O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Portugal
  5. Cláudia Melo
  6. 2011
  7. Residência e Ateliês / Cláudia Melo

Residência e Ateliês / Cláudia Melo

  • 12:00 - 27 Setembro, 2014
  • Traduzido por Arthur Stofella
Residência e Ateliês / Cláudia Melo
Residência e Ateliês / Cláudia Melo, © Miguel d ́Aguiam
© Miguel d ́Aguiam

© Miguel d ́Aguiam © Miguel d ́Aguiam © Miguel d ́Aguiam © Miguel d ́Aguiam + 21

© Miguel d ́Aguiam
© Miguel d ́Aguiam

Descrição enviada pela equipe de projeto. Cláudia Melo (nasc. 1970, Lisboa) possui uma graduação em arquitetura pela FAUTL e um mestrado em Projeto Ambiental da Bartlett School, UCL. Estudou em Lisboa, Dublin e Londres, e colaborou com Pedro Mendes e o Atelier Central. Ela iniciou sua prática em 2005 em Lisboa, que incluía todos os tipos de edificação, desde residencial a renovação e projetos em grande escala como a Casa para Idosos e Centro Cultural. O Residencial e Ateliês Castelo Branco foi recém finalizado. Ela fez diversas apresentações públicas de seu trabalho em Portugal e no estrangeiro e publicou artigos científicos sobre projeto ambiental. Ela também é uma jornalista de arquitetura para o jornal português Diário de Notícias.

© Miguel d ́Aguiam
© Miguel d ́Aguiam

O projeto de uma residência e ateliês para artes tem a intenção de criar um complexo para trabalhar e viver, ao invés de ser somente uma casa. Foi especialmente projetada para as necessidades de seus habitantes - um casal de artistas visuais - e de acordo com o terreno - uma paisagem grosseira com um clima quente e seco entre a cidade de Castelo Branco e a Espanha. O local específico possui um pequeno rio, pedras e uma vegetação superficial com um sentido único de beleza. Não há árvores exceto ao lado do rio e um penhasco domina a o terreno e permite vistas de 360 graus. A construção situa-se aqui.

© Miguel d ́Aguiam
© Miguel d ́Aguiam

Este complexo para trabalhar e viver possui um centro, um campo aberto como um pátio que organiza todos os espaços - interior, exterior e circulações. Funcionalmente, este vazio é equivalente a um claustro medieval já que é um local entre o interior e o exterior que pode ser percorrido em toda sua extensão. Os espaços adjacentes são fragmentados em blocos de acordo com sua funcionalidade - do doméstico ao público, incluindo as circulações. Os volumes são distribuídos de norte à sul e do público ao privado e os primeiros volumes vistos da entrada são os ateliês que protegem a residência. Uma narrativa com objetivo e estética funcionais revelam um código: volumes que correspondem à locais para viver/trabalhar são cinzas e fazem apelo à estabilidade devido a seus acabamentos feitos de blocos de concreto e chapas de aço com linhas horizontais. No sentido oposto, as circulações são vibrantes e dinâmicas já que são vermelhas, feitas com chapas de aço com linhas verticais e projetadas com geometria complexa.

Planta-Baixa Primeiro Pavimento
Planta-Baixa Primeiro Pavimento

A conjunção complementar de materiais e cores refletem as residências tradicionais de Castelo Branco, onde as paredes são sólidas, feitas com pedra cinza, portas de madeira e janelas pintadas de vermelho. Vermelho é a melhor cor para proteger o interior tanto do calor quanto do frio extremo devido a seu espectro de cor.

© Miguel d ́Aguiam
© Miguel d ́Aguiam

Sustentabilidade é uma questão muito importante e a residência está organizada em dois pavimentos que estão integrados à paisagem natural. A maioria dos compartimentos está virado para o sul e são sombreados pela geometria de varandas e grelhas para receber a luz natural e o ganho de calor durante o inverno e os evitando no verão. A ventilação transversal natural permite um resfriamento natural da edificação especialmente nas noites de verão. A massa termal das paredes de concreto ajudam criando uma bateria de calor para prevenir a radiação solar excessiva no verão e minimizando a perda de calor do interior no inverno. Materiais e soluções construtivas de baixo custo também expressam a sustentabilidade e arquitetura sem desperdício.

© Miguel d ́Aguiam
© Miguel d ́Aguiam

No primeiro pavimento o quarto do casal possui um banheiro integrado devido à razões de estética, funcionais e sustentáveis: o banheiro está virado para o sul por uma grande janela e é separado do quarto por grandes portas-janela. No verão estas portas são abertas e a ventilação natural vem do exterior para resfriar tanto o quarto quanto o banheiro. No inverno elas fecham ambos os espaços e uma zona tampão é criada no banheiro para receber a radiação solar do exterior, introduzindo-a ao quarto através da convecção.

Corte
Corte

A paisagem rude agora absorve este novo elemento e os proprietários que ali vivem estão imprimindo seus próprios padrões de tempo e espaço. A edificação agora pertence a todos eles.

Cita: "Residência e Ateliês / Cláudia Melo" [House and Ateliers / Cláudia Melo] 27 Set 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Stofella, Arthur) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/627717/residencia-e-atelies-claudia-melo> ISSN 0719-8906