Casa Chontay / Marina Vella Arquitectos

Casa Chontay / Marina Vella Arquitectos

© Gonzalo Cáceres Dancuart © Gonzalo Cáceres Dancuart © Gonzalo Cáceres Dancuart © Gonzalo Cáceres Dancuart + 24

Antioquia, Peru
  • Diretora De Projetos E Obras:Marina Vella
  • Construtor:Oswaldo Cajañauta
  • Especialidades:Peter Aranda
  • Desenho:Carolina Neuhaus
  • Paisagismo:Vivero 4 estaciones
  • Interiores:Macarena Belaunde
  • Cidade:Antioquia
  • País:Peru
Mais informaçõesMenos informações
© Gonzalo Cáceres Dancuart
© Gonzalo Cáceres Dancuart

Lugar

O projeto está em um terreno de caráter rural de 5800 m², localizado ao sudeste de Lima, na região metropolitana. No caminho ao terreno é possível ver a riqueza dos materiais, a pedra, o barro, a cana e a flora local.

© Gonzalo Cáceres Dancuart
© Gonzalo Cáceres Dancuart

O terreno de topografia irregular se encontra a 70 m de altura sobre o nível do rio, caracterizando um mirante natural por sobre o vale. A orientação leste-oeste garante a irradiação de luz natural durante todo o dia.

© Gonzalo Cáceres Dancuart
© Gonzalo Cáceres Dancuart

Abordagem

O ponto de partida do projeto é gerar vínculos sensoriais, visuais e materiais, entre os usuários, a paisagem e a arquitetura. Nesta busca, o programa se decompõem em dois volumes independentes articulados por um jardim alinhado à duas árvores existentes e ao vale, e esta abordagem de projeto consegue que os usuários se conectem constantemente com a natureza e as atividades externas  em seus deslocamentos.

Planta Primeiro Pavimento
Planta Primeiro Pavimento

Ideias fundamentais do projeto:

- Respeitar, integrar e se perder na paisagem, afim de não perturbar as vistas, os volumes construídos constituem elementos em harmonia com o entorno, não possuem nem frente nem fundos;

© Gonzalo Cáceres Dancuart
© Gonzalo Cáceres Dancuart

- Criar um habitat em harmonia com os tons da natureza circundante; na construção foram utilizados os recursos disponíveis no terreno, pedra, adobe, eucalipto e cana, assim como as técnicas de construção tradicionais, as plantas são utilizadas como elementos de desenho, mimetizando assim os volumes construídos com o entorno, integrando e/ou desaparecendo na paisagem;

© Gonzalo Cáceres Dancuart
© Gonzalo Cáceres Dancuart

- Resolver o programa exigido pelos usuários no mínimo de área necessária para manter livre o máximo possível do terreno para o uso agrícola e desenvolver um programa de atividades ao ar livre.

© Gonzalo Cáceres Dancuart
© Gonzalo Cáceres Dancuart

Organização funcional:

- Acesso + estacionamento na parte superior, o acesso à área residencial se dá através de um caminho de pedestres, mas um acesso de veículos está previsto na lateral da casa para colheita;

Corte AA
Corte AA

- Volume mais alto de 68 m², abriga a cozinha, a sala de jantar e de estar. Amplos panos de vidro integram o interior com o exterior, janelas altas sobre o contorno do volume permitem aproveitar os interiores com iluminação natural e ventilação cruzada;

© Gonzalo Cáceres Dancuart
© Gonzalo Cáceres Dancuart

- Volume mais abaixo, possui 67 m² e abriga três quartos, uma cama no mezanino, dois banheiros, circulações e terraço. Para garantir a boa ventilação e iluminação dos quartos, as janelas baixas estão orientadas para o oeste e as aberturas zenitais à oeste. O terraço está frente ao vale.

- Atividades externas incluem área de redes, área de fogo, área de jogos, mirante, horta e piscina.

Corte BB
Corte BB

Construção

Para a construção da casa, selecionamos um pedreiro local conhecedor das técnicas construtivas tradicionais. Para racionalizar os recursos e tempo de obra, resolvemos utilizar um sistema de construção mista, onde na primeira fase construímos um esqueleto estrutural composto pelas fundações, vigas e colunas de concreto armado, e na segunda fase cobrimos o esqueleto usando três materiais locais: pedra, adobe e cana.

© Gonzalo Cáceres Dancuart
© Gonzalo Cáceres Dancuart

Uma grande parede no perímetro curvo revestida em pedra no interior e exterior dá forma à fachada leste dos dois volumes, o mais abaixo e o mais ao alto. Adobes fabricados in loco compõem as paredes transversais e delimitam a varanda. O eucalipto é o elemento estrutural da varanda, enquanto que para as portas, janelas, persianas e pisos foi utilizada madeira reciclada.

© Gonzalo Cáceres Dancuart
© Gonzalo Cáceres Dancuart

Paisagismo

Foram utilizadas pedras naturais do local selecionadas e acomodadas de maneira ergonômica onde houve movimento de terra. Para o recobrimento do solo e para as plantas ornamentais foram selecionadas aquelas de pouco consumo de água.

© Gonzalo Cáceres Dancuart
© Gonzalo Cáceres Dancuart

Para dar cor à estrutura foram utilizadas trepadeiras como a bougainville, begônia e o jasmim. Para proteger o talude entre a parede de pedra ao oeste e as partes altas do terreno, foi utilizada a planta vetiver, que como possui uma raiz bastante profunda, atua como muro de contenção controlando a erosão do terreno.

© Gonzalo Cáceres Dancuart
© Gonzalo Cáceres Dancuart

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Casa Chontay / Marina Vella Arquitectos" [Casa Chontay / Marina Vella Arquitectos] 20 Ago 2015. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/771930/casa-chontay-marina-vella-arquitectos> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.