O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Portugal
  5. Empty Space Architecture
  6. 2012
  7. Casa Godiva / Empty Space Architecture

Casa Godiva / Empty Space Architecture

Casa Godiva / Empty Space Architecture
© João Morgado
© João Morgado

© João Morgado © João Morgado © João Morgado © João Morgado + 61

© João Morgado
© João Morgado

Descrição enviada pela equipe de projeto. As premissas deste estudo foram baseadas na criação de um objeto arquitetônico contemporâneo e o mais sustentável possível, onde o espaço de convivência associado com o diálogo constante "interior/exterior" deu origem a uma residência projetada para dois usuários com mobilidade reduzida.

Planta Baixa
Planta Baixa

A "Casa Godiva" se encaixa como arquitetura racional, onde a precisão do projeto associado com o uso de geometria simples, o uso de materiais nobres e novos métodos construtivos deram origem a uma arquitetura dinâmica. A precisão dos detalhamentos construtivos a das formas artísticas são derivados de um método baseado no constante diálogo entre forma e função. Num terreno de formato triangular, dois volumes retangulares conectados por um volume central quadrangular são rotacionados de acordo com os limites impostos pelos alinhamentos da legislação municipal, materializando o desenho de uma casa.

© João Morgado
© João Morgado

Este objeto arquitetônico é projetado para acomodar os espaços privados de uma casa, como salas e suítes. O volume tem um rasgo na fachada sul, para criação de um espaço de estar externo que tem como objetivo principal funcionar como uma fronteira de contato imediado entre o sala e o jardim, já que é quase um 'foyer' a céu aberto. O container ao norte abriga os espaços sociais da casa (semi públicos), composto de sala principal, sala de jantar e cozinha. O container tem grandes aberturas e é dependente da constante relação interior / exterior, indiferente de quão direto ou indireto é esse contato. Este volume orientado para o infinito, tem a pretensão de funcionar como assento principal de um grande cenário verde externo. Já o container menor central é o principal elemento de toda organização formal e espacial da casa. É a dobradiça, que articula os volumes, é o elemento de chegada e de partida. É o elemento de interconexão da elevação mais baixa com a mais alta. É o centro do edifício.

© João Morgado
© João Morgado

A série de espaços que formalizam o andar térreo como um todo são projetados para acomodar todo equipamento de tratamento que os usuários estão sujeitos diariamente - piscina de hidro-terapia, salas de fisioterapia - assim como espaços para receber os complexos equipamentos mecânicos desta casa, para responder a demanda de maneira mais sustentável possível.

© João Morgado
© João Morgado

O desenho dos espaços que compõe essa obra arquitetônica é essencialmente o diálogo constante e sempre presente entre os espaços internos e externos, onde a natureza de cada um pode refletir o que se quer ser. Os espaços internos, independente da função combinada com o espaço exterior para o jardim, são abertos diretamente ou indiretamente para sugerir sua própria função. O jardim é projetado como se fosse uma série de espaços internos para relaxar ou para caminhar, mas sem telhado. A constante presença da luz natural para encher os espaços internos em várias horas do dia, é materializante e enriquecem a casa, através de um interessante e constante jogo de luz e sombra. Esta peça de arquitetura destinado a habitação reflete uma maneira bastante singular de viver e caminhar pelo mundo por seus usuários.

© João Morgado
© João Morgado

Esse é um projeto onde a atenção às características específicas dos materiais e à sustentabilidade ambiental foi uma constante. Os recursos permanentes de novas tenologias associadas com intenções construtivas de se empregar novos materiais de Soluções Térmicas Passivas, o que garantiram que a casa obtivesse A+ no selo de Certification of Energy Performance and Indoor Air Quality.

© João Morgado
© João Morgado

A sustentabilidade energética desse edifício pode ser dividida em dois capítulos:

Soluções Térmicas Passivas
Uso do Sistema ETICS (isolação térmica do exterior), correção de pontes térmicas da funcação à cobertura, uso de estrutura com um alto índice de resistência térmica, envidraçamento duplo com quebras térmicas e filtros UV, etc.

© João Morgado
© João Morgado

Soluções Térmicas Ativas
As bases principais do projeto da "Casa Godiva" residem no que diz respeito à alcançar a sustentabilidade. Primeiro de todos projetos arquitetônicos em termos de orientação solar para promover ganhos térmicos.

Fachada
Fachada

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Empty Space Architecture
Escritório
Cita: "Casa Godiva / Empty Space Architecture" [Godiva House / Empty Space Architecture] 01 Fev 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Helm, Joanna) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/94667/casa-godiva-slash-empty-space-architecture> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.