O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. México
  5. Comunidad Vivex
  6. 2013
  7. Casa Caixa / S-AR stación-ARquitectura + Comunidad Vivex

Casa Caixa / S-AR stación-ARquitectura + Comunidad Vivex

  • 19:00 - 6 Fevereiro, 2015
  • Traduzido por Arthur Stofella
Casa Caixa / S-AR stación-ARquitectura + Comunidad Vivex
Casa Caixa / S-AR stación-ARquitectura + Comunidad Vivex, © Alejandro Cartagena
© Alejandro Cartagena

© Alejandro Cartagena © Alejandro Cartagena © Alejandro Cartagena © Alejandro Cartagena + 56

  • Arquitetos

  • Localização

    Monterrey, México
  • Equipe de Projeto

    César Guerrero, Ana Cecilia Garza, Carlos Flores, María Sevilla
  • Área

    110 m²
  • Ano do Projeto

    2013
  • Fotografías

    Alejandro Cartagena
© Alejandro Cartagena
© Alejandro Cartagena

Descrição enviada pela equipe de projeto. A Casa Caixa é uma habitação desenvolvida sob a metodologia de projeto social, Comunidad Vivex, Associação Civil, iniciativa de S-AR (um escritório colaborativo de arquitetura com sede em Monterrey, México) cujo objetivo é aproximar a arquitetura e seus processos de projeto, planejamento e trabalho social às famílias de baixa renda, comunidades marginalizadas ou fornecer infraestrutura básica a instituições que proporcionam apoio social.

Este projeto tem como objetivo gerar uma tipologia de habitação competitiva e factível para um mercado de pessoas de renda média e baixa.

Planta Baja
Planta Baja

Elevación Frontal Sección 1 Planta Alta Detalle 1 + 56

Esta habitação é proposta em um terreno suburbano com medidas padrões dos loteamentos feitos comumente pelo governo local (Área Metropolitana de Monterrey) e por muitas das empresas de desenvolvimento de habitação que operam na cidade, ou seja, propriedades de aproximadamente 7 m de largura por 15 m de profundidade.

Como um projeto de arquitetura social, o método de construção procura a participação ativa de seus futuros usuários. O chefe da família trabalha no setor de construção, gerando raízes, responsabilidade e compromisso com o projeto.

© Alejandro Cartagena
© Alejandro Cartagena

As famílias que a Vivex Community suporta são aquelas cujos chefes são trabalhadores no setor da construção, de modo a facilitar o entendimento e a execução do projeto. Também, pessoas engajadas neste trabalho normalmente fazem seu sustento construindo casas para os outros, paradoxalmente muitas vezes não possuem casa própria, e tem aluguel para pagar. Diversas vezes seu aluguel possui condições inadequadas de espaço, iluminação, ventilação e limpeza.

Este setor também é vulnerável devido à instabilidade do trabalho, pois existem constantes mudanças nos projetos de construção, funcionários ou companhias, isto não os ajuda com que tenham uma poupança estável ou que qualifiquem para programas oficiais de habitação do governo que demandam crédito de seus beneficiários.

Axonométrica
Axonométrica

Como funciona a metodologia comunitária e participativa? A Vivex Community providencia o suporte e a gestão de materiais de construção através de patrocínio de companhias e indivíduos, também com assistência técnica com os projetistas da residência, neste caso o S-AR.

A família beneficiada, que conta com um terreno próprio, junto com companheiros de trabalho, familiares e amigos, fornece mão-de-obra todas as semanas, o que reduz o custo de habitação e gera o valor de trabalho em equipe na família. O processo de construção em si é um processo de aprendizado e uma assimilação de valores. Do mesmo modo, ao construir a casa com seus próprios recursos manuais, a família aprende novas habilidades que podem ser utilizadas para realizar outros trabalhos remunerados no futuro.

Nos encontramos semanalmente com todos os envolvidos, desde o processo de projeto da habitação até sua construção, além de sua supervisão.

