O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Escritórios
  4. Polônia
  5. HORIZONE Studio
  6. 2014
  7. Escritórios Ericpol Software / HORIZONE Studio

Escritórios Ericpol Software / HORIZONE Studio

  • 11:00 - 17 Dezembro, 2015
  • Traduzido por Camilla Sbeghen
Escritórios Ericpol Software / HORIZONE Studio
Escritórios Ericpol Software / HORIZONE Studio, © Wojciech Krynski
© Wojciech Krynski

© Piotr Piatek © Piotr Piatek © Wojciech Krynski © Piotr Piatek + 16

  • Arquitetos

  • Localização

    Sienkiewicza, Łódź, Polônia
  • Equipe de Projeto

    Dominik Darasz, Bartlomiej Kisielewski, Robert Strzenski
  • Área

    12121.0 m2
  • Ano do projeto

    2014
  • Fotografias

© Piotr Piatek
© Piotr Piatek

Descrição enviada pela equipe de projeto. A história do projeto começa em dezembro de 2011, quando Ericpol, uma das maiores empresas da Polônia comprou um terreno abandonado no centro de Lodz no cruzamento da rua Sienkiewicza com a Tymienieckiego. O espaço costumava ser o local da piscina Olimpia, muito popular na época comunista, que havia sido abandonada nas últimas décadas. 

© Piotr Piatek
© Piotr Piatek

O entorno

O terreno encontra-se ao lado do neo-renascentista Palácio Scheibler e incorpora um fragmento dos antigos jardins do palácio, que incluem cinco monumentos da natureza. O escritório de Preservação do Patrimônio Regional declarou o espaço como área de proteção. 

© Piotr Piatek
© Piotr Piatek

As relíquias da arquitetura pós-industrial situadas no outro lado da rua Tymienieckiego, que anteriormente formavam parte do complexo industrial e residencial Ksiezy Mlyn (literalmente, Moinho de Sacerdotes), se transformaram em ART_Inkubator. Cheio de vida, o espaço consta de escritórios, ateliês e salão cultural multifuncional.

Planta de Situação
Planta de Situação

O edifício

O principal desafio apresentado pelo projeto foi o alinhamento dos requisitos funcionais com as limitações impostas a preservação do patrimônio e as condições restritivas no desenvolvimento. Como resultado das análises realizadas, ao edifício de escritórios se deu a forma de um sólido de quatro pavimentos, com duas alas, vinculado na sua parte central por uma conexão envidraçada (que abriga o hall com elevadores e as salas de conferência). Esta é a origem por trás do desenho do edifício com base em uma planta que se aproxima da letra "x", cuja forma permite o uso otimizado da área, conforme o programa funcional encarregado pelo investidor. A linguagem arquitetônica aplicada ao projeto reforça suas relações claras com o entorno. O verde do parque penetra no edifício, o que limita a intensidade do desenvolvimento. A forma aplicada prevê grande flexibilidade na disposição do espaço de escritórios. A divisão funcional foi ajustada a natureza específica do trabalho dos seus futuros usuários e requisitos estritos dos investidores em relação ao controle de acesso e segurança.

© Piotr Piatek
© Piotr Piatek

O tijolo e as fachadas

Através do desenho das fachadas foi estabelecida uma conexão com o contexto do desenvolvimento industrial do século XIX de Lodz, sem perder a linguagem contemporânea da arquitetura. 

© Piotr Piatek
© Piotr Piatek

Superfícies inteiras das fachadas foram revestidas com tijolo feitos à mão, tradicionalmente de cor cinza claro, proveniente de um fabricante danês, Petersen Tegl. Esta estrutura sofisticada, resultado de ajustes meticulosos em concordância com o oficial da preservação do patrimônio regional de Lodz, deu ao edifício uma coloração única, proporcionando um fundo para as tonalidades de cores nas fachadas. As superfícies envidraçadas de estilo contemporâneo com brises verticais, cujo caráter remete a gama de cores registrada na identificação visual da Ericpol, repetem o ritmo das fachadas das fábricas de século XIX em Lodz. As interpretações criativas das tradições locais expressadas de forma contemporânea, faz com que a nova arquitetura seja clara e legível no seu entorno. 

