O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Espanha
  5. Guim Costa Calsamiglia
  6. 2012
  7. Conversão de um antigo galpão industrial em uma residência unifamiliar / Guim Costa Calsamiglia

Remodelaçao

Apresentado por the MINI Clubman

Conversão de um antigo galpão industrial em uma residência unifamiliar / Guim Costa Calsamiglia

  • 12:00 - 4 Junho, 2014
  • Traduzido por Maria Julia Martins
Conversão de um antigo galpão industrial em uma residência unifamiliar / Guim Costa Calsamiglia
Conversão de um antigo galpão industrial em uma residência unifamiliar  / Guim Costa Calsamiglia, © Anton Briansó
© Anton Briansó

© Anton Briansó © Anton Briansó © Anton Briansó © Anton Briansó + 24

© Anton Briansó
© Anton Briansó

Descrição enviada pela equipe de projeto. Esta é uma renovação completa de um edifício entre fachadas cegas no núcleo urbano na cidade de Tarrega, atualmente composto de um galpão industrial para transformá-lo em uma casa.

Corte Longitudinal BB
Corte Longitudinal BB

O galpão original ocupa todo o lote localizado na rua Ardécol 13, que tem forma retangular de 9,4 x 17 metros e área de 164,95 m². O principal acesso é a partir da rua, no lado leste do lote, que é o único que tem abertura para o exterior.

© Anton Briansó
© Anton Briansó

O edifício é simples, uma vez que se trata de uma antiga fábrica onde o que prevalecia era o espaço e consiste em quatro paredes de tijolos no perímetro em que repousam as treliças de madeira que suportam a plataforma com estrutura de madeira, armação de madeira e acabamento de azulejo árabe. No interior, é um grande espaço aberto, sem limites, com cerca de 7 metros de altura, chegando a quase 9 metros no cume.

© Anton Briansó
© Anton Briansó

Propusemos a renovação completa do edifício, um reforço na estrutura e restauração da cobertura. A intervenção não provocou qualquer alteração no volume: tudo está dentro dos limites definidos pelo galpão de origem.

© Anton Briansó
© Anton Briansó

O solo foi elevado, nivelado e impermeabilizado. A cobertura foi desmontada completamente tentando recuperar ao máximo as telhas originais. A estrutura foi reforçada. O interior é dividido em três partes, pela altura, com placas e chapas de metal corrugado e de concreto. As aberturas da fachada para a rua foram adaptadas à nova distribuição, reduzindo a entrada principal, que antes era para caminhões e ampliando as janelas existentes.

© Anton Briansó
© Anton Briansó

No processo de definição do espaço interno, uma das grandes apostas do projeto foi ter um quintal de 3,60x7,5 metros que parte dos mais de 17 metros de profundidade no edifício, criando uma grande fachada interior para ventilação cruzada e luz natural ao longo dos três pisos em que se divide o espaço interior. As escadas e o elevador configuram o nó de comunicação vertical entre o acesso e serviços no piso térreo, o primeiro pavimento e do segundo pavimento, onde está a suíte principal e o estúdio sobre o pé direito duplo da cozinha e sala de jantar.

Planta Baixa Térreo
Planta Baixa Térreo

O piso térreo é composto por acesso e serviços. Há acesso para pedestres e veículos da rua. O estacionamento comunica-se com a sala de instalações da casa, onde ficam as caldeiras, e depósito e outros serviços do edifício. Uma porta leva a entrada principal e o acesso a rua. Várias janelas e varandas permitem iluminação dessas unidades e do novo pátio.

Planta Baixa Primeiro Pavimento
Planta Baixa Primeiro Pavimento

O primeiro andar se divide em dois espaços, separados pelo volume do pátio. A zona dia fica no lado leste da casa, é o espaço onde a escada leva ao andar de baixo e a rua. É um retângulo de 8,8x7,5 metros, onde convergem a sala, a cozinha e a sala de jantar em um espaço único, sem divisões, com ventilação cruzada na fachada principal ao pátio interior. Ao atravessar o pátio, está a zona noite, com dois dormitórios e um banheiro compartilhado.

© Anton Briansó
© Anton Briansó

Esta planta tem duas particularidades, tem dois níveis e não ocupa toda a planta. O fato de ter os dois níveis é devido à necessidade de permitir a circulação sob as atuais treliças de madeira. Isso foi resolvido por fazer um plano de chegada da escada inferior, que distribui abaixo do nível das treliças para o estúdio e para o dormitório principal que tem seu próprio banheiro. Ambos os espaços estão no nível superior, que é acessado por três etapas. O estudo abrange mais do que metade do espaço da sala interior, criando um espaço duplo que permite o movimento da luz e da ventilação no conjunto.

© Anton Briansó
© Anton Briansó

Além das escadas, comunicação vertical também se dá por um elevador para acessar a casa com compras pesadas ou permitir o acesso a pessoas com mobilidade reduzida.

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Cita: "Conversão de um antigo galpão industrial em uma residência unifamiliar / Guim Costa Calsamiglia" [Conversión de una Antigua Nave Industrial a Vivienda Unifamiliar / Guim Costa Calsamiglia] 04 Jun 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Martins, Maria Julia) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/614737/conversao-de-um-antigo-galpao-industrial-em-uma-residencia-unifamiliar-slash-guim-costa-calsamiglia> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.