O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Pontes
  4. Eslovênia
  5. Arhitektura d.o.o.
  6. 2014
  7. Passarela Ribja brv / Arhitektura d.o.o

Passarela Ribja brv / Arhitektura d.o.o

Passarela Ribja brv / Arhitektura d.o.o
Passarela Ribja brv / Arhitektura d.o.o, © Miran Kambič
© Miran Kambič

© Miran Kambič © Miran Kambič © Miran Kambič © Miran Kambič + 26

Descrição enviada pela equipe de projeto. Frequentemente se acredita que Plečnik se inspirou em Veneza e suas pontes neste rearranjo do leito de concreto do rio Keller em Ljubljanica. O que Plečnik tinha em mente é impossível saber, mas uma coisa é certa: devido às suas intervenções, a ambiência e a disposição das margens de Ljubljanica possuem um toque veneziano. Assim como na cidade italiana, Plečnik previu e implantou uma série de novas pontes por sobre o rio. Duas delas, nomeadas a Ponte Tripla e a Ponte dos Sapateiros foram construídas como áreas públicas, novos espaços públicos de lazer, que ganharam independência do rio e agora pertencem também aos cidadãos.

© Miran Kambič
© Miran Kambič

Plečnik também projetou e construiu o acesso para a Ponte dos Açougueiros e a Passarela do Mercado de Peixes (a ponte exclusiva para pedestres entre a praça Ribij trg e a escadaria Gerber). Enquanto a Ponte dos Açougueiros recentemente inaugurada possui uma imagem moderna, a passarela do Mercado de Peixes ainda aguarda sua nova solução.

© Miran Kambič
© Miran Kambič

Portanto, como deveria ser essa passarela? Plečnik já havia determinado sua largura com a reforma de revitalização das margens do rio, e o próprio rio determina seu comprimento. Levando isso em consideração, a linguagem formal das pontes vizinhas - a Ponte dos Sapateiros e a Ponte Tripla - que foram projetadas seguindo uma estética "Neo-Renascentista", podemos assumir que a passarela Plečnik seria imponente e proeminente. 

Detalhe
Detalhe

Em respeito à memória do mestre e sua autoridade estética, a ideia de unir as duas quadras, a do Congresso e a Praça do Mercado de Peixes, um desejo antigo ainda não realizado.

Não foi até que a solução temporária de madeira foi criada, iniciada por estudantes de arquitetura de Ljubljana, e se provou corajosa, e ao mesmo tempo, um ato não controverso. Apontou a necessidade vital desta nova ponte enquanto conexão, e simultaneamente - graças à sua natureza temporária - não ofendeu o legado do grande mestre. Foi por isso que as pessoas não julgaram seus aspectos estéticos mas simplesmente louvaram sua utilidade. Durante anos a ponte, construída em madeira, decaiu e uma nova solução permanente tinha que ser encontrada.

© Miran Kambič
© Miran Kambič

Como então deveria ser essa nova passarela? Se estamos procurando por uma solução em novos formatos espaciais e em termos de programas, então as possibilidades são infinitas, e vice-versa, se nós queremos enfatizar a simplicidade e a discrição, todas as soluções parecem apontar para um mesmo resultado.

A pergunta surge, 'como realizar a ideia de Plečnik?' O projeto deveria ser um objeto autoral de forte presença no contexto do rio, ou exatamente o oposto, uma arquitetura discreta, silenciosa que habita por sobre o rio quase como uma ideia imaterial de ponte? Ambas as soluções são possíveis e legítimas.

© Miran Kambič
© Miran Kambič

Em nossa opinião, a passarela certamente é necessária para essa localização, mas o espaço é bastante saturado com o próprio legado de Plečnik, então pareceu sensato não competir com o mestre no domínio formal, assim como foi o caso do novo edifício NUK.

Foi nossa sugestão, portanto, de propor uma passarela elegante, transparente, de design minimalista, uma ponte que permitisse vistas desobstruídas ao longo do rio, mas ao mesmo tempo, conectasse ambas as margens como um grande mirante por sobre o rio.

© Miran Kambič
© Miran Kambič

Nosso objetivo foi projetar uma ponte que tivesse sua construção o mais delgada possível, e um guarda corpo o mais transparente possível. 

Corte 1
Corte 1

Como mencionado, nesta abordagem todas as soluções levaram à forma final, onde foi impossível reduzir ainda mais as espessuras dos materiais utilizados e foi o que portanto, delimitou suas linhas gerais. Soluções desta natureza são similares e os resultados são medidos na ordem de centímetros - enquanto que em termos de forma, apesar de pequenas diferenças, elas contribuem com a elegância do projeto.

© Miran Kambič
© Miran Kambič

Estaticamente, a passarela é uma construção de estrutura metálica com um elemento horizontal que acaba por formar uma delgada caixa metálica, amarrada à um elemento vertical representado por um pilar de concreto na margem direita do Rio Ljubljanica. Do lado oposto, em Makalonca, o pilão de aço está simplesmente inclinando-se sobre a margem com duas 'planos elásticos'. O deck de aço se assemelha à forma do ''V'' em seção; ´possui 25 metros de comprimento e 3,4 metros de largura, com altura de construção de apenas 50 centímetros.

© Miran Kambič
© Miran Kambič

Em direção às bordas, o deck se afunila até alcançar 25 cm, o que dá uma aparência bastante elegante. A seção triangular do deck estabelece um diálogo visual dinâmico com as vistas do rio.

De longe, a primeira impressão é que a ponte é como uma fina nervura lateral com um dos painéis de suspensão inferiores do deck. Este último é, à medida que nos aproximamos da ponte, ampliado visualmente e desenvolvido por sob a ponte. Finalmente, estreita-se a para ser novamente percebido como um dos painéis da ponte.

O deck em seu ponto mais baixo quase toca a abertura da arcada central da fachada da Makalonca -  de Plečnik. O deck é de cor off-white, tom este que corresponde perfeitamente com a área do entorno das margens do rio, e ao mesmo tempo, os reflexos do rio criam um jogo de luz e sombra com a superfície mais abaixo da ponte. Aliado à dinâmica visual já mencionada, confere à ponte um sentimento de caleidoscópio interessante.

© Miran Kambič
© Miran Kambič

Ao conectar o deck com a margem, decidimos por uma abordagem mais 'arqueológica'. Desta maneira, nós preservamos a aparência original das fachadas existentes das margens, embora algumas partes estejam cobertas minimamente por um perfil diagonal na ponte. Por isso, as fundações estão ocultas por trás das superfícies da fachada - próximo a Makalonca, o deck da ponte está instalado em uma plataforma por trás da fachada de Plačnk, e quando necessário são acessíveis, através de shafts escondidos sobre o pavimento. É uma solução simples e inovadora para o problema, mantendo a fachada intacta, em caso desta ponte ser substituída por outra solução no futuro.

Corte 3
Corte 3

A superfície da ponte está inserida em ambas as margens entre o gradio decorativo de Plečnik, feitas em terrazzo. A superfície sobre a construção de aço é feita em multicamadas: camadas de epóxi com uma camada de aquecimento elétrico, e ainda uma camada de perfis de alumínio, que são pintados em cinza.

© Miran Kambič
© Miran Kambič
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: "Passarela Ribja brv / Arhitektura d.o.o" [Footbridge Ribja brv / Arhitektura d.o.o] 17 Dez 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Santiago Pedrotti, Gabriel) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/758480/passarela-ribja-brv-arhitektura-doo> ISSN 0719-8906