O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Habitação Coletiva
  4. Alemanha
  5. Kresings Architektur
  6. 2014
  7. Moradia Estudantil e Conselho Boeselburg / Kresings GmbH

Moradia Estudantil e Conselho Boeselburg / Kresings GmbH

  • 13:00 - 27 Novembro, 2014
  • Traduzido por Camilla Sbeghen
Moradia Estudantil e Conselho Boeselburg / Kresings GmbH
Moradia Estudantil e Conselho Boeselburg  / Kresings GmbH, © HG Esch
© HG Esch

© HG Esch © HG Esch © HG Esch © HG Esch + 47

  • Arquitetos

  • Localização

    Boeselager Street 75, 48163 Münster, Alemanha
  • Arquiteto Responsável

    Rainer M, Kilian Kresing
  • Equipe de Projeto

    Stefan Fuchs, Guido Becker, André Pannenbäcker, Jan Tölle
  • Ano do projeto

    2014
  • Fotografias

  • Construtora

    Studentenwerk Münster
  • Arquiteto Paisagista

    RMP Stephan Lenzen Landschaftsarchitekten, Bonn
  • Estrutura

    gwi Gantert + Wiemeler Ingenieurplanung, Münster
  • Mais informações Menos informações
© HG Esch
© HG Esch

Descrição enviada pela equipe de projeto. O que as pessoas esperam de um novo grande complexo residencial? As pessoas esperam que tal complexo habitacional possibilite o uso eficiente do espaço. Com isso, o projeto definido pelos caminhos e praças, simetrias, bicicletários, bancos e espaços verdes permite que a superfície seja utilizada da melhor forma possível; além disso, a escolha por linhas retas faz com que a estrutura pareça ordenada e suave.

Planta de Situação
Planta de Situação
© HG Esch
© HG Esch

No entanto, a simetria e a utilização eficiente das superfícies também podem ter um efeito frio e estático. Por que as estruturas urbanas medievais com suas ruas tortuosas e extremidades invisíveis, sua estrutura detalhada e sua escala, nos fazem sentir tão confortáveis? O que nos atrai de uma forma tão mágica, sem mencionar as fachadas bonitas? É o efeito instantaneamente sensual e físico, uma sensação de casa em termos de aconchego e segurança. Aqueles com uma visão arquitetura acadêmica podem vilmente dizer: "Uma casa de boneca!". O corpo, no entanto, exclama: "É exatamente onde eu me sinto compreendido e seguro."

© HG Esch
© HG Esch

A moradia estudantil erguida no Boeselagerstraße, na cidade de Münster utiliza essas ideias e, com um total de 535 residentes em um espaço de 18 mil m², cria um espaço urbano assimetricamente disposto,  que transmite um sentimento quase rural de segurança, ao invés de ter um efeito intimidador.

Corte
Corte
Corte
Corte
Corte
Corte

A estratégia central é formada por quatro blocos de construção. Eles têm a mesma forma básica sem copiar um ao outro; agindo como elementos únicos, impressão particularmente apoiada pela maneira como eles estão posicionados. Os blocos, em si, não formam nenhum retângulo regular, os lados têm diferentes comprimentos e não há ângulos retos. Esta ligeira mudança cria uma dinâmica no espaço. Os blocos são dispostos de forma assimétrica, dando a impressão de serem peças de um quebra-cabeça espalhadas de forma aleatória. Passagens estreitas são criadas naqueles pontos onde os blocos de construção quase tocam um ao outro, enquanto que lugares triangulares surpreendentes emergem daqueles locais onde estes blocos são posicionados mais afastados um do outro.

© HG Esch
© HG Esch

O jogo de contrastes - neste caso estreitamento e amplitude - é típico do complexo localizado ao lado do lago Aasee, em Münster. As estruturas se sobrepõem - interior e exterior, alto e baixo - assim como suas funcionalidades.

