O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Malta
  5. Chris Briffa Architects
  6. 2011
  7. Casa Hanging / Chris Briffa Architects

Casa Hanging / Chris Briffa Architects

Casa Hanging / Chris Briffa Architects
Casa Hanging  / Chris Briffa Architects, © David Pisani
© David Pisani

© David Pisani © David Pisani © David Pisani © David Pisani + 21

  • Arquitetos

  • Localização

    Naxxar, Malta
  • Equipe de Projeto

    Chris Briffa, Darren Cortis, Ivan Buttigieg, Lawrence Briffa
  • Consultoria Estrutural

    Ivan Buttigieg
  • Área

    311.0 m2
  • Ano do projeto

    2011
  • Fotografias

© David Pisani
© David Pisani

Descrição enviada pela equipe de projeto. Alguns anos atrás, a célebre "Villa la Maltija" de Richard England e seus jardins circundantes em San Pawl tat-Targa (Malta) foram demolidos para dar lugar a moradias geminadas. A permissão foi concedida a empreendedores para dividir a propriedade em lotes de terreno com uma área média de 250 metros quadrados cada.

© David Pisani
© David Pisani

Os últimos seis anos viram uma uma paisagem construída densa ocupar as 20 estruturas ou mais - cada uma por um proprietário e por um arquiteto diferente - todos projetados e construídos praticamente ao mesmo tempo, ainda que muito diferentes umas das outras. Uma espécie de microcosmo de gostos arquitetônicos da classe média local, o bairro varia de estilo, do tradicional ao moderno ao indefinido. Um desses lotes foi confiado a Chris Briffa Architects, que projetou e recentemente concluiu este cubo escultural branco com aparentemente muito poucas aberturas, pairando sobre um estreito mas impressionante do jardim.

© David Pisani
© David Pisani

Os clientes - uma família de três pessoas - precisava aproveitar ao máximo seus modestos 250 metros quadrados de terra. Embora os regulamentos de zoneamento local permitissem apenas 40% de ocupação do solo, eles apresentaram ao arquiteto uma demanda muito exigente: uma área de estar com planta livre, uma sala de jantar, dois quartos grandes com banheiro, um home-office independente, um gabinete, uma garagem para três carros, piscina, o maior jardim possível e uma área para desfrutar sua filha tocar piano.

© David Pisani
© David Pisani

Depois de várias horas de planejamento do projeto e reuniões, Briffa propôs deixar em balanço praticamente metade da casa sobre a área da piscina, a fim de liberar mais espaço para o jardim, porém de acordo com os regulamentos de planejamento. Um modelo em escala ilustrou a proposta de uso do espaço, com uma justaposição hábil de espaços exteriores e interiores fez com que os clientes concordassem com o projeto. O layout não só satisfez sua demanda, mas também proporcionou uma área ampla ao ar livre em comparação aos pequenos terraços de propriedades vizinhas similares. Os clientes se mudaram no final de 2011 após uma saga de atrasos de licenciamento, pequenas intervalos na construção e acabamentos internos feitos sob medida.

Da rua, uma caixa de escada metálica conduz para o jardim da frente subjacente, convidando o visitante a entrar por baixo do volume em balanço. Altas portas deslizantes, semelhante à tradicional "persjani" maltesa, levam para o interior. Conformado por apenas duas aberturas opostas e uma caixa de escada, o hall de entrada é compacto: uma composição despretensiosa de linhas horizontais de vidro, aço, madeira e mármore. Uma abertura cria uma entrada para a sala de estar, enquanto a outra configura-se como uma janela estreita para o exterior que proporciona uma vista da piscina abaixo. O hall se estende para cima de escada metálica, colocado entre um espaço de oito metros de altura, com iluminação natural de cima.

© David Pisani
© David Pisani

A longa sala de estar - um volume fr pé-direito duplo ligado a um espaço de pé-direito tradicional - acomoda o salão do piano (com tratamentos acústicos graças ao seu teto alto), a sala de estar, escadas escondidas para a garagem e a cozinha / área de café. A sala de jantar e o lavabo são escondidos por uma composição de portas de carvalho e armários de armazenamento, que também escondem os serviços verticais e sistema de refrigeração.

© David Pisani
© David Pisani

A sala de jantar se estende para o jardim sobre uma laje de concreto em balanço fechada por três peles de vidro; pairando acima da piscina voltada para o sul, rodeada por oliveiras. Este jardim perimetral - com uma piscina de 12 metros de comprimento, oliveiras e espaço para refeições ao ar livre - desfruta da privacidade em relação à rua graças a uma sala elevada e semi-enterrada que abriga o home office.

© David Pisani
© David Pisani

Talvez o mais interessante (e favorito do arquiteto) espaço interno seja este peculiar home-office, em parte subterrâneo, compartilhando uma parede com a piscina, que se volta para as oliveiras e para a laje da área de jantar em balanço. A luz sobre a água da piscina reflete sobre a laje inclinada nos meses de verão. O inspirador home-office da casa se beneficia de um acesso separado da rua e mais luz e ventilação do jardim da frente da casa.

© David Pisani
© David Pisani

No andar de cima, a suíte principal está toda em balanço sobre todo o comprimento da casa. A progressão dos níveis de privacidade pessoal consiste em um arranjo linear de terraço, sala de estar, quarto de banho, roupeiro e quarto, com uma janela baixa que controla rigorosamente a privacidade e a entrada de luz natural.

Planta
Planta

Com um sistema de aquecimento de baixo consumo de energia, à base de água sob o piso que mantém a casa quente no inverno, também responde à preocupação principal dos arquitetos de manter o prédio resfriado nos meses de verão. Cada quarto desfruta de ventilação cruzada por janelas em lados opostos e a área de refeições voltada para o sul torna-se um terraço, quando as portas estão abertas. O "pulmão" principal da casa - o espaço acima da escada principal - funciona como uma torre de resfriamento no verão, canalizando o calor acima das áreas principais, enquanto absorve as as brisas frescas de verão, predominantes nas janelas mais altas.

© David Pisani
© David Pisani

Uma casa em balanço - pura e leve do lado de fora, que revela lentamente seus espaços conforme se explora seu interior - é o resultado de uma relação cliente-arquiteto saudável. "Fomos autorizados a explorar uma variedade de soluções de arquitetura", diz Briffa "... todo o caminho até o último detalhe. Nós fazemos o nosso melhor para ajudar os clientes a visualizar nossos objetivos dentro de seu orçamento, muitas vezes surpreendendo-os..."

Corte
Corte
Cita: "Casa Hanging / Chris Briffa Architects" [Hanging Home / Chris Briffa Architects] 21 Fev 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Britto, Fernanda) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/98599/casa-hanging-slash-chris-briffa-architects> ISSN 0719-8906