O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Brasil
  5. Atelier Paralelo
  6. 2013
  7. Residência D&P / Atelier Paralelo

Residência D&P / Atelier Paralelo

  • 09:00 - 28 Julho, 2014
Residência D&P / Atelier Paralelo
Residência D&P  / Atelier Paralelo, © Joana França
© Joana França

© Joana França © Joana França © Joana França © Joana França + 35

  • Arquitetos

  • Localização

    Brasília, Brasil
  • Autor

    Thiago de Andrade
  • Colaboradores

    Arquiteto Andrea Denza, Arquiteta Larissa Lessa, estagiárias Alice Menezes e Natália Costa
  • Área

    592.5 m2
  • Ano do projeto

    2013
  • Fotografias

  • Paisagismo

    Verdesign paisagismo
  • Luminotécnica

    Atelier Paralelo Arquitetura e Construções LTDA
  • Projetos de Estrutura, Fundações e complementares

    Engº Igor Villas
  • Construção

    Atelier Paralelo Arquitetura e Construções LTDA
  • Mestre de obras

    Elói Nogueira
  • Área do Terreno

    1575 m²
  • Fornecedores

    Vidros temperados - vidraçaria São Geraldo Cobogós - Pré-moldados Brasil; Impermeabilização cobertura - DF impermeabilizações; Marmoraria - Arte Mármores e Granitos; Forros - Geraldo Gessos e molduras; Luminárias - Líder iluminação; Pisos - Fábio - Pisos em Granitina; Pintura - Fernando - Serviços de Pintura; Calhas e rufos - Solmério Campos Lima; Serralheria - Claudionor Fernando do Couto
  • Mais informações Menos informações
© Joana França
© Joana França

(...) Um dos mais desoladores aspectos da nossa época é a total destruição da consciência das pessoas de tudo que está ligado a uma percepção consciente do belo.” Andrei Tarkowski

© Joana França
© Joana França

Para esta residência de um jovem casal o desejo de uma sutil confrontação com o terreno foi o aspecto mais caro e perseguido. Este confronto ocorre nos dois sentidos, não somente em uma direção, mas nas duas paralelas ao lote, em virtude da inclinação diagonal da topografia. Assim, surge a figura de um quadrado regulador em que, expandindo-se a linha perpendicular à frente do lote, chega-se a um eixo que na diagonal das curvas de nível vai soltando a casa lentamente do solo, configurando a área íntima no pavimento térreo e criando um pilotis no pavimento inferior.

© Joana França
© Joana França

O difícil contexto da paisagem delicada, porém própria para a ocupação, articulou-se a partir daquele quadrado virtual que orientou a casa para a melhor insolação e vistas, procurando não configurar muros, mas sim usos distintos, escalas diferentes de espaço.

Planta - Térreo
Planta - Térreo

Invertemos a lógica da sequência de sucessão de funções: entrada social, sala de estar, sala de jantar, varanda, área de lazer; para uma chegada no eixo que leva ao núcleo da casa, a cozinha, de fronte à varanda, à sala de jantar à direita e o escritório à esquerda, integrado à vida coletiva da casa como havia sido sugerido pelo proprietário, de onde pudesse ver e ser visto,  desde as áreas de lazer e sociais.

© Joana França
© Joana França

Desta forma, o significado fica claro ao visitante e ao usuário cotidiano, a casa é aberta, não guarda entranhas escondidas.

© Joana França
© Joana França

Partindo-se dos pressupostos inteligentes e abertos do casal proprietário fez-se uma área intima inusitada de pé-direito cambiante em praticamente cada cômodo e um rasgo que permitirá a iluminação zenital e ventilação cruzada. Este rasgo oblíquo articula diferentes funções que necessitam iluminação natural e ventilação, mas que se opunham à necessária privacidade e controle luminoso nos quartos. Assim, ela gera uma iluminação no closet do casal, iluminação e exaustão na suíte da filha, iluminação e ventilação no escritório. Segue e passa pela varanda coberta, e faz o limite da sala iluminando a sala de jantar.

© Joana França
© Joana França

Nesse ziguezague que virou o corpo edificado da casa, articula-se um deque de madeira que faz a transição das funções sociais para a área de lazer, ao chão, no nível do solo, ora cortado, ora aterrado, trabalhado com terraplenos que acabam em uma piscina ainda não construída e daí para a pequena mata ciliar do córrego intermitente. Faz o limite entre o edificado e o natural de maneira assertiva, com pedra, com concreto. Assim, de pé no chão, o sujeito pode divisar e contemplar a mata, o campo limpo.

© Joana França
© Joana França

Portanto, nesses momentos de intimidade, de ascensão, nas sucessivas descidas ao terreno, na paisagem horizontal e vasta do Planalto, na pequena serra defronte, o sujeito faz seus espaços, decidindo que escala buscará para se adequar ao seu estado de ânimo.

Cortes
Cortes

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Cita: "Residência D&P / Atelier Paralelo" 28 Jul 2014. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/624625/residencia-d-e-p-atelier-paralelo> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.