O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Pontes
  4. Eslovênia
  5. Arhitektura d.o.o.
  6. 2014
  7. Ponte de Travessia / Arhitektura d.o.o.

Ponte de Travessia / Arhitektura d.o.o.

  • 09:00 - 22 Dezembro, 2014
  • Traduzido por Arthur Stofella
Ponte de Travessia / Arhitektura d.o.o.
Ponte de Travessia / Arhitektura d.o.o., © Miran Kambič
© Miran Kambič

© Miran Kambič © Miran Kambič © Miran Kambič © Miran Kambič + 14

© Miran Kambič
© Miran Kambič

Descrição enviada pela equipe de projeto. A nova ponte para pedestres e ciclistas de Savinja substituiu uma antiga passarela que foi posicionada abaixo do rio e apresentava risco constante de alagamento para a cidade.

© Miran Kambič
© Miran Kambič

A localização da nova ponte de pedestres encontra-se no eixo que liga a praça do Museu, em frente à Biblioteca Central, na margem esquerda, com o passeio no parque da cidade, na margem direita do rio Savinja. Em um contexto mais amplo a ponte liga o centro da cidade medieval, na margem esquerda com o parque da cidade, na margem direita. Na margem direita, a ponte existente se conecta a caminhos pedonais e ciclovias que funcionam ao longo da rua Partizanska, na margem esquerda intersecta a rua Badovinčeva e conecta-se ao caminho de pedestres ao longo do aterro do Savinja, e através da praça do Museu até o sistema de caminhos pedonais e ciclovias em toda a cidade.

© Miran Kambič
© Miran Kambič

Devido às medidas de proteção contra enchentes ao longo do Rio Savinja, foi necessário elevar o nível da ponte existente, dos diques de proteção ao longo do rio, executar uma intersecção planejada da conexão do caminho de pedestres e ciclovia com o parque da cidade e a rua Partizanska. Foram estes os pontos de partida, representando o contexto para o planejamento e substituição da ponte de pedestres Splavarska brv.

Corte
Corte

A nova construção complementa a iconografia de elementos espaciais existentes. Ela preserva a graça do panorama da cidade e oferece um diálogo cultural entre o antigo e o novo. Cada época deixa uma marca no espaço com uma ponte diferente. Portanto, a decisão sobre a escolha da construção da ponte e, assim, a sua imagem arquitetônica e simbólica teve como objetivo encontrar um objeto de vida útil longa com a viga da ponte mais fina possível. A ponte deveria atravessar o rio em um salto. A nova passarela, portanto, não irá competir com o ambiente do cenário da cidade por ser extravagante ou berrante, mas complementá-lo com uma elegância jovem e ousada, que é possível através da utilização de novas tecnologias e conhecimentos.

© Miran Kambič
© Miran Kambič

BATALHA POR CENTÍMETROS

Na concepção dos planos de construção que corresponderia às premissas básicas mencionadas acima encontramos três obstáculos aparentemente irreconciliáveis. Em primeiro lugar, as margens eram extremamente baixas (e de alturas assimétricas), o que era necessário para permitir o acesso direto à ponte, em segundo lugar, a demanda por uma largura maior de construção da ponte, devido ao risco de inundação do rio, e em terceiro lugar, a demanda de um máximo de inclinação de 6%, permitindo a travessia da ponte também para as pessoas com deficiência. Para atingir estes objetivos, encontramos um conceito de projeto de construção inovador, com uma geometria transversal variável da ponte.

© Miran Kambič
© Miran Kambič

O resultado parece simples, mas é na verdade uma forma espacial complexa e dinâmica, que só pode ser realizado utilizando-se tecnologia de ponta e projeto assistido por computador. É uma linguagem visual que fala indiretamente sobre o tempo em que o objeto foi construído. A ponte é, assim, desmaterializada com as linhas de seus elementos liricamente suavizadas e a escolha da cor azul claro (RAL-7035), que, além disso, tira a sua qualidade tectônica. Desta forma, torna-se uma ideia abstrata, um símbolo e um novo ícone da cidade. Pontes em cores claras dão uma sensação de arejada, ensolarada e leve. Em um desejo de preservar o panorama da noite da cidade, ou melhor, para manter uma visão desobstruída do céu estrelado, a iluminação da ponte é fornecida apenas por lâmpadas LED escondidas sob a borda da cerca. A única exceção é a iluminação discreta da extensão inferior da ponte, de forma única, criando assim uma imagem reconhecível também no panorama da noite da cidade. A superfície pedonal é projetada de forma semelhante a um deck de veleiro, ligeiramente arqueada e protegida do rio com uma cerca, dando-lhe uma sensação náutica.

© Miran Kambič
© Miran Kambič

A GEOMETRIA DA PONTE

A ponte para pedestres tem a forma de uma viga de ponte de aço pouco tensionada com uma seção transversal variável, que se estende desde o aterro de Savinja até a rua Partizanska em um único espaço de 73 metros, atravessa a rua em um espaço de 8 metros e diminui para o nível do parque cidade na forma de uma espiral, com de 26 m de altura e 24 m de largura. Na seção longitudinal a viga de aço possui uma altura variável, passando de 70 centímetros na base da margem esquerda para 1,64 m no topo da estrutura no meio do rio e torna-se mais fina em direção às paredes de sustentação ao longo da rua Partizanska, onde atinge a altura de 70 cm de novo. A partir daí, a ponte continua com a forma de espiral, em que a viga é de apenas 30 cm de altura. No final da espiral há uma conclusão monolítica de concreto em forma de cunha. A seção transversal da viga da ponte (a estrutura de caixa feita de chapas de aço espessas) é de forma trapezoidal. Mede 3,30 centímetros no lado superior, enquanto que no lado inferior a sua largura varia de acordo com as características da seção longitudinal e mede desde 1,39 m no topo da ponte, para 2,95 m na espiral. Devido à geometria escolhida de seções transversais a ponte parece mais leve do que as construções de vigas habituais.

Planta Baixa
Planta Baixa

Na margem esquerda a ponte é fixada uma pesada base sobre estacas profundas, na margem direita ela é presa numa estrutura em forma de caixa, formada por duas paredes de suporte ao longo da rua Partizanska e são colocadas na laje de concreto subjacente, deitada sobre o nível arqueológico situado abaixo da rua Partizanska. A ponte tem seu fim em um parque sob a forma de uma espiral que é apoiada por articulações finas de colunas redondas de aço.

© Miran Kambič
© Miran Kambič
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: "Ponte de Travessia / Arhitektura d.o.o." [Rafting Bridge / Arhitektura d.o.o.] 22 Dez 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Stofella, Arthur) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/759259/ponte-de-travessia-arhitektura-doo> ISSN 0719-8906