Reordenamento da Marginal de Esposende / Victor Neves Arquitectura e Urbanismo

Reordenamento da Marginal de Esposende / Victor Neves Arquitectura e Urbanismo

© Fernando Guerra | FG+SG© Fernando Guerra | FG+SG© Fernando Guerra | FG+SG© Fernando Guerra | FG+SG+ 22

  • Paisagismo:Arqt.º João Gomes ( PROAP)
  • Instalações Elétricas:Engº Tec. Electrotécnico Octávio José Afonso Borges(DGE nº 33988)
  • Estabilidade, Redes De águas E Esgotos:Engº Victor Roque Amaro
  • Cad E Desenho 3 D:Arqt.º Jorge Soares Lopes
  • Dono De Obra:Câmara Municipal de Esposende e Instituto Marítimo-Portuário
  • Arquiteto Coordenador:Prof. Dr. Arqt.º Victor Neves
  • Colaboradores:Arqt.º David Correia, Arqt.ª Carla Anastácio
  • Cidade:Esposende
  • País:Portugal
Mais informaçõesMenos informações
© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Introdução

O projeto insere-se num plano global de gestão urbanística definido pela Câmara Municipal de Esposende para a área da margem fluvial de Esposende e pelo programa funcional anteriormente proposto em reuniões prévias ocorridas entre o gabinete Victor Neves, Arquitectura e Urbanismo, Lda, a Câmara Municipal de Esposende e o Instituto Marítimo-Portuário.

Croqui
Croqui

A intervenção consistiu fundamentalmente na reorganização de uma frente urbana, delimitada por um rio, a fim de criar uma vasta área de lazer público, cercado por vários edifícios relacionados com atividades náuticas. Como intenção geral, inclui-se a necessidade de preservar a identidade visual e paisagística do local, assim como a sua condição de espaço prioritariamente público e não-construído. 

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

As intervenções sobre espaços de margem ribeirinha, no caso presente com forte influência marítima, são intrinsecamente carregadas de uma tensão que decorre da circunstância da dificuldade de definição de uma fronteira precisa entre os dois meios que se encontram e se manifestam de maneiras contrastadas. 

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Originalmente, o projeto incluiu várias estruturas metálicas, apoiando cubos de vidro (5X5X5m), que seriam colocadas no rio, ao longo de um passadiço. Estas estruturas não foram incluídas devido à regulamentação e às condições financeiras. 

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

O conceito por trás de toda a proposta é a seguinte:

- Dar prioridade à paisagem natural, negando a artificialidade dos excessos formais do "design" e também negando a profusão de materiais, muitas vezes exibidos em intervenções urbanas recentes.

- Aumentar um processo didático, criando uma abordagem diferente para a riqueza da flora e fauna dos ecossistemas locais, por parte da população local.

Paisagismo

A área de intervenção é constituída por uma frente marginal sujeita a forte influência estuarina, num contexto urbano sobre o qual incidem mecanismos de transformação acentuada em direção a um equilíbrio entre atividade produtiva e prevalência de uma utilização lúdica. O troço marginal, objecto da presente proposta, assume um papel relevante nesta dinâmica.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

A intervenção incide primordialmente ao nível da requalificação urbanística, definindo dois vetores fundamentais – o estabelecimento de um percurso pedonal em passadiço sobre-elevado e o tratamento da margem sujeita às oscilações de maré.

Planta Geral
Planta Geral

O passadiço sobre-elevado constitui a peça fulcral da composição, oferecendo circunstâncias perfeitamente novas de vivência do sítio e reforçando o carácter lúdico que se pretende implementar. Este percurso que prolonga naturalmente as linhas de retenção marginal que se encontram de ambos os lados do seu arranque seria pontuado por elementos construídos que teriam uma dupla funcionalidade de, por um lado, elementos plásticos intervenientes na composição cênica e urbana pretendida, por outro lado, de espaços que albergarão usos diretos específicos relacionados com uma abordagem eminentemente pedagógica do percurso.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Avenida Engenheiro Eduardo Arantes e Oliveira, 4740 Esposende, Portugal

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Reordenamento da Marginal de Esposende / Victor Neves Arquitectura e Urbanismo" 05 Mar 2015. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/763202/reordenamento-da-marginal-de-esposende-victor-neves-arquitectura-e-urbanismo> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.