O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Parque
  4. Espanha
  5. Peralta Ayesa Arquitectos
  6. 2015
  7. Passarela de Pedestres no Parque Aranzadi / Peralta Ayesa Arquitectos + Opera ingeniería

Passarela de Pedestres no Parque Aranzadi / Peralta Ayesa Arquitectos + Opera ingeniería

Passarela de Pedestres no Parque Aranzadi / Peralta Ayesa Arquitectos + Opera ingeniería
Passarela de Pedestres no Parque Aranzadi / Peralta Ayesa Arquitectos + Opera ingeniería, © Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute

© Pedro Pegenaute © Pedro Pegenaute © Pedro Pegenaute © Eduardo Berián/Hidrone + 29

  • Arquitetos Técnicos

    Alfonso Pérez Negro
  • Projeto de Iluminação

    Carlos Ros Ingenieros
  • Relatório Ambiental

    FLUMEN Estudio y proyectos ambientales
  • Estudo Geotécnico

    GEEA geólogos
  • Construção

    U.T.E. APEZETXEA ANAIAK S.L. - GOGOR S.A.
  • Mais informações Menos informações
© Eduardo Berián/Hidrone
© Eduardo Berián/Hidrone

Descrição enviada pela equipe de projeto. Este projeto consiste na construção de uma ponte de pedestres para melhorar o acesso entre o parque e a cidade, além da construção de alguns pavilhões que servirão como elementos de proteção na área do parque onde concentram os jardins de frutas e vegetais. Estes últimos são similares a estufas, e abrigarão espaços de armazenamento para as concessionárias responsáveis pela manutenção do parque.

© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute

No sistema do parque, a passarela faz parte de uma linguagem geométrica dos caminhos para pedestres e para bicicletas. Unindo-se ao sistema de águas e do rio, o fluxo segue da Rua Errotazar, evitando assim a rota com maior trânsito de veículos, criando uma passagem de pedestres elevada e conectando ao Museu de Educação Ambiental. Ao mesmo tempo, cria um lugar ideal para visitantes e um ponto de observação da ponte para visualizar o parque. Ao entrar no Parque Aranzadi, localizado no ponto mais alto da Plaza de los Manzanos, próximo às margens do Rio Arga, é um ponto de encontro para o fluxo de pedestres e ciclistas viajando pelo perímetro em seu caminho rumo à praça.

Planta Baixa
Planta Baixa

Uma disposição em formato de L foi proposto, com dois desmembramentos ortogonais e opostos. Cada braço possui uma função antagônica, baseado em sua forma. Existe uma pureza e uma clareza estrutural em ambos os elementos. Seu localização paralela ao rio está parcialmente na área alagável, com sua cabeceira de caráter rochoso e ancorado ao solo. A inclinação da passarela inclinação possui um ângulo menor que 6%, subindo na direção da corrente, não oferecendo resistência a futuras avenidas e assemelhando-se as pontes, rampas e caminhos de concretos do parque. Os elementos perpendiculares e horizontais são leves, esbeltos e aéreos, sugerindo que é uma ponte entre duas realidades, suspenso entre ambas. As painéis das laterais são de aço perfurado, localizados em ambos os parapeitos além do piso em si, reforçando a sua flutuabilidade e transparência, enquanto se mistura com o ambiente natural.

© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute

A iluminação artificial reforça a essência de cada parte. O elemento de concreto é iluminado ao longo do parque, graças à projetores elevados que oferecem iluminação uniforme e superficial. O painel de aço resistente esconde uma linha dupla de iluminação de tom mais quente que permite uma iluminação volumétrica do painel, com uma luz de fundo em sua superfície perfurada e que enfatiza sua natureza quente e volátil.

© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute

A construção dos galpões está integrado dentro área de frutas e produtos hortícolas do jardim do Parque Aranzadi, com formato de uma estufa. Como estão localizados em uma área alagável, os pavilhões são ligeiramente erguidos acima do solo, flutuando e criando uma imagem translúcida e leve que está em harmonia com as construções atuais no parque. Possuem um sistema modular que permite cada pavilhão inclua o maior número de espaços de armazenamento necessário para os jardins do entorno. A distribuição dentro destes pavilhões inclui uma série de mobiliários internos modulares, criadas a partir de painéis argamassa ecológica de alta resistência.

© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute
Corte
Corte
© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Passarela de Pedestres no Parque Aranzadi / Peralta Ayesa Arquitectos + Opera ingeniería" [Pedestrian Bridge in Aranzadi Park / Peralta Ayesa Arquitectos + Opera ingeniería] 28 Jan 2016. ArchDaily Brasil. (Trad. Santiago Pedrotti, Gabriel) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/780864/passarela-de-pedestres-no-parque-aranzadi-peralta-ayesa-arquitectos-plus-opera-ingenieria> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.