O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Brasil
  5. MooMAA
  6. 2009
  7. Casa Ipanema / MooMAA

Casa Ipanema / MooMAA

  • 09:00 - 26 Setembro, 2014
Casa Ipanema / MooMAA
Casa Ipanema / MooMAA, 2ª Rearquitetura, década de 2000 © Sergio Marques
2ª Rearquitetura, década de 2000 © Sergio Marques

2ª Rearquitetura, década de 2000 © Sergio Marques 2ª Rearquitetura, década de 2000 © Sergio Marques 2ª Rearquitetura, década de 2000 © Sergio Marques 2ª Rearquitetura, década de 2000 © Sergio Marques + 52

  • Arquitetos

  • Localização

    Porto Alegre, Brasil
  • Arquiteto Responsável

    Arq. Sergio M. Marques
  • Colaboradores

    Arq. Luciane Kinsel. Acads. Camila Dias, Betina Cornetet.
  • Área

    150.0 m2
  • Ano do projeto

    2009
  • Fotografias

  • Coordenação Geral

    Arq. Sergio M. Marques
  • Fundações (Construção)

    Eng. Paulo da Luz
  • Estrutura de Concreto (Construção)

    Construtora PREMOLD Ltda, Eng. George S. de Souza, Eng. Newton Bins de Napoli.
  • Estrutura Metálica (Construção)

    Metalplan, Eng. Ervino Herrlein
  • Alvenarias, acabamentos e instalações

    Arqs. Ricardo Sassen Paz e Stefani Nhoel Paz
  • Estrutura

    Padoin & Sachs Engenharia de Estruturas
  • Fundações

    Tecnobase
  • Elétrica e Hidráulica

    Arqs. Ricardo Sassen Paz e Stefani Nhoel Paz
  • Conforto Térmico e Iluminação Natural

    Eng. Nelson Turik
  • Fornecedores

    Construtora PREMOLD, Ltda (Estrutura de Concreto), Metalplan Estruturas Metálicas Ltda (Estrutura Metálica), Perfilor (Paineis metálicos de cobertura e fechamento lateral), Metalbox Ltda. (Esquadrias e Vidros)
  • Mais informações Menos informações

Projeto Original, 1958 – 1960  

Área Construída: 130,00 m2
Arquitetura, Construção:  Arq.Moacyr Moojen Marques
Hidraulico e Elétrico: Eng.Heinz Bauman 

1° Rearquitetura, 1989 – 1993 

Área acrescida: 20,00 m2
Arquitetura: Arq.Sergio M. Marques, Colaboração: Arq. Anna Paula M. Canez
Construção: Arq. Sergio M. Marques
Hirdraulico e Elétrico: Arq. Ricardo Sassen Paz e Arq. Steffani Nohel Paz

1ª Rearquitetura, décadas de 80 e 90 © Sergio Marques
1ª Rearquitetura, décadas de 80 e 90 © Sergio Marques

Texto de Sergio Marques

No final da década de 1950, Moacyr Moojen Marques planejou com a família, construção de casa para veraneio e finais de semana, no balneário Ipanema, sul da capital. O terreno escolhido, em cull-de-sac, no loteamento inicial do velho Juca Batista, possuía já adulta uma expressiva Timbaúva, decisiva para a opção. O projeto, apesar da singeleza imaginada para um bangalow de madeira de uso sazonal, inseriu-se no desenho despojado das casas racionalistas produzidas na Califórnia nas décadas de 1940 a 1960, a exemplo do study cases houses program, conectadas ao contexto gaúcho pela via da arquitetura produzida por paulistas como Oswaldo Bratke, Rino Levi e a vinda de Richard Neutra a Porto Alegre.

1ª Rearquitetura, décadas de 80 e 90 © Sergio Marques
1ª Rearquitetura, décadas de 80 e 90 © Sergio Marques

A tipologia de casa moderna térrea ladeada por pérgolas e pátios delimitados por muros prolongados, horizontalidade acentuada, planta livre na área social e cozinha americana integrada, recheava o imaginário da classe média da década de 1950, ilustrado com imagens publicitárias da vida moderna, provida de automóveis, televisores, eletrodomésticos e móveis de perna palito. Do modelo norte-americano a casa ainda é herdeira, do racionalismo construtivo condicionado pela estrutura baloon-frame e fechamentos laterais de madeira. No final da década de 1980, após usos intermitentes, um projeto de renovação transformou-a em residência permanente.

2ª Rearquitetura, década de 2000 © Sergio Marques
2ª Rearquitetura, década de 2000 © Sergio Marques

A intervenção, além da restauração dos elementos originais, agregou novas áreas de serviço e novos planos de fachada com elementos de concreto, intermediados por área de transição com as fachadas de madeira originais, restauradas. O novo projeto, seguiu a trilha da racionalidade construtiva, modulando os acréscimos construídos, com blocos e cobogós de concreto. Os elementos industrializados brutos deixados à vista contrastam com a calidez da madeira e tijolos, inserindo no ambiente termos próprios do brutalismo paulista dos anos 1960, e/ou da arquitetura produzida na região do Ticino, na década de 1980. Duas fachadas, duas gerações, duas arquiteturas.

Planta - Fases do projeto
Planta - Fases do projeto

Nos anos 2000, o terreno original foi acrescido com uma fatia de três metros e meio de frente, na face oeste. Nesta parcela anexada, um terceiro projeto determinou a criação de nova garagem, área de lazer integrada à piscina nos fundos, quarto de casal e ateliê.

2ª Rearquitetura, década de 2000 © Sergio Marques
2ª Rearquitetura, década de 2000 © Sergio Marques

A fatia, no pavimento térreo com planta livre, permite um futuro incremento do ateliê como atividade predominante. No segundo pavimento, quarto e ateliê unidos por passarela, com vazios, facultam a penetração de luz zenital de sheds, na cobertura. A materialidade e a dimensão tectônica, pautam estratégia de projeto e caráter arquitetônico. Na nova divisa oeste, a parede é constituída de lajes de concreto pré-fabricadas com nervuras colocadas na vertical, sustentando vigas calhas longitudinais e transversais de concreto igualmente pré-fabricadas.

2ª Rearquitetura, década de 2000 © Sergio Marques
2ª Rearquitetura, década de 2000 © Sergio Marques

Junto à casa existente, na estrutura do entrepiso, da cobertura e do fechamento lateral, aço na forma de pilares tubulares, vigas em “I” e tubos de dez por cinco centímetros. Telhas e paredes laterais, com painéis térmicos de aço duplado.

2ª Rearquitetura, década de 2000 © Sergio Marques
2ª Rearquitetura, década de 2000 © Sergio Marques

A tipologia e conceito da casa pavilhão, com filiação às construções de uso industrial, impõe ao conjunto anterior, elemento principal dominante, mas que segue, principalmente na racionalidade construtiva, a continuidade cronológica e familiar.  

2ª Rearquitetura, década de 2000 © Sergio Marques
2ª Rearquitetura, década de 2000 © Sergio Marques

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
MooMAA
Escritório
Cita: "Casa Ipanema / MooMAA" 26 Set 2014. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/627679/casa-ipanema-moomaa> ISSN 0719-8906