O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Irã
  5. Alireza Mashhadmirza
  6. 2011
  7. Casa padrão de tijolos / Alireza Mashhadmirza

Casa padrão de tijolos / Alireza Mashhadmirza

Casa padrão de tijolos / Alireza Mashhadmirza
Casa padrão de tijolos / Alireza Mashhadmirza, Cortesia de Alireza Mashhadmirza
Cortesia de Alireza Mashhadmirza

Cortesia de Alireza Mashhadmirza Cortesia de Alireza Mashhadmirza Cortesia de Alireza Mashhadmirza Cortesia de Alireza Mashhadmirza + 29

Cortesia de Alireza Mashhadmirza
Cortesia de Alireza Mashhadmirza

Descrição enviada pela equipe de projeto. Este projeto, foi selecionado para a categoria de habitação para o World Architecture Festival 2012 e concedido pela memar, uma revista iraniana de arquitetura, como uma das melhores realizações arquitetônicas do ano. A "Casa Padrão de tijolos" projetada por Alireza Mashhadimirza. A Casa padrão de tijolos é uma residência localizada numa área pobre em Teerã.

Cortesia de Alireza Mashhadmirza
Cortesia de Alireza Mashhadmirza

No meu país arquitetura é uma fantasia luxuosa, mas no país mais que a arquitetura é uma realidade. O edifício está localizado em um dos bairros mais pobres de Teerã em jeyhoon área, onde deixar a arquitetura sozinha, você dificilmente pode encontrar um edifício que tem os requisitos mínimos normais de um edifício são. Sempre vi o papel social da arquitetura. Este projeto foi um desafio para mim. Eu sabia que não tinha nenhuma chance de ganhar dinheiro com este projeto, mas eu estava determinado a mostrar que a arquitetura pode acontecer mesmo em tal área econômica e culturalmente pobre. Lá você dificilmente pode fazer algo que não é uma caixa quadrada. A única coisa que você tem que trabalhar nele como arquiteto, é a fachada simples do edifício. O custo da construção para este projeto (incluindo a estrutura e os serviços técnicos) foi equivalente a 180 dólares americanos por m² e o terreno para construção foi de 130 metros quadrados.

Cortesia de Alireza Mashhadmirza
Cortesia de Alireza Mashhadmirza

A taxa de profissional que o proprietário poderia pagar para mim era tão baixa que eu não poderia pagar um residente e uma supervisão sobre o edifício e, por outro lado, os trabalhadores não poderiam ser deixados com desenhos executivos complexos. Portanto, eu decidi criar um método que não precisa de dois desenhos em nenhuma etapa. O resultado foi prestar mais atenção aos detalhes e projetar detalhes complicados de uma maneira muito simples.

Cortesia de Alireza Mashhadmirza
Cortesia de Alireza Mashhadmirza

Na área de jeyhoon, nenhum proprietário pode arcar com os custos de um empreiteiro e as casas são construídas pelos próprios proprietários. Este é o caso. Durante a construção, eu tive que lidar com alguns trabalhadores que não têm qualquer idéia sobre a indústria da construção e padrões. As máquinas de construção e equipamentos eram primitivos. No entanto, nesta condição, eu não poderia entregar uma casa de aldeia para o meu cliente, mas um edifício da cidade com uma estrutura resistente a terremoto, paredes que poupam energia, as propriedades acústicas aceitáveis​​, segurança contra incêndio e funcionais serviços técnicos. Os requisitos de espaço também foram semelhantes aos de qualquer edifício de apartamentos de pequena escala moderna. Em nosso país, o trabalho assalariado é proporcionalmente baixo e a possibilidade de criação de projetos especiais em escalas menores é maior do que em países desenvolvidos. Neste projeto, eu tentei ser criativo sobre o uso de trabalhos locais e mostrar como uma fachada em tijolo poderia ser valiosa.

Cortesia de Alireza Mashhadmirza
Cortesia de Alireza Mashhadmirza

Considerando minhas limitações de um lado e meu desejo de dar uma mensagem clara de arquitetura para o povo de jeyhoon do outro, eu decidi primeiro concentrar o meu esforço na parte externa do edifício. Design de interiores ficou nada mais do que um espaço funcional esteticamente relacionado com a fachada. A fim de lembrar a arquitectura tradicional, usei tijolo como material de construção principal e fiz uma espécie de Mashrabiya contemporânea para cobrir a fachada inteira e para atenuar a ofuscante luz do sol de Teerã.

Cortesia de Alireza Mashhadmirza
Cortesia de Alireza Mashhadmirza

Nós projetamos uma parede de tijolos tridimensional que também tem um valor cultural. Em nosso país, as pessoas se preocupam tanto com a privacidade em suas casas e eles costumam usar cortinas para bloquear as janelas. Por isso, eles perdem a visão externa. Com essa parede de tijolos semi-transparente, não há necessidade de colocar cortinas e ainda podemos ter visão de fora.

Cortesia de Alireza Mashhadmirza
Cortesia de Alireza Mashhadmirza

No que diz respeito ao nosso orçamento baixo, precisávamos criar um método que não nos faria produzir muitos de desenhos executivos e não necessitasse uma grande quantidade de tempo para a supervisão. Então, inventamos uma nova e extremamente fácil meio de comunicação com base em uma tabela, incluindo todas as informações necessárias para a criação da fachada. É algo semelhante com as instruções tradicionalmente recitadas nas oficinas de tapete durante o tempo de trabalho para coordenar as atividades de vários tecelões que trabalham no mesmo tapete. Chamamos esta instrução "método de 23", porque tudo está associado ao número 23. 23 linhas de tijolos, 23 tijolos cortados, 23 caixas de tijolos e 23 colunas de suportes estruturais.

Cortesia de Alireza Mashhadmirza
Cortesia de Alireza Mashhadmirza

Este método é como juntar as peças de um quebra-cabeça simples, cada um tem um código para identificar a localização e orientação. A instrução completa foi incluída em uma página A4 dada aos trabalhadores. De acordo com esta instrução os trabalhadores receberam 23 caixas de tijolos. Cada caixa continha os tijolos numerados e fatiados. Conforme mostrado no gráfico, por exemplo, houve 23 tijolos na primeira caixa numeradas de 1 a 23 e na caixa 23, havia apenas um tijolo que foi o no.23. Todos os tijolos foram perfurados, como é mostrado na imagem. Em cada andar havia 23 caixas. O operário abriu a caixa no.1 e colocou os tijolos no quadro a partir do número 1 e finalizando com o 23. Obviamente precisávamos explicar o nosso método para os trabalhadores, mas uma vez que eles entenderam o truque, o trabalho tornou-se um jogo de criança.

planta primeiro andar
planta primeiro andar

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Alireza Mashhadmirza
Escritório
Cita: "Casa padrão de tijolos / Alireza Mashhadmirza" [Brick Pattern House / Alireza Mashhadmirza] 21 Dez 2012. ArchDaily Brasil. (Trad. Alves, Jorge) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/88489/casa-padrao-de-tijolos-slash-alireza-mashhadmirza> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.