© Alejandro Cartagena
© Alejandro Cartagena

O objetivo deste processo é dar suporte à famílias de baixa renda, como é o caso da família de Jasús Galván (chefe de uma família beneficiada), para que assim eles possam ter sua casa própria, que trará um espaço de intimidade e um local para sua família desenvolver outras metas no futuro como a educação e a saúde.

Jesús Galván é um trabalhador no setor da construção de 32 anos. Sua família consiste nele e sua parceira Norma Alicia, seu filho mais velho Jesús Alejandro e suas filhas mais novas Yareli Guadalupe e Kelli Yojana. Por anos eles viveram de aluguel em um quarto separado no nível superior da casa de um conhecido.

© Alejandro Cartagena
© Alejandro Cartagena

Graças a seu trabalho, há pouco mais de dois anos ele começou a comprar um terreno na comunidade de Zuazua, na periferia da área metropolitana de Monterrey, onde ele regularmente trabalha como construtor. Ele ainda está pagando pela terra, mas está lentamente alcançando seu objetivo.

Custo/Tempo

O custo total da residência em patrocínio de materiais e mão-de-obra para a ferraria básica e instalação de vidro (os únicos itens que não são feitos diretamente pelo beneficiário, pois com assessoria ele poderia realizar a construção as instalações e carpintaria da casa, o que lhe tem gerado um crescimento também profissional) foi de 150,000 Pesos Mexicanos, algo em torno de 11,600 dólares. Isto inclui a fundação, estrutura, paredes, lajes, instalações elétricas e hidráulicas, carpintaria, ferraria, vidros, calçada, gesso interior, pintura e impermeabilização de uma residência de dois pavimentos com 110 m², e ainda com possibilidade para ampliação.

© Alejandro Cartagena
© Alejandro Cartagena

O tempo de construção para este tipo de projeto não é mais longo do que um projeto comum já que o trabalho depende do tempo investido pela família beneficiada, que pode ser normalmente passar um ou dois dias da semana na construção de sua casa, para continuar suas atividades normais e trabalho permanente. O tempo também é influenciado pelo fluxo de doação de materiais ou recursos recebidos.

© Alejandro Cartagena
© Alejandro Cartagena

Projeto

A residência se define como uma caixa que contém, por sua vez, outras caixas dentro. A primeira se posiciona na metade do terreno, deixando uma grande porção sem construir para gerar um pátio lateral que permite trazer luz e ventilação natural para a casa. De mesma forma este espaço livre gera um espaço de possível expansão das atividades sociais interiores, as quais se definem no pavimento térreo da casa. Um dormitório é deixado no térreo, hoje utilizado pelo filho mais velho e no futuro para os pais quando chegarem à terceira idade.

© Alejandro Cartagena
© Alejandro Cartagena

No espaço livre da caixa do pavimento térreo estão a sala de jantar, a entrada-estar e sala. O mobiliário da sala e da cozinha pode ser temporário,

Uma caixa lateral posicionada em um dos extremos da residência contém o encanamento, a parte elétrica e as escadas.

Sección 2
Sección 2

A área privativa situa-se no pavimento superior, com a sala de estar e dois dormitórios. Um dos lados deste nível possui um recinto composto de portas independentes que podem regular a privacidade, iluminação e ventilação dos quartos, de forma oposta a um recinto mais aberto no nível inferior que é ligado ao pátio lateral.

© Alejandro Cartagena
© Alejandro Cartagena

Toda a residência é construída com blocos de concreto colocados sem sobreposição, de modo que é reforçado, e com lajes de concreto armado. As paredes são feitas de compensado e quadros de vidro em barras de madeira. A casa é projetada como uma habitação permanente, em uma fase habitável, facilitando a melhoria e os ajustes subsequentes pelos usuários.

© Alejandro Cartagena
© Alejandro Cartagena

Ver a galeria completa

Cita: "Casa Caixa / S-AR stación-ARquitectura + Comunidad Vivex" [Casa Caja / S-AR stación-ARquitectura + Comunidad Vivex] 06 Fev 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Stofella, Arthur) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/760998/casa-caixa-s-ar-stacion-arquitectura-plus-comunidad-vivex> ISSN 0719-8906