Residência Raumplan / Alberto Campo Baeza

Residência Raumplan / Alberto Campo Baeza

© Javier Callejas© Javier Callejas© Javier Callejas© Javier Callejas+ 22

Madri, Espanha
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  500
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2015
  • Fotógrafo Fotografias:  Javier Callejas
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Acor
  • Colaboradores:Ignacio Aguirre López, Alejandro Cervilla García, Alfonso Guajardo-Fajardo, Manel Barata, Jesús Aparicio Alfaro, María Pérez de Camino Díez, Tommaso Campiotti, Maria Moura
  • Estrutura:Andrés Rubio Morán
  • Arquiteto Técnico:Francisco Melchor Gallego
  • Construtora:Serviteco
  • Cidade:Madri
  • País:Espanha
Mais informaçõesMenos informações
© Javier Callejas
© Javier Callejas

Descrição enviada pela equipe de projeto. 2+2+2 é muito mais do que somente 6.

A residência está localizada em um terreno inclinado com uma paisagem de horizonte longínquo composto pela montanha a oeste de Madri vista desde Camarines. No nível do solo não parece nada interessante porém, a medida que nos elevamos, a paisagem urbana torna-se mais nítida completando-se através de uma visão panorâmica de parte da montanha à oeste.

© Javier Callejas
© Javier Callejas

Decide-se por uma residência vertical onde os espaços públicos da casa estarão na parte mais alta, para poder emoldurar e desfrutar destas estupendas vistas. Um olho sobre Madri.

Axonométrica 1
Axonométrica 1
Planta baixa - térreo
Planta baixa - térreo

Cumprindo as condições que a normativa nos exige trabalha-se com uma planta quadrada de 12x12m que se divide em quatro quadrados de 6x6m. Seguindo estes traços, elevam-se os planos do solo, quadrado a quadrado, com um simples movimento helicoidal. Estes espaços são de pé-direto duplo intersectando-se para produzir uma diagonalidade também helicoidal. O resultado traduz bem esse '2+2+2 são muito mais do que somente 6' frase que encabeça a proposta.

© Javier Callejas
© Javier Callejas

Na história da arquitetura, Adolf Loos projetou o Raumplan como uma sequência de espaços diferentes frente ao espaço contínuo e transparente um pouco antes de que o Movimento Moderno o tornasse seu carro-chefe. A residência possui muito deste Raumplan.

© Javier Callejas
© Javier Callejas

Emprega-se o mecanismo espacial do Raumplan com espaços duplos em espiral. Cada um dos espaços duplos estão conectados deslocando-se verticalmente de maneira que se cria um espaço diagonal.

Corte Longitudinal
Corte Longitudinal

Se girarmos a estrutura a 90 graus e a conectarmos com os outros dois espaços duplos, e se seguimos ascendendo voltando a girar outros 90 graus, cria-se uma estrutura espacial surpreendente: a conexão entre os três espaços diagonais em espiral, como se fosse um saca-rolhas.

© Javier Callejas
© Javier Callejas

A residência foi construída como se fosse um instrumento musical, abrindo os orifícios convenientes para que a luz entre a fim de afinar o instrumento, utilizando o movimento da luz solar ao longo de todo o dia.

© Javier Callejas
© Javier Callejas

Os terraços serão especialmente belos, onde flores de jasmim e videiras emolduram com grandes aberturas horizontais esta paisagem singular de Madri. Também emolduram-se com vegetação os pórticos que delimitam o interior em direção ao jardim.

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Residência Raumplan / Alberto Campo Baeza" [Raumplan House / Alberto Campo Baeza] 22 Fev 2016. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/782454/residencia-raumplan-alberto-campo-baeza> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.