro, definindo e mantendo estes espaços de uso funcional e visualmente conectados.

© Daniela Mac Adden
© Daniela Mac Adden

O equipamento dos dormitórios e seus respectivos banheiros estão separados do perímetro que fecha a casa.

Do lado mais alto do terreno, onde a plataforma da casa está apoiada no terreno natural, o fechamento lateral é reduzido a uma abertura da parede para o ambiente exterior através de uma fenda longitudinal baixa, protegendo a espacialidade interior das vistas do lote ao lado.

© Daniela Mac Adden
© Daniela Mac Adden

No comprimento mais baixo do lote, onde a casa está quase dois metros afastada do solo, os fechamentos laterais são compostos de um muro baixo com uma abertura linear alta.

Ambas soluções permitiram gerar vistas ao exterior e espaços naturalmente iluminados sem deixar de preservar o caráter íntimo de sua espacialidade interna.

© Daniela Mac Adden
© Daniela Mac Adden

Já as fachadas frontal e posterior possuem fechamentos transparentes que ocupam toda a altura e comprimento do volume, direcionando as vistas e demarcando visuais. Na parte posterior da casa, as aberturas fazem com que o espaço interno se amplie para se expandir para o deck semi-coberto e se unificar com o espaço externo.

© Daniela Mac Adden
© Daniela Mac Adden

A própria maleabilidade do concreto permitiu conceber a escada como um elemento escultórico independente. Com a mesma plasticidade expressiva trabalhamos as paredes que dividem os dormitórios do setor central gerando em ambos os lados saliências e nichos que serviram de apoio ao mobiliário.

Dada a profundidade da planta, optamos por reforçar a iluminação natural a partir da cobertura.

© Daniela Mac Adden
© Daniela Mac Adden

A área central do setor social é banhada de sol através do prisma transparente que abriga a escada principal. Foram incorporadas faixas lineares sobre os parâmetros internos que delimitam o espaço da cozinha e sala de jantar, buscando gerar sobre a superfície destas paredes o efeito da luz natural ao longo do dia. Nos banheiros, aberturas zenitais estão sobre os chuveiros.

A estrutura portante foi resolvida através de uma grande laje sustentada por um sistema de vigas invertidas apoiadas em partições localizados no interior da planta e colunas metálicas dispostas sobre os fechamentos laterais formando parte das esquadrias. Para enfatizar a horizontalidade da casa e reduzir o seu impacto visual, o sistema estrutural de vigas foi amarrado respeitando a linha de fechamentos, gerando lajes em balanço que atuam como elementos de proteção solar.

Corte
Corte

Desde a planta de cobertura, abraçado pelas copas dos pinheiros está um espaço de contemplação. Graças a transparência da caixa de escadas, podemos desfrutar amplas vistas em todas as direções. Coberto por um deck de madeira e equipado com uma ducha e duas piscinas anexas, este espaço se eleva como um mirante orientado para o mar.

© Daniela Mac Adden
© Daniela Mac Adden

Em um meio natural, uma caixa construída está orientada de madeira a permitir que o exterior flua, entre e saia por seus interiores, convertendo-a assim em parte do entorno, fundindo-se e vibrando em consonância harmônica com o meio. Através de sua síntese espacial e o caráter despojado de sua materialidade, queríamos que a casa despertasse sensações e conseguisse potencializar os sentidos das pessoas que a habitariam.

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Luciano Kruk
Escritório
Cita: "Casa L4 / Luciano Kruk" [Casa L4 / Luciano Kruk] 30 Abr 2016. ArchDaily Brasil. (Trad. Santiago Pedrotti, Gabriel) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/786551/casa-l4-luciano-kruk> ISSN 0719-8906