Centro Cultural dos Correios promove a exposição "Jardim de Memórias – Parque do Flamengo 50 anos"

Centro Cultural dos Correios promove a exposição "Jardim de Memórias – Parque do Flamengo 50 anos"

O Centro Cultural Correios Rio abre dia 30 de setembro, às 19h, a exposição Jardim de Memórias – Parque do Flamengo 50 anos, que comemora o cinquentenário de sua inauguração, resultado da monumental obra de Affonso Eduardo Reidy, Lota de Macedo Soares e Roberto Burle Marx. A exposição se compõe de quase uma centena de reproduções fotográficas realizadas durante a construção e contemporâneas, desenhos de Burle Marx, plantas de arquitetura, além de vídeos, celebrando os 50 anos do Aterro e do Parque do Flamengo.

Inaugurado em 1965, no IV Centenário da Fundação da Cidade do Rio de Janeiro, hoje, portanto, festejando seus 50 anos, o Parque do Flamengo – também chamado simplesmente de Aterro – não é uma obra qualquer. Incrustado no coração da metrópole carioca, ele é seu espelho, sua alma, e a memória mais potente daquilo que poderíamos chamar de “a aventura americana”, algo que o próprio Rio de Janeiro sintetiza e ao mesmo tempo desafia.

Em seus mais de 7 km de extensão, os limites entre cidade e natureza ou entre projeto e história se fundem, balizados pelo Pão de Açúcar e pelo Corcovado. Diante da grandiosidade e da harmonia do sítio geográfico da Baía da Guanabara, o Parque do Flamengo atualiza e articula as diferentes respostas, arquitetônicas, urbanísticas e paisagísticas que, desde o século XVIII, vêm sendo dadas ao desafio de construir e viver em uma cidade às portas de um paraíso, palavra que, como se sabe, originalmente designava um jardim.

no aterro, foram usadas terra e areia de 3 morros da cidade. © Marcel Gautherot / Acervo do escritório de Burle Marx
no aterro, foram usadas terra e areia de 3 morros da cidade. © Marcel Gautherot / Acervo do escritório de Burle Marx

A exposição enfoca esses sucessivos gestos de construção de jardins e parques na frente marítima do próprio “jardim” que é a Baía de Guanabara. A história dessa área e dos seus projetos urbanísticos e paisagísticos, até culminar no Aterro e Parque do Flamengo - realizado por Affonso Eduardo Reidy, Lota de Macedo Soares e Roberto Burle Marx - se confunde com a dos 450 anos da cidade e vem sendo lida como um dos mais belos presentes que o Rio de Janeiro deu a si próprio, graças à inteligência técnica, política, administrativa e estética de seus criadores.

Palmeiras no parque: a área recebeu 17 mil mudas de várias espécies. © Cesar Barreto
Palmeiras no parque: a área recebeu 17 mil mudas de várias espécies. © Cesar Barreto

Jardim de Memórias: Parque do Flamengo 50 Anos

  • Abertura: 30 de setembro, às 19h
  • Visitação: de 1º de outubro a 29 de novembro de 2015 - De terça-feira a domingo, das 12h às 19h – Grátis/Livre
  • Local: Centro Cultural Correios - Rua Visconde de Itaboraí, 20 - Centro - Rio de Janeiro|RJ
  • Telefone: (21)2253-1580 (Recepção)

Este evento foi enviado por um usuário de ArchDaily. Se você quiser, pode também colaborar utilizando "Enviar um evento". As opiniões expressas nos anúncios enviados pelos usuários archdaily não refletem necessariamente o ponto de vista de ArchDaily.

Cita: "Centro Cultural dos Correios promove a exposição "Jardim de Memórias – Parque do Flamengo 50 anos"" 30 Set 2015. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/774477/centro-cultural-dos-correios-promove-a-exposicao-jardim-de-memorias-nil-parque-do-flamengo-50-anos> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.