O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Noruega
  5. Arkitekt August Schmidt
  6. 2015
  7. Casa em Dikehaugen / Arkitekt August Schmidt

Casa em Dikehaugen / Arkitekt August Schmidt

Casa em Dikehaugen / Arkitekt August Schmidt
Casa em Dikehaugen / Arkitekt August Schmidt, Cortesia de August Schmidt
Cortesia de August Schmidt

Cortesia de August Schmidt Cortesia de August Schmidt Cortesia de August Schmidt Cortesia de August Schmidt + 11

  • Construção

    North Arctik Byggservice AS
  • Madeiras

    Sunset Sag
Cortesia de August Schmidt
Cortesia de August Schmidt

Descrição enviada pela equipe de projeto. Uma residência moderna em madeira entre a civilização e a natureza, desafiando a prática tradicional.

Dikehaugen 12 é uma pequena casa localizada na periferia de Trondheim, Noruega. O complexo compreende três volumes construídos: a casa em si, a sauna e o anexo, todos construídos em madeira e revestidos com placas de pinus. A residência é um comentário em relação às práticas construtivas contemporâneas, o objetivo é demonstrar (ao invés de apenas mencionar) soluções e reflexões que representam uma alternativa aos padrões atuais. O projeto da casa objetivou o alto padrão em planejamento, materiais, construção e desenho, com o arquiteto envolvido e responsável em todos os aspectos do processo construtivo.

Cortesia de August Schmidt
Cortesia de August Schmidt

O edifício residencial é sustentável do ponto de vista ambiental e eficiente energeticamente. É compacto, com uma planta flexível permite muitos espaços de estar, com materiais naturais e desenho robusto. A casa possui baixa manutenção: com superfícies externas sem pintura, que devem envelhecer com o tempo, e superfícies internas também em madeira aparente que não exigem tratamento, estratégias que buscam a distinção, mas bem inserido no entorno natural imediato.

Com Dikehaugen quis desafiar soluções tradicionais à regulamentações técnicas construtivas, mas cumprindo com as normativas da zona, que tinham exigências estritas para o uso interno. O máximo permitido de área interna é de 100 m², com a forma principal do volume sendo uma estrutura baixa com um telhado em duas águas, materiais não brilhantes e cores em tons de terra. Estas regras se traduziram em uma casa compacta, que é também uma boa solução se queremos uma casa eficiente em termos energéticos.

Cortesia de August Schmidt
Cortesia de August Schmidt

Dikehaugen está em uma área de floresta nos limites da cidade, na borda de um cinturão verde que rodeia o tecido urbano de 'Bymarka'. O terreno era úmido e sombreado, com uma pequena cabana no centro do lote. Queria que o projeto cumprisse com o caráter do lote, e não alterasse o terreno. Pouca massa foi deslocada do terreno, enquanto que a pequena cabana foi reutilizada como um anexo à casa principal. Os três edifícios são colocados no terreno para criar espaços ao ar livre entre eles.

Implantação
Implantação

A casa principal possui construção de concreto na planta térrea que está semi enterrada, e uma construção de madeira no primeiro pavimento com sala de estar. Oito grandes marcos de madeira foram erguidos primeiro e em seguida o exterior foi revestido, fechando o edifício e proporcionando refúgio em sua parte restante. Este refúgio é uma camada externa, separada de uma parede interior com isolamento por um espaço aberto de 1,4 metros.

Cortesia de August Schmidt
Cortesia de August Schmidt

O piso térreo abriga um grande porão, um espaço sem isolamento e com usos múltiplos como estacionamento, espaço de trabalho para o esqui, carpintaria, oficina e armazenamento. No pavimento superior, o espaço entre a pele exterior e a parede interna possui nichos de aberturas profundas que proporcionam um espaço extra na zona quente, enquanto que na zona fria, que se estende para o alto desde o porão inclui uma escadaria, um espaço aberto que pode ser utilizado para abrigar equipamentos que consomem espaço, como caiaques

A construção da cobertura possui um grande vão que permite um grande espaço livre de colunas na sala, que tinha que ser o mais aberto e flexível possível. A zona de amortecimento de 1,4 metros entre a parede fria externa e a parede interna quente atua cono um escudo climático, como efeito de isolamento adicional. Os nichos das aberturas podem ser fechados na sala interna para aumentar o amortecimento térmico e reduzir ao máximo a perda de calor através das janelas. Como o volume da casa é simples e compacto, o banheiro está no centro e o quarto principal não requer um aquecedor separado devido sua posição na casa. A sala principal que também compreende cozinha, é aquecida por uma bomba de calor a base de ar, além de uma lareira, que atua como segunda fonte de calefação exigida pelas normas de construção norueguesas.

Cortesia de August Schmidt
Cortesia de August Schmidt

O conceito para os materiais consiste em não utilizar elementos sintéticos sempre que possível. O material principal é a madeira, utilizada para a construção principal, paredes secundárias, revestimentos de paredes internas e externas e cobertura. A sala de estar possui piso em linóleo, os quartos e a pequena área de entrada possui tapetes de sisal, e os banheiros pisos vinílicos. As esquadrias são em alumínio, que embora possa parecer fora do contexto na proposta conceitual, foi eleito como material de manutenção mínima.

Planta Baixa
Planta Baixa

A casa é construída em madeira e materiais recicláveis de origem vegetal. Conta com soluções simples e um projeto simples destinado a dar a casa uma longa vida útil. 

A residência possui espaço climatizado limitado, e espaço não climatizado para usos múltiplos, com grande flexibilidade e também da oportunidades para as atividades em invernos nevados e verões úmidos. 

Cortesia de August Schmidt
Cortesia de August Schmidt

A minha preocupação era que não houvesse compradores em Trondheim interessados em uma casa com uma arquitetura sem concessões, em uma terreno inconveniente que favorece qualidades de vida alternativas, com materiais ecológicos e espaço reduzido. Na verdade, a procura foi enorme; o mercado oferece pouca oferta de moradia inovadora. A maioria das construtoras investem em soluções padronizadas e qualidade mínima, dirigido a um grupo grande e geral de compradores sem discriminação. É responsabilidade dos arquitetos e investidores proporcionar aos compradores a oportunidade de tomar decisões melhores e mais sustentáveis. 

Cita: "Casa em Dikehaugen / Arkitekt August Schmidt" [Dikehaugen 12 "Sponhuset" / Arkitekt August Schmidt] 20 Abr 2016. ArchDaily Brasil. (Trad. Santiago Pedrotti, Gabriel) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/785853/dikehaugen-12-sponhuset-arkitekt-august-schmidt> ISSN 0719-8906