177 Apartamentos Subsidiados em Vitoria / Matos-Castillo Arquitectos

177 Apartamentos Subsidiados em Vitoria / Matos-Castillo Arquitectos

© Hisao Suzuki© Hisao Suzuki© Hisao Suzuki© Hisao Suzuki+ 13

  • Colaboradores:Alejandra Martínez de la Riva, Borja Álvarez González, Virginia Sambade Varela, Antonia Peña Alsino, Jorge Bonito Piñana, Marco Colagiacomo, Franca Alexandra Sonntag, Karin Andres
  • Equipamentos:Alberto López Díez
  • Estrutura + Instalações:Valladares Ingeniería
  • Construtora:LAGUNKETA S.A.
  • Arquitetos Responsáveis:Beatriz Matos Castaño, Alberto Martínez Castillo
  • Cidade:Vitoria-Gasteiz
  • País:Espanha
Mais informaçõesMenos informações
© Hisao Suzuki
© Hisao Suzuki

Descrição enviada pela equipe de projeto. A proporção da quadra é bastante vertical. Nove pavimentos é muito para as dimensões do pátio da quadra. A primeira decisão é tentar diluir ao máximo o edifício adaptando-o para a sua envoltória o máximo possível: a resultante de avançar um metro e meio todas as fachadas para a rua, com um fundo das edificações que permitam que os apartamentos tenham ventilaçao cruzada. A segunda decisão foi romper a ideia de um pátio interno de quadra fechado, e desvincular o volume do alinhamento curvo no trecho de contato com a praça.

© Hisao Suzuki
© Hisao Suzuki

Nossa solução tentar fugir da solução imediata da quadra como um anel contínuo e fechado com nove pavimentos. Pretendemos introduzir nela o espírito dos blocos abertos, edifícios que se enfretam, aproximam, ou se sobrepõem definindo espaços mas sem fechá-los; criar um pátio na quadra que se abre ao espaço da rua para se fundir com ela, e melhorar as condições de habitabilidade tanto do pátio como do interior dos apartamentos; facilitar que as vistas a partir do interior da quadra possam enquadrar algum fragmento de horizonte.

© Hisao Suzuki
© Hisao Suzuki

A quadra é fragmentada em sua parte superior para se constituir com quatro volumes. Três prismas lineares e uma torre descansam sobre uma base de três pavimentos de altura. As diferentes cores de cada volume reforçam a ideia de um conjunto constituído por elementos independentes. A cidade de Vitória tem um clima húmido e frio. A maior das aberturas em direção à rua estão da fachada sul para facilitar a penetração de sol no pátio. O espaço externo se volta ao interior do pátio interno da quadra abraçando a torre, e escapa nas esquinas opostas pelas separações entre os blocos lineares. As vistas, assim como a ventilação natural, escapam do interior do pátio.

© Hisao Suzuki
© Hisao Suzuki

As fachadas são ventiladas com peças cerâmicas nos pavimentos inferiores e painéis metálicos nos pavimentos superiores. Em ambos os casos é trabalhada a ideia de camuflagem. Nos pavimentos inferiores, os contornos das aberturas é dissolvido através de um pixelado que faz uso de quase todo o catálogo de cores da peça cerâmica. Nos superiores através de venezianas do mesmo material e cores da fachada cria um dinamismo na fachada, que quando abertas, evidenciam as aberturas, mas quando fechadas, as oculta. Desde modo, os apartamentos mudam com o dia, com a noite, com o sol e com a atividade interna. 

Planta Tipo Pavimentos 1-2-3
Planta Tipo Pavimentos 1-2-3

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Bulevar de Salburua Kalea, Vitoria-Gasteiz, Álava, Spain

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "177 Apartamentos Subsidiados em Vitoria / Matos-Castillo Arquitectos" [177 Viviendas De Protección Oficial en Vitoria / Matos-Castillo Arquitectos] 05 Mai 2014. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/601410/177-apartamentos-subsidiados-em-vitoria-slash-matos-castillo-arquitectos> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.