O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Espaço Público
  4. Estados Unidos
  5. Overland Partners
  6. 2013
  7. The Color Inside / Overland Partners + James Turrell Skyspace

The Color Inside / Overland Partners + James Turrell Skyspace

The Color Inside / Overland Partners + James Turrell Skyspace
The Color Inside / Overland Partners + James Turrell Skyspace, © Florian Holzherr
© Florian Holzherr

© Paul Bardagjy © Florian Holzherr © Florian Holzherr © Florian Holzherr + 18

© Florian Holzherr
© Florian Holzherr

Descrição enviada pela equipe de projeto. O projeto The Color Inside é um marco na Universidade do Texas na coleção de arte pública de Austin. Localizado na cobertura do Centro de Atividade Estudantil, o projeto nasceu do desejo do corpo de estudantes por um refúgio tranquilo no próprio Centro de Atividade Estudantil (CAE). Este edifício atua como um centro social e cultural altamente ativo, com amenidades que incluem, entre outros, salão de festas, teatro, auditório, salas de conferências, e alguns escritórios para as organizações estudantis. Através de um processo de projeto altamente participativo, os estudantes foram fundamentais na definição das funções programáticas do CAE e seu papel dentro do campus. Como resultado, o artista aclamado internacionalmente James Turrel foi convocado para projetar um "Skyspace", uma de suas obras habitáveis, para oferecer um espaço de tranquilidade entre a atmosfera dinâmica do CAE.

© Paul Bardagjy
© Paul Bardagjy

A obra de Turrel desafia a relação tradicional entre o objeto e o espectador. Através da manipulação de cor e luz, a instalação altera radicalmente a percepção do espectador do céu, aparentemente o trazendo para o plano do espectador. Sua obra não tem objeto, não tem presença física; ao invés disto, luz e percepção são suas mídias artísticas. Como Turrel disse, "Luz não é apenas uma coisa que revela, mas sim a própria revelação". Chamando a atenção aos mecanismos de percepção na obra no ato de ver, ele infunde a consciência de que a experiência subjetiva molda a nossa compreensão da realidade e do mundo que nos rodeia. Este processo de percepção se aproxima bastante das práticas contemplativas orientais, e o próprio Turrell muitas vezes compara seu trabalho com as práticas Quaker de sua própria juventude, em que o ato de oração silenciosa é descrito como "interiorizar para saudar a luz."

Site Plan
Site Plan

Oculto na cobertura do CAE, Skyspace se mantém parcialmente escondido da vista da rua abaixo. Visitantes têm de subir ao terceiro pavimento do CAE, percorrer um longo corredor e então um terraço ao ar livre antes de o Skyspace ser revelado. Uma vez no interior, visitantes descobrem um espaço elíptico, com um estar que conta com assento de basalto, piso também em basalto e um grande banco reclinado que direciona o foco ao óculo no teto acima. Luzes de LED controladas por computador ocultas em uma cavidade iluminam o espaço sensitivo - uma superfície em gesso localizada sobre o banco - com cores que mudam durante um programa de uma hora todos os dias no entardecer e amanhecer. O espaço pode acomodar de maneira confortável 25 espectadores ao mesmo tempo, oferecendo uma experiência íntima, mas ainda assim, comunal.

© Paul Bardagjy
© Paul Bardagjy

Com a crença que simplicidade facilita a espiritualidade, a obra de Turrel tende a ser sobressalente; o espaço aparentemente simples somente foi alcançado através de rigor técnico. A forma elíptica do Skyspace necessitou de grids estruturais não tradicionais que se relacionam com os eixos menor e maior da elipse. O peso da estrutura evitou que fosse instalado diretamente sobre a cobertura do edifício, e como resultado, o espaço criado por Turrel na verdade paira 20 cm acima da cobertura, apoiado por duas grandes vigas metálicas. O acabamento em gesso, comumente não utilizado em coberturas foi utilizado de maneira similar à um conjunto de cobertura de metal, com uma membrana à prova d'água localizada diretamente abaixo do acabamento para prevenir infiltrações.

Floor Plan
Floor Plan
Section
Section

A exigência incomum de um espaço condicionado com uma abertura para o céu criou vários desafios no que diz respeito à água e controle de umidade. A temperatura do ar que entra no espaço a partir da câmara de pressão tinha de ser cuidadosamente controlada e monitorizada para evitar a formação de condensação, quando o ar frio entra em contato com o ar quente dentro do espaço. Além disso, todas as superfícies horizontais, incluindo o banco, a abertura de luz, e o piso tinham que ser tratados como uma superfície de cobertura para gerir o escoamento da água.

© Paul Bardagjy
© Paul Bardagjy

Os requisitos para o acabamento de gesso interno apresentou seus próprios desafios. Uma vez que o gesso vai rachar ao longo do tempo, as juntas de controle são tipicamente integradas nos acabamentos em gesso para gerir onde e como o gesso irá ruir. No entanto, o espaço necessitava ser uma grande tela sem emendas para expor a luz. Como resultado, ao invés de utilizar juntas de controle, um revestimento elastomérico foi aplicado em ambas as superfícies interiores e exteriores do gesso, que se expande e preenche as lacunas até 2,5 cm de largura, quando rachamento ocorre.

© Fernando Ortega
© Fernando Ortega

Com uma equipe de projeto e construção dedicada à manutenção da integridade da visão artística de Turrel, assim como o corpo de estudantes da Universidade, The Color Inside é uma obra de delicada beleza, detalhamento refinado, e execução precisa. Devido à suas especificações ambientais - e porque são estruturas permanentes - apenas 12 de mais de 80 de seus Skyspaces possuem acesso público, no entanto The Color Inside fornece uma oportunidade rara para o público experimentar um projeto Skyspace enquanto também fornece um espaço de paz e reflexão para os estudantes.

Todas as fotos são cortesia de Landmarks, o programa de arte pública da Universidade do Texas, em Austin.

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Overland Partners
Escritório
James Turrell Skyspace
Escritório
Cita: "The Color Inside / Overland Partners + James Turrell Skyspace" [The Color Inside / Overland Partners + James Turrell Skyspace] 17 Fev 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Santiago Pedrotti, Gabriel) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/761704/the-color-inside-overland-partners-plus-james-turrell-skyspace> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.