© Wojciech Krynski
© Wojciech Krynski

Lajes termoativas TABS 

Uma das primeiras análises realizadas pelo Horizone Studio foi testar as alturas potenciais de plantas individuais a fim de limitar a altura do edifício a 16 metros. Resultou que o espaço disponível era de aproximadamente 1,5 metros, muito pouco para permitir habitações de altura cômoda (3 metros) e para permitir a introdução de forros por trás dos quais se poderia instalar o ar-condicionado e sistemas de ventilação mecânica. Portanto, de acordo com os engenheiros HVAC, tomou-se a decisão de eliminar os falsos forros, junto com um sistema de ar-condicionado tradicional. Em vez disso, os escritórios nos pavimentos 1-3 receberam as chamadas lajes de sistemas de edificação ativadas termicamente (TABS). Neste sistema, as lajes de concreto contém tubos que, quando se completam de água gelada, resfriam o concreto, que resfria o ar, diminuindo a temperatura dentro dos espaços. Para aumentar a eficiência da instalação TABS, também se pré-resfria o ar proveniente da ventilação mecânica. O sistema resultou suficiente para 90% do espaço de escritório, e somente nas salas de conferência e nos espaços foi utilizada a forma tradicional de ar-condicionado. O sistema TABS possui outra vantagem: assegura o conforto térmico para os trabalhadores sem áreas de concentração de ar frio, já que as coberturas resfriam uniformemente todos os espaços, apesar de que a inércia significativa e o tempo de reação possam ser um inconveniente. Esta é a razão pela qual a parceira com Niras Polska no trabalho de desenho incluiu o chamado modelo neural de edifício. Trata-se de um algoritmo incluído no sistema de gestão de edifícios que analisa os dados recebidos dos sensores colocados em todo o local e de uma maneira faz com que o edifício "aprenda" seu comportamento com o tempo. Além disso, o sistema conta com conexões em linha a duas estações meteorológicas que os ajusta com aviso prévio.

© Wojciech Krynski
© Wojciech Krynski

Concreto arquitetônico

Uma consequência de renunciar aos forros foi a ideia de utilizar o concreto arquitetônico exposto. Isto conferiu aos interiores um caráter original industrial. O ritmo preciso da madeira da fôrma, baseado nas dimensões típicas do tablados de madeira compensada, define um padrão que se repete nas lâmpadas suspensas e nos painéis acústicos. Apesar da tubulação TABS permitir perfurar as placas a uma certa profundidade (definida como 10cm para o projeto),  torna, entretanto, difícil qualquer perfuração. Portanto, todas as perfurações necessárias para a montagem de lâmpadas e a instalação dos cabos de conexão devem ser projetadas na etapa de desenho da arquitetura e a construção. Durante a construção, Strabag que foi contratada para levar a cabo as obras, inspecionou a estrutura para definir centenas de pontos possíveis na fase de fabricação para aumentar a precisão das obras.

Planta Baixa - terceiro pavimento
Planta Baixa - terceiro pavimento

O concreto arquitetônico também foi utilizado para desenhar as superfícies internas das paredes leste e oeste e as das escadas. A construtora está obrigada a criar primeiro maquetes de grande escala antes da etapa de construção e selecionar uma mistura adequada de concreto e tecnologia, para mais tarde entregar in loco o nível requerido dos elementos de concreto. 

© Piotr Piatek
© Piotr Piatek

Reduzir o custo funcional do edifício

A maioria dos escritórios contam com ventilação mista que combina tanto a ventilação natural quanto a híbrida. Para proteger os espaços do superaquecimento, foram especificadas persianas e parâmetros de vidro apropriados. Os corredores interiores estão desenhados para que cada um possa terminar em um grande painel de vidro, proporcionando assim mais luz e mantendo vínculos com o meio ambiente. As divisórias das principais salas de conferências são de vidro para não criar separações excessivas dentro delas. A análise da trajetória do sol realizada na fase de desenho permitiu diferenciar o envidraçamento das fachadas, em função da sua exposição a luz solar direta. nas fachadas sul, leste e oeste foram instalados vidros duplos recobertos com baixa emissão que protege contra ondas de calor excessivo no verão. A fachada norte, por sua vez, está vulnerável a maiores perdas de calor no inverno, recebendo unidades de vidro triplo, com baixa emissão. Além disso, as superfícies envidraçadas receberam toldos exteriores controlados através do sistema BMS. Graças as perfurações das persianas, inclusive quando estão fechadas, os usuários no interior do edifício podem desfrutar de uma vista da paisagem ao parque que o rodeia. 

© Piotr Piatek
© Piotr Piatek
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: "Escritórios Ericpol Software / HORIZONE Studio" [Ericpol Software Pool / HORIZONE Studio] 17 Dez 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/778297/piscina-ericpol-software-horizone-studio> ISSN 0719-8906