O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Hotel
  4. China
  5. Neri&Hu Design and Research Office
  6. 2013
  7. Hotel Le Meridien Zhengzhou / Neri&Hu Design and Research Office

Hotel Le Meridien Zhengzhou / Neri&Hu Design and Research Office

Hotel Le Meridien Zhengzhou / Neri&Hu Design and Research Office
Hotel Le Meridien Zhengzhou / Neri&Hu Design and Research Office, © Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute

© Pedro Pegenaute © Pedro Pegenaute © Pedro Pegenaute © Pedro Pegenaute + 16

© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute

Enquadrando uma viagem pela cidade

Em sua concepção para o Hotel Le Meridien, o escritório Neri&Hu, com sede em Xangai, previu um novo marco para Zhengzhou, capital da província de Henan. Henan, antigamente o centro político, econômico e cultural da China e lar de muitos imperadores, que hoje vem recebendo viajantes internacionais. Para mostrar a história de Henan através das suas artes (literatura, natureza, comida, teatro e padrões) os arquitetos conceberam o edifício como um "arquivo" de artefatos novos e antigos que se torna um ponto de descoberta para moradores e viajantes.

Fachada
Fachada

Externamente os arquivos são expressos como caixas empilhadas suspensas, cada uma cuidadosamente composta com reentrâncias e saliências sutis para quebrar as proporções volumosas da estrutura original, oferecendo um contraponto visual dinâmico aos edifícios vizinhos. Para diferenciar os volumes, a fachada de vidro de cada caixa tem um tom de verde ligeiramente diferente e os espaços negativos entre as caixas são feitos em vidro transparente. As laterais das caixas são revestidas em preto e painéis de metal colorido perfurados com texturas. Duas coberturas em balanço apoiadas por um conjunto de pilares de bronze leva o visitante à entrada principal.

Corte
Corte

O edifício de 25 pavimentos dispõe de um embasamento de 5 andares de funções públicas e uma torre com 350 quartos privados. Para a base, inspirações são tomadas a partir das Grutas Longmen, próximas, um dos melhores exemplos da arte budista chinesa esculpida em falésias de calcário. A expressão arquitetônica de escavação e escultura é mais fortemente experienciada nas várias aberturas que rodeiam o átrio central e ligam visualmente os espaços públicos através de múltiplos andares. Claraboias rompem o espaço com raios de luz natural que destacam o padrão sedimentar nas paredes revestidas em arenito cinzento. Janelas com vidros verdes e um enorme lustre projetoado exclusivamente preenchem o espaço com uma difusão de luz e cor.

© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute

Perto do topo do átrio, a caverna é representada por uma articulação mais delicada das caixas de madeira escuras que se dobram para baixo sobre as paredes. Estas caixas de madeira são uma característica arquitetônica recorrente, uma filigrana de leveza orgânica justaposta contra a pedra pesada. Na área de transição todo o teto e parede são dominados pelas caixas com dobras dispostas irregularmente, mas rigidamente na mesma altura. Algumas caixas tornam-se janelas com vista através do espaço do átrio e no Spa algumas caixas tornam-se espelhos embutidos.

Planta Baixa
Planta Baixa

O trabalho em madeira realizado no restaurante japonês é talvez o mais espetacular, onde a totalidade do teto em caixas de madeira de nogueira está constantemente mudando em altura e tamanho, sendo algumas suspensas baixo o suficiente para formar salas de jantar semi-privadas. O chão imita o padrão do teto acima, como uma paisagem ondulante, que é povoada por plataformas de carvalho de várias alturas, algumas destinadas a ser ocupadas pelos clientes. Um caminho em ziguezague de granito branco abre o seu caminho através do espaço como a principal circulação. Estendendo do interior ao exterior, a linguagem das caixas de madeira continua para o terraço jardim, que é ocupada pelas próprias claraboias que iluminam o átrio.

© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute

O hotel dispõe de mais dois restaurantes que são visualmente conectados verticalmente, com cortes estratégicos no chão. As salas de refeições do Restaurante Chinês são uma série de volumes revestidos em malha preta que se estendem para dentro do outro restaurante. A partir de baixo, aparecem como caixas de luz que iluminam as delícias culinárias nos buffets. Os pisos e paredes do Restaurante All Day Dining são revestidos em azulejos personalizados, que combinam a aparência clássica das cerâmicas azuis de Delft com o traço do pincel tradicional da pintura chinesa, ao mesmo tempo incorporando um motivo Kungfu inspirado pela proximidade do projeto ao famoso Templo Shaolin .

Planta Baixa
Planta Baixa

A jóia do hotel é o salão de baile, concebido como uma gaiola pendurada coberta com malha de metal dourado e luzes pingente cristalinas, uma celebração teatral da opulência. A inclinação para o interior das paredes perto do topo da sala permitem espaço para um caminho ser esculpido, servindo como outra característica única do hotel. O "Passeio da Poesia" funciona tanto como uma pista de corrida para o hóspede, ou um caminho para passeios casuais com vistas panorâmicas da paisagem. Esse passeio cíclico ascende suavemente culminando em uma perspectiva panorâmica para o terraço-jardim, descendo para o subterrâneo, onde se liga com outras instalações do Clube de Bem-Estar.

© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute

O conceito básico do projeto dos quartos é um contraste de luz e escuridão. As áreas de estar e dormir são definidas por uma paleta de paredes cinzas e lambris de madeira, enquanto os banheiros são revestidos exclusivamente em azulejos brancos de metrô e fechados por um painel de vidro gravado em branco com o mesmo motivo floral do exterior. Para romper a interminável repetição e monotonia dos saguões e corredores dos hotéis típicos, toda a torre de quartos apresenta uma série de átrios de pés-direitos triplos, espaços reservados às instalações de arte. Cada átrio representa um tema diferente, como mitos, natureza, ou cultura, aproveitando a verticalidade para dar a cada andar dos quartos de hóspedes um fragmento único da história.

© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute

Esse é o projeto de maior escala e mais inter-disciplinar que o escritório Neri & Hu se envolveu, que incluiu: o redesenho da arquitetura de sua concha de concreto anterior, todo o projeto de interiores desde os quartos de hóspedes aos espaços públicos e restaurantes, design de móveis sob encomenda, design de sinalização, conceito do paisagismo, e algumas das instalações de arte. Através da exploração de diferentes escalas, texturas, materiais e espaços, Neri & Hu criou um mostruário de arquivos por várias formas de enquadramento. Trabalhando em estreita colaboração com o cliente e as referências contextuais, o escritório realizou a curadoria não somente do trajeto espacial, mas uma seqüência narrativa para servir ao viajante e sua experiência da cidade.

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: "Hotel Le Meridien Zhengzhou / Neri&Hu Design and Research Office" [Le Meridien Zhengzhou / Neri&Hu Design and Research Office] 29 Nov 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/777690/hotel-le-meridien-zhengzhou-neri-and-hu-design-and-research-office> ISSN 0719-8906