O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Argentina
  5. BAK arquitectos
  6. 2013
  7. Complexo V+D / BAK arquitectos

Complexo V+D / BAK arquitectos

Complexo V+D / BAK arquitectos
Complexo V+D / BAK arquitectos, © Inés Tanoira
© Inés Tanoira

© Inés Tanoira © Inés Tanoira © Inés Tanoira © Inés Tanoira + 26

  • Arquitetos

  • Localização

    Mar Azul, Argentina
  • Gerência de Projeto

    María Victoria Besonías, Luciano Kruk
  • Colaboradores

    Florencia Testa
  • Área

    414 m²
  • Ano do projeto

    2013
  • Fotografias

Descrição enviada pela equipe de projeto. Esta obra é resultado de um processo que começou em 2004 com a construção de uma casa de veraneio no bosque Mar Azul.

Planta Baixa
Planta Baixa

Era necessário intervir em uma área de grande beleza natural e forte presença selvagem que gradualmente vem se domesticando devido à proliferação de construções com características bucólicas e pitorescas que em nada remetem ao entorno. O projeto foi encarado como uma oportunidade de propor formas, materiais e usos alternativos em sintonia com as particularidades do local. Buscou-se a proposição de uma arquitetura com um uso mais descontraído da habitação e cuja materialidade e formalização fosse resultado da vontade de pertencer à realidade preexistente. 

© Inés Tanoira
© Inés Tanoira

Dessa forma, o reconhecimento do microclima particular do bosque marítimo de Mar Azul e a atmosfera que recria, assim como a necessidade de concretar a construção a distância, foram determinantes para as decisões estéticos-construtivas que definiram a obra.

Corte
Corte

Para possibilitar a entrada de luz no meio do bosque, a habitação foi concebida como “semi-coberta”. Foram utilizados grandes panos de vidro que do interior possibilitam a vista em todas as direções e do exterior refletem a paisagem, permitindo que a casa se mimetize com o entorno. A decisão de acelerar o tempo de execução para possibilitar o acompanhamento dos trabalhos a 400 km de distância fez com que a construção fosse de concreto aparente. Avaliou-se que a sombra prevalecente no local permitia utilizar este material já que a mesma fornecia proteção térmica suficiente desde a primavera até o outono. O aquecimento para o inverno não era relevante (apesar de ter sido planejado) por se tratar de uma casa de veraneio. O isolamento hidrofóbico poderia ser resolvido com um concreto de alta densidade e com um estudo da forma da envoltória, para que a drenagem da água da chuva se realizasse rapidamente. Esperava-se também que a qualidade expressiva do concreto aparente moldado in loco, em formas de tábuas de madeira, pudesse resultar de uma presença forte e mimética ao mesmo tempo, permitindo que o projeto coexistisse em harmonia com a paisagem.

© Inés Tanoira
© Inés Tanoira

Em suma, a combinação entre os únicos materiais, concreto e vidro, mostrou-se apropriada para resolver a integração com a paisagem e dar conta dos temas formais, estruturais, funcionais, de acabamento e manutenção. Com esses conceitos foi pensado e construído o Complexo V+D.

© Inés Tanoira
© Inés Tanoira

O lugar

São dois lotes em uma duna de relevo acidentado, aptos para construir duas unidades habitacionais em cada. Ao redor há um frondoso bosque de coníferas e poucas espécies de pequeno porte que foram plantadas há poucos anos.

© Inés Tanoira
© Inés Tanoira

A comissão

O pedido dos clientes foi a construção de um complexo de quatro habitações para serem alugadas durante todo o ano - com área de piscina, terraço e depósito comum. As unidades deveriam estar isoladas entre si e contar com expansões, churrasqueiras e estacionamentos próprios. A quantidade de ambientes disponíveis em cada unidade seria parte da proposta de estudo assim como do programa de necessidades das mesmas. Os metros quadrados construídos seriam os máximos permitidos pelo código.

© Inés Tanoira
© Inés Tanoira

A organização funcional

Adentra-se o apartamento através do eixo do plano. De um lado, aparece a sala de estar, dividida em duas seções distintas de uso junto à lareira e uma variação de alturas livres. Por outro lado está a sala de jantar e cozinha com acesso a uma expansão privada com uma área de churrasqueira. Acima e opostamente estão localizados os acessos aos dois dormitórios, o dormitório principal com banheiro privativo e o terraço para uso exclusivo.

Planta Baixa - Térreo
Planta Baixa - Térreo

A construção

O conjunto foi construído com lajes e divisórias de concreto aparente, feitas com fôrmas de tábuas de pinho. O concreto foi utilizado com a adição de um fluidificante de modo que esta mistura, com pequena quantidade de água para endurecer, resultasse muito compacto e não demandasse vedação. Os panos de chão também são de concreto, dividido com placas de alumínio. Os revestimentos dos banheiros são de ladrilho. Os decks no terreno natural e terraços são feitos de pinho tratado e protegido com agente de impregnação. As aberturas são de alumínio anodizado bronze escuro.

© Inés Tanoira
© Inés Tanoira

O mobiliário

Exceto as camas, sofás e cadeiras, o resto dos mobiliários da casa foram resolvidos em concreto.

© Inés Tanoira
© Inés Tanoira

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
BAK arquitectos
Escritório
Cita: "Complexo V+D / BAK arquitectos" [V+D SET / BAK arquitectos] 16 Dez 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/758471/complexo-v-plus-d-bak-arquitectos> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.