Rabanua / DX Arquitectos

Rabanua / DX Arquitectos

Cortesía de Sur-press AgencyCortesía de Sur-press AgencyCortesía de Sur-press AgencyCortesía de Sur-press Agency+ 19

Canela, Chile
  • Arquitetos: DX Arquitectos
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  280
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2005
Cortesía de Sur-press Agency
Cortesía de Sur-press Agency

Descrição enviada pela equipe de projeto. A casa Rabanua projeta-se para ser a segunda residência de uma família formada por três gerações, na qual os proprietários procuram, a médio prazo, fazer desta um espaço para combinar longos períodos de repouso com suas atividades profissionais.

Cortesía de Sur-press Agency
Cortesía de Sur-press Agency

O local é caracterizado pela onipresença de uma paisagem deslumbrante, que faz parte da ondulação do relevo costeiro para a beira do deserto e a imponência do oceano pacífico. Assim, uma das maiores preocupações foi gerar diferentes níveis de relacionamento com o meio ambiente e a captura de vistas deslumbrantes sobre a paisagem, buscando-se projetar uma arquitetura que assumisse a complexidade de acolher as interações cotidianas entre os habitantes e a busca de um espaço de comunhão com a natureza.

Cortesía de Sur-press Agency
Cortesía de Sur-press Agency

Há uma busca para alcançar a definição do individual gerando graus de intimidade, espaços íntimos que, gradualmente, proporcionam e ordenam-se em função do corpo arquitetônico como suporte para o espaço comum dos habitantes.

Cortesía de Sur-press Agency
Cortesía de Sur-press Agency

Deste modo a casa é composta por duas naves de concreto aparente, na direção leste-oeste, que suportam, programaticamente, os espaços comuns, os serviços e as dependências dos proprietários (na nave norte); e as dependências dos convidados (na nave sul). A ligação entre esses corpos é uma galeria transparente que abriga o acesso e comunica os espaços interiores da casa.

Cortesía de Sur-press Agency
Cortesía de Sur-press Agency

Entre eles, um terceiro corpo não construído, que é o espaço que alberga o espaço externo onde desenvolve-se o terraço. Para fornecer proteção contra o vento e habitabilidade, propôs-se um ângulo entre o corredor norte e sul do corredor da edificação. Quanto ao manejo das vistas, buscou-se enquadrar fragmentos da paisagem, de modo a ir diferenciando-se e criando relações únicas com cada lugar. Além disso, buscou-se alcançar uma simbiose com o entorno através do uso de cores aplicadas aos materiais; a metáfora busca recriar o jogo de tonalidades que apresentam as formações rochosas da região, com o movimento das marés: um cinza pétreo, claro e seco e um cinza escuro e úmido.

Planta Primeiro Nível
Planta Primeiro Nível

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Rabanua / DX Arquitectos" [Rabanua / DX Arquitectos] 01 Jan 2013. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/721249/rabanua-slash-dx-arquitectos> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.