O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Centro Comunitário
  4. Brasil
  5. Grupo Fresta
  6. 2015
  7. Espaço Lúdico Sinhazinha Meirelles / Grupo Fresta

Espaço Lúdico Sinhazinha Meirelles / Grupo Fresta

  • 05:00 - 26 Julho, 2015
Espaço Lúdico Sinhazinha Meirelles / Grupo Fresta
Espaço Lúdico Sinhazinha Meirelles / Grupo Fresta, © Pedro Napolitano Prata
© Pedro Napolitano Prata

© Pedro Napolitano Prata © Pedro Napolitano Prata © Pedro Napolitano Prata © Pedro Napolitano Prata + 27

  • Arquitetos

  • Localização

    Rua José Joaquim Seabra, 1245, Rio Pequeno, São Paulo, SP - Brasil
  • Autores

    Anita Freire, Otávio Helena Sasseron, Carolina Sacconi
  • Área

    600.0 m2
  • Ano do projeto

    2015
  • Fotografias

  • Category

  • Construtora

    Hobrás
  • Grafites

    Highgraff, Boleta, Mazu Prozak, Ninguém dorme, Milo Tchais e Luna Buschinelli
  • Cliente

    Centro Comunitário e Creche Sinhazinha Meirelles
  • Mais informações Menos informações
© Pedro Napolitano Prata
© Pedro Napolitano Prata

Descrição enviada pela equipe de projeto. Demandado pelo trabalho social de uma diretoria voluntária de escola pública, e construído pela doação de mão de obra e materiais de uma construtora, a proposta arquitetônica para o Espaço Lúdico Sinhazinha Meirelles procurou transformar as condições topográficas adversas do terreno, nos fundos de uma escola pública, e os poucos recursos, em espaços recreativos estratégicos e simbólicos através de elementos formais básicos, como as retas, os círculos, os quadrados e os retângulos, propiciando ambientes infantis lúdicos e simples, fundados na criatividade da cultura brasileira, que potencializa objetos e materiais cotidianos em ferramentas para a imaginação de infinitas possibilidades e sensações.

© Pedro Napolitano Prata
© Pedro Napolitano Prata

A dificuldade no acesso ao terreno e os poucos recursos disponíveis, guiaram a intervenção para o uso lúdico e criativo de poucos materiais, econômicos e tradicionais na construção civil, como o bloquete de concreto, o cimento queimado, as vigas e telhas metálicas, e principalmente, os blocos de concreto aparente, utilizados repetidamente de diferentes maneiras.

© Pedro Napolitano Prata
© Pedro Napolitano Prata

O elemento principal desenha-se como uma risca na geografia, afim de organizar e caracterizar diferentes lugares. O muro dorsal do projeto qualifica de um lado um espaço mais intimista e estreito, e de outro um espaço mais aberto e amplo. Os blocos de concreto criam 'rendas' de luz e sombra, portas e janelas em diferentes alturas, enquadram fragmentos da paisagem na escala das crianças, protegendo-as de um talude abrupto, e oferecem um horizonte na cota do olhar para os adultos, caracterizando-se não como limite, mas como abrigo.

© Pedro Napolitano Prata
© Pedro Napolitano Prata

Nos extremos desta linha racional, dois círculos dialéticos contrapõem-se. De um lado a torre, pequena e alta, de outro o terreiro, grande e baixo. A torre localiza-se na ponta de uma ‘península’ alta, um lugar estratégico de vigia das brincadeiras para desbravar a vista, como em um baluarte de um forte português que lança diferentes olhares sobre a paisagem. Já o terreiro, circundado por uma pequena arquibancada ajustada ao terreno, é o espaço flexível para o inimaginável. No cotidiano oferece lugar à bolinha de gude, ao pião, às brincadeiras de roda e às contações de estórias, nos dias festivos é o lugar das fogueiras, das rodas, das danças e das apresentações, sempre beneficiado pela vista privilegiada.

© Pedro Napolitano Prata
© Pedro Napolitano Prata

Ademais, uma cobertura longitudinal ao muro oferece às crianças sombra em dias de sol, e abrigo nos dias de chuva. Os blocos de concreto formam pequenos volumes de contenções de terra, de um lado as hortas, resguardadas do lado mais intimista do muro, e de outro pequenos patamares retangulares de brincar, com areia e saibro, abrigados pelas árvores existentes mantidas. Uma canaleta aberta, junta aos muros de limite do terreno, desenha o caminho de escoamento da água pluvial, de maneira agradável e didática.

© Pedro Napolitano Prata
© Pedro Napolitano Prata

Por fim, os grafiteiros, desenharam narrativas ao longo do espaço. O Espaço Lúdico Sinhazinha Meirelles procurou se aproximar, ao contrário de uma objetividade funcionalista, do espaço abstrato da imaginação infantil.

Implantação
Implantação

Ver a galeria completa

Localização do Projeto

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Espaço Lúdico Sinhazinha Meirelles / Grupo Fresta" 26 Jul 2015. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/770839/espaco-ludico-sinhazinha-meirelles-grupo-fresta> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.