O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Museu
  4. México
  5. Toyo Ito & Associates
  6. 2016
  7. Museu Internacional do Barroco / Toyo Ito

Museu Internacional do Barroco / Toyo Ito

  • 21:00 - 1 Maio, 2016
  • Traduzido por Camilla Sbeghen
Museu Internacional do Barroco / Toyo Ito
Museu Internacional do Barroco / Toyo Ito , © Patrick Lopez Jaimes / Danstek
© Patrick Lopez Jaimes / Danstek

© Patrick Lopez Jaimes / Danstek © Patrick Lopez Jaimes / Danstek © Patrick Lopez Jaimes / Danstek © Patrick Lopez Jaimes / Danstek + 46

  • Arquitetos

  • Localização

    Via Atlixcayotl, Reserva Territorial Atlixcáyotl, Corredor Comercial Desarrollo Atlixcayotl, Puebla, México
  • Projeto Arquitetônico

    Toyo Ito & Associates, Architects
  • Arquiteto Local

    Federico Bautista Alonso
  • Área

    18149.0 m2
  • Ano do projeto

    2016
  • Fotografias

  • Promotor

    The State of Puebla, Governor Rafael Moreno Valle Rosas
  • Concessionária

    Constructores del Museo Barroco S.A. de C.V.
  • Construtora

    Grupo Hermes
  • Museografia

    Miguel Ángel Fernández Villar
  • Conexão Internacional

    Guillermo Eguiarte Bendimez
  • Construction system

  • Coordenação e Desenvolvimento

    Toyo Ito & Associates, Architects and Estudio Arquitectura S.A. de C.V.
  • Equipe - Toyo Ito & Associates, Architects

    Toyo Ito, Yoko Izumi, Takeo Higashi, Shuichi Kobari, Makoto Fukuda, Nils Becker, Takayuki Ohara Martínez, Kota Tamaki, Yuta Martínez Ono, Adrià Clapés i Nicolau, Carlos González Acedo, Mariana Ramírez Escoto, Luis Alberto Hidalgo Miranda
  • Equipe - Estudio Arquitectura S A de C V

    Federico Bautista Alonso, Alejandro Bribiesca Ortega, Miriam Carrada Legaria, Armando Mauleón Bonilla, Daniel Rosas Ortiz, Erika Carral González, Gardi Albrecht Junghanns
  • Engenharia Estrutural

    SAPS (Mutsuro Sasaki, Toshiaki Kimura), SC3 (Ing. Ernesto Lira)
  • Engenharia Mecânica

    AKF de México
  • Iluminação

    Artec 3 (Maurici Ginés, Mariel Fuentes)
  • Sinalização e Imagem Corporativa

    Identity Design S.L. (Tomo Iida)
  • Mobiliário

    Fujie Kazuko Atelier
  • Estudos de Luz Natural

    Bioàmbit,engenharia bioclimática (Carles Guillén Amigó, Ivan Pérez Carretero)
  • Paisagismo

    Tada Arquitectos (Antonio Cesar López Willars)
  • Mais informações Menos informações
© Patrick Lopez Jaimes / Danstek
© Patrick Lopez Jaimes / Danstek

Descrição enviada pela equipe de projeto. O terreno, de 5 hectares, localiza-se a 7km aproximadamente do centro da cidade de Puebla, na intersecção do Boulevard de Atlixcayotl e a Avenida das Torres. Atualmente, o acesso ao lugar pode ser feito de carro, ônibus do sistema de transporte público ou pela ciclovia que conecta o Museu com outros parques e espaços públicos da cidade. O estacionamento se organiza em dois níveis no lado leste de Museu e dispõe de aproximadamente 440 vagas, estacionamento para 4 ônibus, 42 motocicletas e 50 bicicletas. 

© Patrick Lopez Jaimes / Danstek
© Patrick Lopez Jaimes / Danstek

Para emoldurar a fachada principal do Museu foi desenhada uma grande praça que recebe os visitantes. Esta dispõe de um percurso de descida de passageiros tanto de ônibus como de automóveis,com bancos e totens de informação das exposições. Também existem terraços para receber grandes grupos de visitantes onde é possível escutar explicações sobre o museu e uma marquise de entrada acolherá e resguardará o visitante no caso de fila para entrar ao museu. Será nesta fachada onde se projetarão pela noite, imagens relacionados às exposições do momento e iluminarão o Museu para que receba destaque de longe. 

Planta de Situação
Planta de Situação

O edifício de 19.52m de altura em seu ponto mais alto, encontra-se elevado 2m em relação ao terreno original. Desta maneira, é reconhecido facilmente desde as duas vias, funcionando como um marco. O MIB dispõe de dois níveis acima do solo. A superfície total construída é de aproximadamente 18.149 m² dos quais 9.855 m² corresponde ao térreo, 7.316 m² ao nível superior e 978 m² no mezanino. A estrutura composta por paredes e lajes, desenvolveu-se conjuntamente com a empresa mexicana DANSTEK, especializada na fabricação de concreto pré-moldado. As paredes constam de uma parte pré-moldada (exterior), e outra parte feita no local (interior). A parte pré-fabricada, conformada por duas faces de 65 mm de concreto branco, como um sanduíche, é feita através de formas e ao mesmo tempo permite controlar o revestimento final; a parte interior, feita no local, com concreto cinza, serve para gerar as peças com armação reforçada, criando um muro monolítico. 

© Patrick Lopez Jaimes / Danstek
© Patrick Lopez Jaimes / Danstek

O revestimento aparente com uma leve textura para que seu acabamento seja perfeito, e seja possível reparar os danos e imperfeições causadas na obra. Estruturalmente funcionam como muros de carga, de 36cm de espessura no total, incluindo os dois painéis pré-fabricados. As lajes, que são iluminadas com umas esferas ocas de polietileno reciclado (PET) no seu interior, possuem uma espessura de 70cm na maioria dos casos e são semi pré-fabricadas com uma pré-laje para que seja mais fácil e rápida sua colocação na obra. 

