Palau-Castell de Betxí / El Fabricante de Espheras

Palau-Castell de Betxí / El Fabricante de Espheras

© Milena Villalba © Milena Villalba © Milena Villalba © Milena Villalba + 27

  • Arquitetos: El Fabricante de Espheras
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  190
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2014
  • Fotógrafo Fotografias:  Milena Villalba
  • Equipe Redatora:Fernando Gómez Martínez, Carlos Izquierdo García , Lluís Bort Cerezo, Anna Morro Peña, Antonio Martínez Hernández , Marta Navarro Noguera , Javier Espílez Bertolín , Federico Iborra Bernad
  • Topografia:Fermín Font Mezquita
  • Construtora:Consbe, S.L.
  • Financiamento:Ajuntament de Betxí, Diputació de Castelló y Generalitat Valenciana
  • Cidade:Betxí
  • País:Espanha
Mais informaçõesMenos informações
© Milena Villalba
© Milena Villalba

Descrição enviada pela equipe de projeto. Palau-Castell de Betxí é um bem de interesse cultural e está considerado como um dos máximo expoentes da arquitetura nobre do Renascimento Valenciano. O handicap da intervenção é um edifício residencial de cinco pavimentos construídos na década de 70 que ficou incorporado dentro do claustro renascentista, ocupando parte da planta e oferecendo sua empena. Por outro lado, tinha que assumir a impossibilidade de realizar sua restauração de maneira integral, já que se trata de uma cidade de apenas 6000 habitantes.

© Milena Villalba
© Milena Villalba

A solução foi planejar a intervenção em oito fases sob um plano diretor que estabelecesse um modelo de gestão integral do Palau-Castell, marcando um critério de atuação que preserve e revitalize a identidade cultural do edifício e o dotasse de um conteúdo que o faça resistir ao tempo. O plano diretor mostra intencionalmente a obra em processo de desenvolvimento, apelando ao caráter evocador da ruína.

Planta
Planta

O ponto de partida da regeneração urbana do Palau-Castell, a primeira fase do plano diretor, se centrou no Claustro Renascentista do antigo Palácio. O edifício passou em meados do século XIX nas mãos dos vizinhos de Betxí, que adaptaram o edifício como habitação coletiva e converteram o pátio renascentista como espaço de venda de vinho, azeite e incluso como marcenaria.

© Milena Villalba
© Milena Villalba

A maior parte do Palau-Castell chegou às mãos de Pascual Meneu no começo do século XX, que converteu a ala sul em sua habitação e levantou um segundo volume de tijolos sobre os arcos de pedra do claustro renascentista. A principal característica que aborda o projeto foi a perda da metade do claustro ao construir em seu interior blocos residenciais na década de 70.

© Milena Villalba
© Milena Villalba

Na restauração do pátio renascentista como novo espaço urbano revitalizado, as paredes se apresentaram descarnadas, buscando a sensibilidade para entrelaçar as novas atuações e a pré-existência com os materiais e técnicas tradicionais que contrastam com o grande espelho construído sobre a empena existente. A metade perdida do claustro renascentista volta a cobrar a vida dentro do espelho, evocando o passado de plenitude que viveu o antigo Palau-Castell e recuperando um espaço urbano já esquecido por muitos que agora volta a ser um centro sócio-cultural que outrora existiu.

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:12549 Betxí, Castelló, Espanha

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Palau-Castell de Betxí / El Fabricante de Espheras" [Palau-Castell de Betxí / El Fabricante de Espheras] 13 Jan 2015. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/760235/palau-castell-de-betxi-el-fabricante-de-espheras> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.