© HG Esch
© HG Esch

Consequentemente, não há apenas áreas públicas ou privadas, há muitos níveis e intensidades semelhantes às estruturas típicas de uma cidade a partir dos chamados Gründerzeit (anos de rápida expansão industrial na Alemanha no final do século XIX). Existem claramente os espaços públicos, as ruas e caminhos, praças principais, criadas por meio dos blocos assimétricos irregularmente posicionados. Há caminhos, varandas e escadas que, apesar de serem peças públicas, servem também de acesso imediato às casas individuais e espaços de recreação dos moradores sendo, portanto, um pouco mais privativos do que os caminhos principais. Esta diferenciação entre áreas públicas e não-públicas é reforçada por  muros e cercas, bem como por escadas privadas que levam aos pisos superiores.

© HG Esch
© HG Esch

Os quatro blocos formam quatro pátios interiores fechados; e aqui, também, parece bastante lógico para fazer uso da analogia com o bloco de construção clássico. Os blocos são tranquilos e intimistas, mas criam o espaço comunitário claramente definido e compartilhado. Os blocos estão formulados de maneira sofisticada. Cada um deles é composto por quatro residências principais e quatro posteriores, criando assim ângulos, cantos e áreas abertas, assim como belas vistas diagonais para o pátio interior. A lateral principal da edificação, que leva aos principais caminhos, também varia em altura e, portanto, cria recortes ópticos do interior (pátio) e do espaço exterior (áreas públicas). O caráter de comunidade e de bloco é sublinhado pela altura máxima de quatro pavimentos. Tudo aparece sobreposto, pequeno e detalhado, apesar de um comprimento de 75 metros de lateral.

© HG Esch
© HG Esch

As cores das fachadas conferem vivacidade.

Os tons exuberantes e seu brilho intenso criam uma sensação de intimidade e simpatia. O vermelho é um vermelho tomate, o amarelo é um amarelo sol , o verde é um verde grama e a cor azul criada por Ives Klein lembra as pessoas de coisas como o céu, o mar, o sol e os países do sul. Combinado com quadros de cor branca que são irregularmente posicionados ao redor das janelas, cria-se uma corrente positiva de associações relaxada, liberal e aberta, que também é jovem e divertida. As nuances podem ser bastante diferentes em função das diferentes pessoas, mas a conexão de pensamentos é sempre positiva.

© HG Esch
© HG Esch

As relações visuais são dinâmicas; às vezes, a visão está parada; às vezes, ela é redirecionada, e existem outros pontos onde lugares inesperados se abrem. Após a primeira visita, nada é previsível, e uma caminhada acaba por ser uma sequência de surpresas visuais.

© HG Esch
© HG Esch

Aqui as relações entre os elementos individuais e as qualidades urbanas são quase tão importantes quanto o desenho individual. Espaços reais foram criados para ser funcionais, individuais, urbanos e não apenas um cenário temporário de dormitórios. Este é o lugar onde as pessoas não só estudam e dormem, mas passam o dia inteiro em conjunto com os moradores da mesma residência, do mesmo bloco ou do espaço em geral.

Planta Baixa
Planta Baixa

Os espaços dos apartamentos variam de 25 a 180 m², dependendo se você considerar cada dormitório um apartamento ou um apartamento coletivo com 5 dormitórios integrados. A qualidade da construção urbana e uma elevada qualidade de vida foram requerimentos cruciais ainda indicados no anúncio do concurso. A quadra permite a convivência mista de estudantes, famílias e idosos, com o conceito de construção sem barreiras. Dependendo do desenvolvimento do número de alunos, poderá haver um bloco para não-estudantes, no futuro. De qualquer forma, a infraestrutura projetada é capaz de satisfazer esse tipo de exigência. Há um bar, um quiosque, uma creche para as crianças, uma lavandaria, além de outras estruturas da comunidade.

© HG Esch
© HG Esch

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: "Moradia Estudantil e Conselho Boeselburg / Kresings GmbH" [Boeselburg Council and Student Housing / Kresings GmbH] 27 Nov 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/757008/moradia-estudantil-e-conselho-boeselburg-kresings-gmbh> ISSN 0719-8906