O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Espaço Público
  4. Espanha
  5. L35
  6. 2011
  7. Marina da Farola MUELLE UNO / L35

Marina da Farola MUELLE UNO / L35

Marina da Farola MUELLE UNO / L35
Marina da Farola MUELLE UNO / L35, © Nicolás Pinzón
© Nicolás Pinzón

© Nicolás Pinzón © Nicolás Pinzón © Nicolás Pinzón © Nicolás Pinzón + 18

© Nicolás Pinzón
© Nicolás Pinzón

“Málaga viveu nos últimos anos de volta para o mar, fruto de uma atividade marítima que mantém o porto cercado, criando uma fronteira intransponível contrária à natureza da cidade e seus arredores. O principal objetivo desta intervenção consistiu em recuperar uma relação que nunca deveria ter sido rompida. A ação deveria ocorrer através de um Plano Especial, foram modificados os usos da Doca Uno para torná-los mais próximos dos habitantes, e para que esses possam desfrutar, passear e contemplar o novo espaço."

© Nicolás Pinzón
© Nicolás Pinzón

Apoiando-nos na diferença topográfica existente, criou-se uma solução lidar em dois níveis, o que permitiu, por um lado, gerar um passeio comercial ao nível da doca, conferindo vida e atividade a uma área que, tradicionalmente, esteve morta, enquanto que no nível superior configurou-se um novo passeio marítimo, algo característico de todas as cidades de tradição marinheira.

Planta
Planta

O passeio a nível inferior começa na esquina da Doca Uno, onde a grande Praça Central permite contemplar o primeiro dos marcos do percurso: o Centro Cultural (atual sede do Centro Pompidou Málaga). Trata-se, sem dúvida alguma, da peça mais característica do conjunto, não só por sua posição estratégica, mas também pela fisionomia de suas formas. Embora seja verdade que o Centro propriamente dito ocupa a maioria de seus 6.300m2 no térreo e porão da esquina da Doca Uno, seu envoltório se manifesta ao exterior com dois elementos de uma plasticidade relevante. Por um lado, a cobertura do Centro constitui-se em uma nova praça a nível da cidade, que como uma quinta fachada, busca com a fisionomia sugestiva de suas ondulações, evocar um mar pétreo sobre o qual emerge o estandarte do edifício e, sem dúvida alguma, do conjunto completo da Marina da Farola, o cubo. Tornando-se um símbolo representativo da nova doca, este cubo de vidro de 12m de lado, é formado por dezenas de camadas de vidro de segurança pendurados em uma estrutura metálica que em forma de escamas, se sobrepõem para filtrar a entrada de luz ao Centro Cultural, ao mesmo tempo que trazem às fachadas do cubo uma textura enriquecedora.

© Nicolás Pinzón
© Nicolás Pinzón

A partir daqui e uma vez superado o novo acesso da Calle Vélez-Málaga, começa realmente o Passeio Comercial, onde nos encontraremos com uma variada oferta de locais e quiosques que, enriquecidos pela presença de sugestiva vegetação, nos permite descobrir pouco a pouco cantos tão atrativos como o segundo marco do passeio: a Plaza da Capilla, onde repousa a tão singular história da cidade. E assim, continuando o passeio, podemos descobrir a praça de moda, com sua sempre surpreendente oferta, ou as coloridas praças de restauração, onde é inevitável deter-se para desfrutar de uma brilhante joia ao final do percurso, o terceiro marco do caminho: o Farol, apelativo e carinhoso, um marco que todos os malaguenhos reconhecem como familiar.

© Nicolás Pinzón
© Nicolás Pinzón

O passeio do nível superior, por sua vez, é um espaço claro que se destaca pela presença dos espaços naturais e da vegetação, conferindo um caráter ao percurso marítimo. Conectado com o palmeiral das surpresas, por meio de uma grande rampa de inclinação suave que atravessa o desnível entre plataformas, chegamos à praça do Centro Cultural citado anteriormente.

© Nicolás Pinzón
© Nicolás Pinzón

Porém é passando pela ponte sobre a rua Vélez-Málaga, que realmente adentramos na área mais atrativa do passeio marítimo. Assim, começamos o percurso com o acesso principal e sua tentadora pérgola vegetal que nos conduz diretamente à primeira escadaria do passeio comercial.

© Nicolás Pinzón
© Nicolás Pinzón

Se, pelo contrário, decidimos seguir esta planta, podemos descobrir ao longo do passeio as áreas para crianças, tão importante para o descanso dos pais abaixo de uma agradável marquise vegetal enquanto seus filhos gastam energia entre brinquedos e caixas de areia. Para os mais vagarosos e reflexivos, propomos o jardim das essências, um jardim idílico no qual é possível descansar da agitada vida urbana.

© Nicolás Pinzón
© Nicolás Pinzón

E assim, entre mirantes e jardins, chegamos finalmente à praça do Farol, onde uma monumental rampa-escadaria vence o desnível entre as plataformas do passeio e a praça que preside o marco mais característico da área e que dá nome ao conjunto do Farol.

© Nicolás Pinzón
© Nicolás Pinzón

Ver a galeria completa

Localização do Projeto

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
L35
Escritório
Cita: "Marina da Farola MUELLE UNO / L35" [Marina de la Farola MUELLE UNO / L35] 30 Out 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Brant, Julia) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/775953/marinha-da-farola-muelle-uno-l35> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.