Pavilhão Wirra Willa / Matthew Woodward Architecture

Pavilhão Wirra Willa / Matthew Woodward Architecture

© Murray Fredericks© Murray Fredericks© Murray Fredericks© Murray Fredericks+ 19

Somersby, Austrália
  • Construtor:Glenn Cochran - Cochran Constructions
  • Engenharia Estrutural:Halcrow & Associates
  • Consultoria Em Paisagismo:Michael Cooke Garden Design
  • Topografia:Stephen Thorne & Associates
  • Engenharia Ambiental:Barker Harle Consulting Engineers
  • Serviços De Incêndio:Travers Bushfire & Ecology
  • Mobiliário Interno:Simple Studio
  • Iluminação:Eco Lighting
  • área Do Projeto:72 m² Interno + 36 m² Pátio Externo
  • Equipe De Projeto:Matthew Woodward, Benjamin White
  • Cidade:Somersby
Mais informaçõesMenos informações
© Murray Fredericks
© Murray Fredericks

Descrição enviada pela equipe de projeto. O Wirra Willa é um pavilhão envidraçado, inspirado em Mies van der Rohe, situado numa paisagem rural vibrante e fértil, não muito diferente de uma pintura de Claude Monet.

© Murray Fredericks
© Murray Fredericks

O objetivo do projeto era criar um espaço multifuncional que fornecesse oportunidades para que os visitantes pudessem apreciar, em toda a extensão, a beleza inerente da paisagem. O terreno está situado em uma propriedade privada, com 80 acres, e foi originalmente estabelecido como um pomar de frutas. Há também alguns jardins entrelaçados no local.

Corte
Corte

O pavilhão encontra-se em balanço sobre uma nascente, conectando o habitante a um ambiente sublime pulsando com uma abundância de vida e beleza natural. Ele é essencialmente utilizado como um spa privado e remoto e um retiro para hóspedes que complementa a residência existente na propriedade.

© Murray Fredericks
© Murray Fredericks

A simplicidade é essencial para o sucesso do projeto. A abordagem foi a de mantê-la através de cada estágio do processo de projeto, a fim de criar uma incisão elegante e discreta na paisagem, que permite tanto panoramas como um refúgio.

Planta Baixa
Planta Baixa

A utilização do pavilhão é multifuncional. O projeto precisava ser flexível e adaptável para acomodar diversas utilizações durante a mudança das estações ao longo do ano.

© Murray Fredericks
© Murray Fredericks

A escolha do local e a implantação foram cruciais. O local foi escolhido por seu afastamento, oportunidade para perspectivas e orientação solar e de ventos dominantes.

© Murray Fredericks
© Murray Fredericks

A orientação do pavilhão, de norte-leste, capta o sol e conforme os ventos dominantes. Nos meses mais quentes os painéis de vidro deslizantes podem abrir-se para permitir a ventilação natural cruzada, aproveitando as brisas predominantes, enquanto no inverno mais frio, a massa térmica dos materiais conduz o calor do sol para permitir um clima interno relativamente constante.

© Murray Fredericks
© Murray Fredericks

Os materiais foram selecionados para as características inerentes telúricas para harmonizar o edifício ao ambiente natural.

© Murray Fredericks
© Murray Fredericks

A geometria em si é simples. O edifício é compreendido por dois prismas retangulares divididos, criados a partir de um composto de aço, concreto e vidro, e o interior é revestido em arenito. A solução estrutural foi derivada de um sistema modulado racionalizado. O projeto é um local especial que se pode escapar para encontrar paz e solidão.

© Murray Fredericks
© Murray Fredericks

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Somersby NSW, Austrália

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Pavilhão Wirra Willa / Matthew Woodward Architecture" [Wirra Willa Pavilion / Matthew Woodward Architecture] 18 Nov 2015. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/777238/pavilhao-wirra-willa-matthew-woodward-architecture> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.