O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Urbanismo
  4. Portugal
  5. Moradavaga
  6. 2012
  7. SWING / Moradavaga

SWING / Moradavaga

  • 09:00 - 31 Maio, 2015
SWING / Moradavaga
SWING / Moradavaga, Cortesia de Moradavaga
Cortesia de Moradavaga

Cortesia de Moradavaga Cortesia de Moradavaga Cortesia de Moradavaga Cortesia de Moradavaga + 20

Cortesia de Moradavaga
Cortesia de Moradavaga

“Num cenário em que os desafios econômicos e sociais são cada vez mais complexos, são também cada vez mais os arquitetos que iniciam a sua prática profissional fora de um contexto tradicional de encomenda. Quer isto dizer que iniciam os seus próprios projectos, angariam fundos para os realizar, negoceiam lugares para os implementar e encontram legislação que permita a sua construção. Esta realidade questiona as estruturas tradicionais da prática (...) da arquitetura.” 

in M. Pestana (Mai-Ago 2013), O Arquitecto Espontâneo, Jornal Arquitectos nº 247 

Cortesia de Moradavaga
Cortesia de Moradavaga

SWING é o título de uma obra experimental concebida pelo colectivo Moradavaga no âmbito do programa Pop Up Culture promovido pela Capital Europeia da Cultura – Guimarães 2012.

Trata-se de uma instalação temporária e interactiva (a meio caminho entre a arquitectura, o design industrial e a obra-de-arte) que se baseia no princípio (ecológico) de baloiçar para produzir electricidade, pretendendo funcionar também como uma ode ao rico património industrial de Guimarães, reflectida nos seus dispositivos mecânicos e nos sons evocativos daqueles outrora produzidos nas antigas fábricas da cidade.

Cortesia de Moradavaga
Cortesia de Moradavaga

A plataforma de base (11230mm x 4844mm), constituída na sua quase totalidade de madeira, serve como um pódio para a estrutura dos baloiços ao mesmo tempo que contém o sistema eléctrico oculto. Corda de cânhamo tradicional, correntes, rodas, dínamos e luzes de bicicleta, contra-pesos de betão e ainda ferragens e parafusos de metal completam a paleta de materiais usada na construção.

Para além da resposta à função imediata do programa, de cariz lúdico e didáctico, foi intenção do projecto desenvolver e testar um sistema construtivo baseado na standardização e na pré-fabricação de elementos passíveis de serem facilmente montados/desmontados e transportados.

Cortesia de Moradavaga
Cortesia de Moradavaga

Neste sentido a eleição da Euro-Palete (1200mm x 800mm) de madeira como principal elemento construtivo surgiu como a solução natural dada a sua perfeita integração com os sistemas logísticos e de transporte vigentes.

Para além de nos basearmos na sua modularidade intrínseca, recorremos igualmente aos componentes em bruto (barrotes e réguas de madeira de Pinho nacional) usados na sua produção, explorando desta forma toda a cadeia produtiva associada ao fabrico deste tipo de paletes.Esta estratégia permitiu o desenvolvimento de um sistema integrado no qual o módulo construtivo como que se dilui no conjunto, conseguindo assim uma perfeita harmonia entre os vários elementos da composição.

Cortesia de Moradavaga
Cortesia de Moradavaga

Beneficiando do apoio logístico da empresa Palsystems – Paletes e Embalagens, Lda., foi possível aos dois elementos da Moradavaga, no espaço de uma semana, montar e testar a construção em armazém, tendo posteriormente sido desmontada, transportada e montada no seu local de implantação, a Plataforma das Artes e da Criatividade em Guimarães.

Também aqui a escolha da madeira como material construtivo se revelou acertada, uma vez que, em nosso entender, SWING foi capaz de estabelecer, durante a sua curta permanência na praça, um diálogo contrastante e esteticamente apelativo com as fachadas hi-tech em metal e vidro do multipremiado edifício concebido pelo atelier Pitágoras Arquitectos.

Cortesia de Moradavaga
Cortesia de Moradavaga

Uma vez que se tratou de uma obra efémera o fator sustentabilidade também entrou na equação projetual, estando asseguradas a reciclagem/reutilização da maior parte dos elementos utilizados na construção e a reintegração das paletes no circuito de usadas/retificadas.  

Planimetria
Planimetria

Processo de Construção

Dado tratar-se de uma construção efémera, vários factores foram tidos em conta no ato de projetação.

Assim, as soluções idealizadas incidiram sobre processos de standardização e pré-fabricação de maneira a dar uma resposta eficiente à necessidade de fácil montagem, desmontagem e transporte dos diferentes componentes da construção. 

Cortesia de Moradavaga
Cortesia de Moradavaga

Os aspectos relacionados com a sustentabilidade da intervenção também foram tidos em conta, adotando-se técnicas construtivas que permitissem o rápido desmantelamento da obra e o reaproveitamento dos seus diferentes elementos. Deste modo, a utilização de parafusos em vez de colas como meio de fixação das diferentes peças e a opção de aplicar a madeira sem qualquer tipo de acabamento possibilitam a sua reutilização para diversos fins. Para além disso a intervenção mínima efetuada nas Europaletes utilizadas permite a sua reintrodução no circuito de paletes usadas/retificadas, garantindo assim a continuidade do ciclo de vida das mesmas.  

Axonometria Explodida
Axonometria Explodida

Elementos Construtivos (em madeira):

48 Europaletes em madeira de Pinho Nacional (1200mm x 800mmm)
22 peças em madeira de Pinho Nacional (4800mm x 100mm x 22mm)
6 peças em madeira de Pinho Nacional (3745mm x 144mm x 22mm)
2 peças em madeira de Pinho Nacional (4844mm x 144mm x 22mm)
11 peças em madeira de Pinho Nacional (4800mm x 100mm x 60mm)
10 peças em madeira de Pinho Nacional (2400mm x 100mm x 60mm)
4 peças em madeira de Pinho Nacional (1876mm x 100mm x 60mm)
4 peças em madeira de Pinho Nacional (600mm x 100mm x 180mm)
16 peças em madeira de Pinho Nacional (2500mm x 100mm x 22mm)
16 peças em madeira de Pinho Nacional (1895mm x 100mm x 22mm) 

Cortesia de Moradavaga
Cortesia de Moradavaga

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Moradavaga
Escritório
Cita: "SWING / Moradavaga" 31 Mai 2015. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/767708/swing-moradavaga> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.