O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Parque
  4. Uruguai
  5. Marcelo Roux
  6. Parque da Amizade / Marcelo Roux + Gastón Cuña

Parque da Amizade / Marcelo Roux + Gastón Cuña

  • 19:00 - 20 Julho, 2015
  • Traduzido por Maria Julia Martins
Parque da Amizade / Marcelo Roux + Gastón Cuña
Parque da Amizade / Marcelo Roux + Gastón Cuña, Cortesia de Marcelo Roux
Cortesia de Marcelo Roux

Cortesia de Marcelo Roux Cortesia de Marcelo Roux Cortesia de Marcelo Roux Cortesia de Marcelo Roux + 36

  • Arquitetos

  • Localização

    Zoológico Municipal Villa Dolores, Avenida General Fructuoso Rivera 3245, Montevidéu 11600, Uruguai
  • Coordenação

    Secretaria de Gestião de Acessibilidade
  • Promotor

    Intendência de Montevidéu
  • Fotografías

    Cortesia de Marcelo Roux
  • Projeto Arquitetônico

    Patricia Roland
  • Direção de Obras

    Rodolfo Talento
  • Gestão e Desenho

    Ricardo Estellés
  • Áreas Verdes

    Mario Lázaro
  • Arquitetura

    Marcelo Roux
  • Projeto Executivo

    Marcelo Gastón Cuña
  • Paisagismo

    Alfonso Arcos
  • Consultoria de Estruturas

    Gabriela Macellaro
  • Consultoria de Instalações Hidráulicas

    Fernando Negreira
  • Consultoria de Iluminação

    Miguel Silveira
  • Colaboradores

    Sebastián Fernandez, Rosario Castellano, Luján Perez, Tania Aguerrebere, Enzo Blanco, Organizaciones de personas con discapacidad, Ciencia Viva, Taller Perdomo, Facultad de Arquitectura, UdelaR, Planetario Municipal, Zoológico Villa Dolores
  • Construtora

    Lejacir S.A
  • Projeto de Comunicação

    Alejandro Salvo, Comunicação Institucional, IM
  • Muralismo

    Escuela de Artes y Artesanías de UTU, Pedro Figari
  • Mais informações Menos informações
Cortesia de Marcelo Roux
Cortesia de Marcelo Roux

Descrição enviada pela equipe de projeto. O Parque da Amizade é um espaço público para atividades recreativas, onde crianças e jovens podem participar independentemente das suas capacidades físicas ou cognitivas. Localizado no parque de Villa Dolores de Montevidéu, ao lado do Planetário Municipal, tornou-se o primeiro parque com propriedades totalmente inclusivas no país.

Diagrama
Diagrama

O projeto foi criado com a premissa de conversão de uma área livre de 70 x 50 metros em um espaço público para brincar, aprender e compartilhar sem barreiras. O projeto faz parte de um processo de transformação dos espaços públicos de Montevidéu chamado "Compromisso com Acessibilidade".

Cortesia de Marcelo Roux
Cortesia de Marcelo Roux

As exigências relativas à acessibilidade total no projeto do parque, como pode ser visto na sua regulamentação, nesta matéria, foram concebidas a partir de suas contingências positivas; evitar assumir que a acessibilidade seja resolvida com um design restritivo.

Planta
Planta

O terreno de intervenção inclui um plano inclinado, um hemisfério (o Planetário Municipal projetado pelo Arq. Juan A. Scasso a meados do século passado), um cilindro (observatório) e um fundo de pontos verdes (vegetação a ser conservada).

Cortesia de Marcelo Roux
Cortesia de Marcelo Roux

Estas circunstâncias específicas do terreno e os requisitos relacionados ao acesso universal da área geraram o desenho formal, geométrico, espacial e poético do projeto.

A estratégia projetual apostou em uma plataforma horizontal, minimizando o plano inclinado existente.

Parque da Amizade / Marcelo Roux + Gastón Cuña, Cortesia de Marcelo Roux
Cortesia de Marcelo Roux

O parque fica em uma área contida, delimitada pelo padrão geométrico das curvas e vegetação existentes, pelo cilindro do observatório e evitar bordas visíveis. Além das áreas ao ar livre, o programa inclui uma área coberta onde estão os banheiros universais e salas para o desenvolvimento de atividades relacionadas ao mundo virtual.

Cortesia de Marcelo Roux
Cortesia de Marcelo Roux

A diferença de nível entre o parque e a avenida lateral cria uma proteção física, visual e sonora entre os usuários do parque e os veículos. A área entre o parque e as ruas foi concebida como um jardim de plantas diversas, que fornecem cor e aroma à prática de brincadeiras. A vontade de ter um ambiente inclusivo exigiu conceber o parque a partir dos sentidos e suas possibilidades. Para isso, foram escolhidos dispositivos que melhoram as experiências tátil, sonora e aromáticas, além dos materiais concreto, metal e borracha.

Cortesia de Marcelo Roux
Cortesia de Marcelo Roux

O parque é composto por seis setores, que foram arranjados por temas específicos, todos com dispositivos lúdicos, mobiliário e equipamentos.

1- Canto infantil: jogos para crianças de zero a três anos.

2 - 'Gira-gira' e balanço: várias redes para o desenvolvimento psicomotor.

Cortesia de Marcelo Roux
Cortesia de Marcelo Roux

3 - Água: destinada a contemplação, aos sons e aos jogos programados.

4 - Labirinto: brincadeira que possibilita encontros e que integra elementos táteis e de comunicação.

Cortesia de Marcelo Roux
Cortesia de Marcelo Roux

5 - Anfiteatro: espaço de reunião para eventos diversos e desenvolvimento de atividades em grupo.

6 - Tecnológico: área coberta com estações para brincadeiras digitais e virtuais.

Cortesia de Marcelo Roux
Cortesia de Marcelo Roux

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Parque da Amizade / Marcelo Roux + Gastón Cuña" [Parque de la Amistad / Marcelo Roux + Gastón Cuña] 20 Jul 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Martins, Maria Julia) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/770159/parque-da-amizade-marcelo-roux-plus-gaston-cuna> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.