O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Habitação Coletiva
  4. Espanha
  5. Pich-Aguilera Architects
  6. 2013
  7. Projeto de Habitação e Desenvolvimento Urbano em Manresa / Pich-Aguilera Architects

Projeto de Habitação e Desenvolvimento Urbano em Manresa / Pich-Aguilera Architects

  • 16:00 - 20 Agosto, 2014
  • Traduzido por Arthur Stofella
Projeto de Habitação e Desenvolvimento Urbano em Manresa / Pich-Aguilera Architects
Projeto de Habitação e Desenvolvimento Urbano em Manresa / Pich-Aguilera Architects, Cortesia de Pich-Aguilera Architects
Cortesia de Pich-Aguilera Architects

Cortesia de Pich-Aguilera Architects Cortesia de Pich-Aguilera Architects Cortesia de Pich-Aguilera Architects Cortesia de Pich-Aguilera Architects + 16

  • Arquitetos

  • Localização

    Avinguda de les Bases de Manresa, 1, 08242 Manresa, Barcelona, Espanha
  • Arquiteto Encarregado

    Felipe Pich-Aguilera Baurier, Teresa Batlle Pagés
  • Gerente de Projeto

    Margherita Aricó
  • Área

    8504 m²
  • Ano do projeto

    2013

Descrição enviada pela equipe de projeto. Tem se estruturado a proposta de edificação e ordem dos espaços abertos a partir da consideração que o entorno de onde se desenvolve o projeto possui múltiplos pontos de vista e confronto com a cidade existente.

Esta complexidade pode ser resumida em três pontos.

· A relação com a cidade "alta" que oferece um protagonismo às coberturas e os diferentes tratamentos de pavimentos e níveis dos espaços abertos constituem uma "fachada horizontal" que deve ter a mesma força e intenção urbana das fachadas. Com este objetivo se propõe a utilização de coberturas verdes com reservatório.

Cortesia de Pich-Aguilera Architects
Cortesia de Pich-Aguilera Architects

· A relação com a rua San Ignacio como o principal acesso da cidade futura; os projetos criam uma organização tipológica e um ritmo na fachada com um alinhamento constante que gera um conjunto que marca claramente o perímetro urbano.

· A relação com a rua Monserrat, onde se localiza uma edificação que interpreta o tecido pré-existente com suas irregularidades e sua parcela mínima.

Com a ordenação proposta pretende-se gerar espaços abertos que funcionem para os pedestres mas que ao mesmo tempo sejam espaços de relação dos diferentes edifícios. Todos os halls de entrada para as habitações se encontram na rua Montserrat e assim se converte em um espaço píblico de conexão das habitações.

Planta - Primeiro Pavimento
Planta - Primeiro Pavimento

PARÂMETROS DE SUSTENTABILIDADE DO MEIO AMBIENTE E DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

ÁGUA

Quanto à economia de água se propõe sistemas construtivos e de instalações que façam um uso eficiente do consumo e utilização da água, assim como o uso de mecanismos para economizar:

- Cobertura ecológica com reservatório: nos permite a utilização de uma cobertura verde sem irrigação e com o mínimo de manutenção. A superfície ajardinada em um contexto urbano, além de um efeito visual e lúdico, constitui sobretudo um foco de purificação do ar (transformando o CO2 da poluição em O2). O estudo pluviométrico do local nos faz dispensar de outros usos para a água armazenada na cobertura além do de um telhado verde. Para o caso de chuvas de grande intensidade, um depósito armazena a água que deságua na cobertura e a bombeará para a cobertura em caso de falta.

Cortesia de Pich-Aguilera Architects
Cortesia de Pich-Aguilera Architects

- Reutilização de águas cinzas. Estudo dos fluxos de água e de depósitos de armazenagem, assim como as necessidades de manutenção.

- Dispositivo regulador de pressão d'água na entrada do edifício.

- Sistemas de economia para os banheiros.

- Sistemas econômicos em torneiras e eletrodomésticos, abertura em dois tempos, aeradores e redutores de vazão (vazão máxima de 12 litros por minuto).

ENERGIA

Centrado principalmente no projeto de sistemas construtivos e no comportamento bioclimático do edifício, assim como no estudo dos detalhes, evitando pontes térmicas.

- Isolamento térmico: Se aumenta em todas as instâncias em 20% em respeito ao exigido pela norma NRE-AT 87. Se aumenta a espessura do isolamento de 5 a 8 cm (o que permite superar em 6% a demanda global de um edifício padrão). Se dispõe de isolamento nos pavimentos que não possuem calefação (permitindo superar em 20% adicionais a demanda global). Melhora nas qualidades da estrutura, evitando as pontes térmicas com uma economia estimada em 4%. Todas as estruturas são de vidro duplo.

Cortesia de Pich-Aguilera Architects
Cortesia de Pich-Aguilera Architects

- Se estuda para a totalidade das aberturas um coeficiente de transmitância térmica menor ou igual a 3,30 W/m² ºK 

- A cobertura melhora o isolamento térmico em comparação a uma cobertura invertida tradicional. Com a vantagem de que a inércia térmica da lâmina d'água. As alternativas que incorporam elementos de inércia térmica supõem uma economia adicional de 2% e melhoram a demanda por refrigeração, que pode ser reduzida em até 50%.

- As fachadas do projeto contemplam um conjunto de vazios e uma disposição de folhas que geram um fluxo climático que permitem uma ventilação transversal perfeita de todas as tipologias e um controle da radiação. 

- Se estuda o projeto, sua orientação e pátios para conseguir que todas as tipologias possuam ventilação cruzada, integram-se chaminés solares nos locais que a densidade exigida não nos a permite.

Cortesia de Pich-Aguilera Architects
Cortesia de Pich-Aguilera Architects

- Os painéis industrializados de concreto permitem: Uma maior qualidade das fachadas e sua estanqueidade. Uma grande possibilidade de cores e texturas. Um isolamento contínuo em toda a fachada. Uma alta velocidade de montagem e fabricação, com uma economia de recursos e energia. Aumentar qualitativamente a segurança na obra.

- São colocadas instalações solares ativas. Captadores solares em coberturas, tanto para água sanitária quente como para um certo apoio da calefação interior.

- O conjunto de soluções propostas permitem:

• Ser capaz de garantir a temperatura e umidade do verão dentro dos padrões de conforto sem a necessidade de uma instalação artificial de equipamento de ar condicionado.

• No inverno pode-se alcançar os padrões de conforto e performance com uma economia estimada em 40% com respeito a uma edificação convencional (considerando todas as propostas de instalações passivas e ativas).

Cortesia de Pich-Aguilera Architects
Cortesia de Pich-Aguilera Architects

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Projeto de Habitação e Desenvolvimento Urbano em Manresa / Pich-Aguilera Architects" [Housing And Urban Development Project In Manresa / Pich-Aguilera Architects] 20 Ago 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Stofella, Arthur) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/625764/projeto-de-habitacao-e-desenvolvimento-urbano-em-manresa-pich-aguilera-architects> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.