O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Instalações Temporárias
  4. França
  5. TOMA!
  6. 2015
  7. The PortHole / TOMA!

The PortHole / TOMA!

The PortHole / TOMA!
The PortHole / TOMA!, © Tiziano Zannordo
© Tiziano Zannordo

© Photoarchitecture Cortesia de TOMA! © Tiziano Zannordo Cortesia de TOMA! + 34

  • Arquitetos

  • Localização

    La Grande-Motte, França
  • Autores

    Antonio Nardozzi, María Dolores Del Sol Ontalba [TOMA! – team of manufacturers architects]
  • Área

    9.0 m²
  • Ano do projeto

    2015
  • Fotografias

Descrição enviada pela equipe de projeto. O pavilhão "The PortHole" é uma arquitetura experimental, projetada por Antonio Nardozzi e María Dolores del Sol Ontalba [TOMA!] para a décima edição do FAV celebrada no La Grande Motte, premiada pelo júri e público.

© Photoarchitecture
© Photoarchitecture

O fator experimental deste pavilhão é a forma na qual se considera a técnica da perspectiva localizada: a escultura habitável é convertida num sinal plano, um olho de boi virtual no passeio marítimo. Em contínua evolução, a instalação muda seus próprios rasgos com respeito aos pontos de vista de quem os observa, criando, graças à natureza anamórfica, um círculo perfeito.

Cortesia de TOMA!
Cortesia de TOMA!

O padrão anamórfico foi projetado criando processos ópticos e matemáticos que permite que, partindo de um cubo, seja possível recriar a geometria pura de uma circunferência - o problema é a quadratura do círculo!

Implantação
Implantação

Os contornos dos painéis que compõem a instalação reinterpretam o panorama da cidade mediante a reciclagem das formas orgânicas dos edifícios do arquiteto Jean Balladur e os barcos que rodeiam a doca. Suas formas flutuantes, modeladas e esculpidas como se fossem talhadas pela erosão do vento, permitem passear através da estrutura e se sentar nela. Um confortável elemento urbano que convida o transeunte a descobrir ilusões ópticas inesperadas ao ritmo que se caminha ao seu redor.

© Photoarchitecture
© Photoarchitecture

O volume do pavilhão, inscrito num cubo de 3 metros de lado que ocupa uma área de 9 m², é composto por 120 tábuas de MDF. Como ao cortar as tábuas se perde a película protetora de suas bordas, é aplicada a mão uma pintura que protege as superfícies debilitadas e, além disso, se usa a cor fúcsia como homenagem ao FAV.

Diagrama
Diagrama

A aparência etérea é conseguida mediante a criação de espaços entre as tábuas e graças à disposição da estrutura vertical numa grelha de eixos angulares que consente ver o mínimo de componentes metálicos desde um punto de vista específico. As camadas são montadas uma sobre a outra usando 1500 parafusos metálicos entre elas.

© Photoarchitecture
© Photoarchitecture

A estrutura metálica suporta, une e separa os painéis de madeira. As tábuas de MDF estão perfuradas para permitir a inserção da estrutura vertical e os parafusos são colocados juntos para criar uma estrutura única: estável e solidária. Os parafusos e as tábuas trabalham juntos transmitindo as cargas de um a outro de modo que o pavilhão é convertido em apenas um objeto que transmite todo seu peso ortogonalmente sobre o solo do porto.

© Tiziano Zannordo
© Tiziano Zannordo

Por outro lado, a conformação particular do pavilhão segue a direção do vento e não gera superfícies verticais de contraste.

Cortesia de TOMA!
Cortesia de TOMA!

The PortHole, portanto, oferece uma experiência completamente dedicada ao prazer de contemplar a paisagem enquanto se desfruta da brisa da costa embalado pelas ondas - as do pavilhão. Um lugar que sugere relaxamento e interação, um momento de reflexão que perdurará muito tempo, além do efêmero. 

Cortesia de TOMA!
Cortesia de TOMA!

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: "The PortHole / TOMA!" [The PortHole / TOMA!] 24 Jul 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Delaqua, Victor) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/770729/the-porthole-toma> ISSN 0719-8906