O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Turismo
  4. China
  5. standardarchitecture
  6. 2008
  7. Centro de Visitantes Namchabawa / standardarchitecture

Centro de Visitantes Namchabawa / standardarchitecture

  • 11:00 - 1 Maio, 2016
  • Traduzido por Camilla Sbeghen
Centro de Visitantes Namchabawa / standardarchitecture
Centro de Visitantes Namchabawa / standardarchitecture, Cortesia de standardarchitecture
Cortesia de standardarchitecture
  • Arquitetos

  • Localização

    Pai Town
  • Equipe de Projeto

    Zhang Ke, Zhang Hong, Hou Zhenghua, Claudia Taborda, Maria Pais de Sousa, Gai Xudong, Sun Wei, Yang Xinrong, Wang Feng, Liu Xinjie, Sun Qinfeng, Huang Di, Chen Ling
  • Colaboradores

    China Academy of Building Research & Tibet Youdao Architecture Associates
  • Área

    1500.0 m2
  • Ano do projeto

    2008

Cortesia de standardarchitecture Cortesia de standardarchitecture Cortesia de standardarchitecture Cortesia de standardarchitecture + 47

Cortesia de standardarchitecture
Cortesia de standardarchitecture

Descrição enviada pela equipe de projeto. O centro de visitantes é o segundo edifício desenhado pelo Standardarchitecture no Tibet depois do Terminal de Barcos Yaluntzangpu. Está situado em um pequeno povoado chamado Pai na área de Linzhi, ao sudeste da região autônoma do país. O edifício encontra-se em um terreno inclinado ao longo da rodovia que conduz até a última aldeia, Zhibai no cânion de Yaluntzangpu em frente ao rio de mesmo nome ao norte e a Montanha de 7782 metros de altura ao leste. 

Cortesia de standardarchitecture
Cortesia de standardarchitecture

O edifício de 1500 m2 serve como um centro de acolhimento de visitantes que proporciona informação completa sobre o Monte Namchabawa e o cânion de Yaluntzangpu. Funciona também como o 'centro da cidade' para os habitantes do povoado, assim como a base de abastecimentos para os excursionistas do cânion. Portanto, o programa é bastante complicado, incluindo uma sala de recepção/informação, banheiros públicos, um café/espaço para internet, um centro médico, vestiários para mochileiros, salas de reuniões, escritórios para guias turísticos e condutores, um tanque de reserva de água e uma central elétrica de reserva para a aldeia.

Cortesia de standardarchitecture
Cortesia de standardarchitecture
Planta baixa 1F
Planta baixa 1F
Cortesia de standardarchitecture
Cortesia de standardarchitecture

Como algumas rochas se estendem para fora da montanha, o edifício é concebido como uma série de muros de pedra localizados na ladeira, sem janelas voltadas a rodovia de entrada ao oeste, quase sem escala, uma paisagem abstrata na paisagem natural. Visto de longe, não se esconde, nem se destaca do seu contexto como uma peça de arquitetura 'tibetana'.

Cortesia de standardarchitecture
Cortesia de standardarchitecture

Aproximando-se do caminho, as pessoas não têm certeza se trata-se de um edifício ou um conjunto de paredes de contenção ou inclusive uma parede 'Mani' aos pés da montanha. Descendo dos automóveis, os visitantes seguem um caminho dirigido por uma contenção de pedra, onde encontra-se a entrada principal da sala de recepção/exposição. A sala principal está iluminada por claraboias e possui uma abertura ao norte, em direção ao povoado e ao rio Yaluntzangpu. Entrando na segunda camada da parede de pedra de 1 metro de espessura, os visitantes encontram os banheiros públicos e a sala de armazenamento. Continuando na próxima camada de parede de pedra, estão a internet-café, a clínica e um espaço de relaxamento para os condutores. Na metade do caminho existe a opção de acessar a 'escada ao céu' até o segundo nível onde está o terraço-jardim e as salas de reunião. O depósito de água esconde-se por baixo das escadas e a sala técnica abriga-se no espaço subterrâneo.

Corte B-B
Corte B-B

Após um breve descanso na recopilação de informação necessária para a área, os visitantes são guiados novamente por um caminho de pedra em zigue-zague pela colina em direção ao povoado, para logo, começar sua exploração no Monte Namchabawa e desaparecer no bosque do vale Yaluntzangpu durante dias ou semanas. 

Cortesia de standardarchitecture
Cortesia de standardarchitecture

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
standardarchitecture
Escritório
Cita: "Centro de Visitantes Namchabawa / standardarchitecture" [Tibet Namchabawa Visitor Centre / standardarchitecture] 01 Mai 2016. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/786501/centro-de-visitantes-tibet-namchabawa-standardarchitecture> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.