O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Arquitetura Residencial
  4. França
  5. Marjan Hessamfar & Joe Vérons
  6. 2013
  7. Centro de Bem-Estar para Crianças e Adolescentes / Marjan Hessamfar & Joe Vérons

Centro de Bem-Estar para Crianças e Adolescentes / Marjan Hessamfar & Joe Vérons

Centro de Bem-Estar para Crianças e Adolescentes / Marjan Hessamfar & Joe Vérons
Centro de Bem-Estar para Crianças e Adolescentes / Marjan Hessamfar & Joe Vérons, © Vincent Fillon
© Vincent Fillon

© Vincent Fillon © Vincent Fillon © Vincent Fillon © Vincent Fillon + 28

© Vincent Fillon
© Vincent Fillon

Maison d’accueil de l’enfance Eleanor Roosevelt é um centro residencial de emergência gerido pelo departamento local do bem-estar infantil (Aide Sociale à l’Enfance - ASE) em Paris. Proporciona um abrigo de emergência a menores de idade sob tutela legal.

© Vincent Fillon
© Vincent Fillon

O objetivo principal do centro é proporcionar às crianças e adolescentes apoio prático, educacional e psicológico. Mover o centro de sua localização atual ao distrito 14, permitirá um aumento em sua capacidade e uma ampliação dos serviços que o centro oferece. A Semavip, uma empresa semi-pública, está encarregada do desenvolvimento da zona, que já conta com um cinema, uma área residencial e um parque, jardin public Serge Gainsbourg, que abriu suas portas ao público no verão de 2010.

© Vincent Fillon
© Vincent Fillon

A origem do programa:

Um centro residencial de emergência funciona como um abrigo para crianças e um lar de cuidado, onde os jovens sentem-se bem-vindos, protegidos e atendidos. É também um lugar de transição, onde incentiva-se a criação de vínculos familiares com calma e supervisão.

© Vincent Fillon
© Vincent Fillon

A noção de "emergência" não deve ser percebida pelas crianças, já que elas devem sentir-se tranquilas: este é um lugar onde, finalmente, podem sentir-se completamente seguras. É também fundamental que se faça tudo o que for possível para assegurar que suas necessidades educativas sejam cumpridas. 

Planta Térreo
Planta Térreo

Com tudo isso em mente, os arquitetos projetaram o abrigo em forma que cada piso seja ocupado por um grupo de certa idade, onde as necessidades de todas as crianças, desde os momentos de tranquilidade, até os momentos de atividade em grupo sejam respeitados.

© Vincent Fillon
© Vincent Fillon

Tom Arquitetônico:

Existem duas limitações no local. Em primeiro lugar, o núcleo do terreno está orientado para o norte. Em segundo lugar, o programa arquitetônico é altamente denso e não se adapta facilmente aos principais planos de desenvolvimento da zona. Isso poderia resultar em uma severa falta de luz no edifício.

© Vincent Fillon
© Vincent Fillon

Por conta disso, os arquitetos desenharam uma estrutura em forma de "L" com níveis escalonados no centro, que permitem grandes terraços recreativos em cada piso. Este sistema de camadas facilita a entrada de luz natural e permite amplas vistas no coração do edifício.

Planta Primeiro Piso
Planta Primeiro Piso

Contudo, para otimizar ao máximo a entrada de luz natural, os arquitetos decidiram posicionar os edifícios em torno de jardins delimitados por suas fachadas principais ao lado sul e oeste.

© Vincent Fillon
© Vincent Fillon

Gestão do Espaço:

Já que o edifício é aberto ao público, a organização do espaço é muito complexa. Cada piso é entendido como uma unidade própria, com uso específico e, portanto, com suas próprias regulamentações de saúde e segurança.

© Vincent Fillon
© Vincent Fillon

A creche no quinto pavimento insere-se na classificação R (do código francês de normas para as instalações de educação), enquanto que as salas de tratamento e cuidados com a saúde, que se encontram no térreo e no quarto piso, entram na categoria T (código francês de normas para instalações sanitárias). A dificuldade surge a partir da gestão de diferentes e estritas regulamentações de saúde e segurança e, de manter uma identidade única em todo o edifício. Por exemplo, o pátio da creche é privado e seguro, se utiliza de grandes vasos com árvores em toda a área.

© Vincent Fillon
© Vincent Fillon

Este tipo de instituição está sujeito a constantes mudanças, não só durante a vida útil do edifício em si, mas também em todas as etapas do projeto. Com isso em vista, os arquitetos projetaram o edifício como uma matriz que permite amplas possibilidades de mudança durante as diversas etapas de estudos do projeto. Por exemplo, os grandes corredores não foram desenhados apenas como passagens, mas também podem ter outros usos caso seja necessário.

© Vincent Fillon
© Vincent Fillon

Espaço Interno e Escolha de Materiais

Para manter uma sensação aconchegante ao longo do projeto, uma demanda colocada aos arquitetos foi desenhar a sinalização e mobiliário interior. O contato regular com o pessoal permitiu a criação de uma sinalização poética e divertida. Também postou-se por fazer da escada principal um importante ponto central, como em um sobrado. Foi dada ênfase na concepção de finalidade mobiliário construído.

© Vincent Fillon
© Vincent Fillon

O muro da fachada é de madeira emoldurada em metal enquanto que os pilares, vigas e solo são de concreto. A estrutura de concreto de vigas e pilares em toda a construção permitem um certo grau de flexibilidade. Foi necessário assegurar que todos os departamentos possam funcionar de forma independente nos diferentes pisos.

Corte A
Corte A

Os elementos exteriores pré-fabricados de concreto foram feitos com cimento branco sem eletrodos, portanto, o concreto  é auto-limpante e não vai ter sua cor alterada com o tempo, mantendo assim seu aspecto original.

© Vincent Fillon
© Vincent Fillon

A escolha de um material auto-limpante é importante para combater o clima e a contaminação gerada pelo intenso tráfego - por perto passam as principais vias circundantes de Paris - que poderiam descolorir o exterior.

Corte B
Corte B

Persianas de cor de ouro são utilizadas para proteger os espaços do sol e garantir a privacidade dos usuários. Cimento branco, persianas de cor de ouro e ferro preto são utilizados em todas as fachadas, reforçando o sentimento homogêneo ao longo de todo o centro.

© Vincent Fillon
© Vincent Fillon

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Marjan Hessamfar & Joe Vérons
Escritório
Cita: "Centro de Bem-Estar para Crianças e Adolescentes / Marjan Hessamfar & Joe Vérons" [Welfare Centre for Children and Teenagers / Marjan Hessamfar & Joe Vérons] 16 Abr 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Brant, Julia) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/765064/centro-de-bem-estar-para-criancas-e-adolescentes-marjan-hessamfar-and-joe-verons> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.