© Patrick Lopez Jaimes / Danstek
© Patrick Lopez Jaimes / Danstek

Como parte da estratégia estrutural, e apesar de ser um edifício que se estende horizontalmente, o Museu é composto por um único volume totalmente rígido, que ajuda muito a dar a resistência contra os abalos sísmicos. A cimentação transmite as cargas verticais sobre o terreno de terras compactas. A cimentação é construída como sapata corrida, e adapta sua profundidade segundo os requerimentos dos espaços exteriores. 

© Patrick Lopez Jaimes / Danstek
© Patrick Lopez Jaimes / Danstek

No térreo são distribuídas as funções relacionadas ao espaço expositivo. Entrando no edifício, nos encontramos com o hall de entrada, desde o qual é possível ascender tanto às salas de exposição do museu, o auditório, como ao segundo nível. Neste está a bilheteria, o guarda-volume, a loja e um ponto de informação. Também podemos desfrutar de grandes bancos desenhados pelo escritório japonês de Kazuko Fujie, que foram desenvolvidos em colaboração com artesãos têxteis de Hueyapan, Puebla. Este hall se comunica com a área de exposições, desde o qual é possível ascender a exposição permanente e temporais. A exposição permanente contempla uma visita de 8 salas expositivas, cada qual com uma temática diferente que permitem uma ampla visão das diferentes facetas que abarca o barroco, desde a arte até a arquitetura, teatro, música, literatura e a própria vida cotidiana. Estas 8 salas, mais um terraço exterior desde onde é possível ter bonitas vistas sobre o lago e o parque, encontram-se rodeando um grande pátio interior de 1.800 m2, onde o visitante poderá descansar da visita quando necessite. Dominando este espaço, encontra-se uma grande fonte de água cujo motivo é o redemoinho. No Barroco, a água em movimento é um tema recorrente, no MIB é uma metáfora que expressa o lugar da gêneses do Museu. 

Modelo 3D
Modelo 3D
© Patrick Lopez Jaimes / Danstek
© Patrick Lopez Jaimes / Danstek

A exposição temporária dispõe de 3 salas contíguas de maneira que poderiam mesclar-se aos espaços de convivência: uma grande sala de 1.200 m², uma sala pequena de 400 m² e outra média de 800 m². O pé-direito livre destas salas é de 6.50m. Neste mesmo nível, localiza-se um auditório que dispõe capacidade para 312 pessoas, situado de modo que possa ser usado de maneira independente e em horários diferentes aos da área expositiva para dar lugar a outros usos culturais. 

© Patrick Lopez Jaimes / Danstek
© Patrick Lopez Jaimes / Danstek

No nível superior estão as salas relacionadas a pesquisa, educação e difusão da arte barroca. Aqui, o visitante pode observar o processo de restauração das obras de arte barrocas, consultar documentos originais na biblioteca especializada, aprender brincando com o Barroco (tanto crianças quanto adultos) nas salas do espaço educativo, ou deleitar-se dos sabores barrocos no restaurante com um terraço dotado de vistas para o parque. Também neste nível encontra-se o Salão Internacional do Barroco, onde autoridades internacionais nesta época se reunirão para simpósios; é um espaço que, dependendo do tamanho e da natureza dos eventos, é possível utilizar em conjunto com o auditório, situado justamente abaixo.

© Patrick Lopez Jaimes / Danstek
© Patrick Lopez Jaimes / Danstek

Situamos os escritórios do Museu em um lugar privilegiado, na planta superior e com vistas ao parque, de maneira que podem desfrutar da sua criatividade desde este espaço do trabalho.

Corte
Corte
Corte
Corte

No lado leste do edifício se situa as áreas de serviços internos do museu. Localizam-se no térreo, a área de carga e descarga; na planta superior, a área de coleções, a oficina de restauração, os escritórios e a museografia. Estes dois níveis estão conectados através de um monta-cargas de dimensões 7 x 4 m e 4 m de altura com capacidade de 12 T.

© Patrick Lopez Jaimes / Danstek
© Patrick Lopez Jaimes / Danstek

Todas as salas que dispõem de acervos possuem um estrito controle climático separado das áreas públicas. Cada uma destas salas pode ajustar independentemente tanto a temperatura como a umidade para preservar as obras em ótimas condições. 

Planta Baixa - Superior
Planta Baixa - Superior

Ao desenhar o edifício foram tidos como referência os requerimentos especiais documentados na norma internacional do Facility Report, de maneira que é garantida a segurança das obras emprestadas de outras entidades ou museus. Por outra parte, a vontade do museu é a de buscar a maneira interativa de mostrar uma época passada de forma virtual e inovadora utilizando novas tecnologias. 

© Patrick Lopez Jaimes / Danstek
© Patrick Lopez Jaimes / Danstek

O MIB será um Centro de reunião cultural, não somente para o México, mas com ambição internacional; aqui serão intercambiados pensamentos e reflexões de pessoas de todo o mundo. Este equipamento cultural se situa em uma linha atemporal como polo de atração mundial e será motivo de orgulho para os habitantes locais. 

© Patrick Lopez Jaimes / Danstek
© Patrick Lopez Jaimes / Danstek

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Toyo Ito & Associates
Escritório
Cita: "Museu Internacional do Barroco / Toyo Ito " [Museo Internacional del Barroco / Toyo Ito & Associates] 01 Mai 2016. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/786423/museu-internacional-do-barroco-toyo-ito> ISSN 0719-8906