Tecas 43 / Miguel Angel Aragonés

Tecas 43 / Miguel Angel Aragonés

© Joe Fletcher         © Joe Fletcher         © Víctor Benitez© Joe Fletcher         + 20

Cidade do México, México
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  1200
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2007
  • Fotógrafo Fotografias:  Joe Fletcher
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Lighteam
© Joe Fletcher
© Joe Fletcher

Descrição enviada pela equipe de projeto. A ciência é o grande motor da humanidade e seu progresso tem sido inquestionável. No século 20, por exemplo, foi capaz de decifrar e medir o invisível; observando os mais microscópicos fenômenos para entender os cantos remotos do espaço exterior. Transferência de conhecimento, a fim de buscar novas descobertas ou revelar aspectos ocultos da realidade é um exercício diário entre os cientistas. Hoje, sabemos muito mais sobre o universo do que fizemos há alguns anos atrás. A ciência, com sua metodologia, e arte, com seu olhar criativo, conseguiram nos ajudar a entender as coisas mais claramente. Elas nos mostraram o mundo como pontos duplos de vista que se revelam através de duas lentes diferentes. Grandes artistas são capazes de desmascarar objetos, no sentido mais amplo. É por isso que eu acredito que a arte nos mostra o que é pertinente e elimina a irrelevância dos objetos.

© Víctor Benitez
© Víctor Benitez

A Arte purifica objetos e possibilita um olhar muito mais limpo, que nos permite enxergar sem preconceitos, e é por isso que nos torna mais livres. Sociedades que vivem e produzem arte são humanizadas e possuem uma visão mais clara do todo. Eu sou um dos que acreditam que a arte também evoluiu. Em sua trajetória ao longo da história, ela passou das complexidades a uma purificação e simplicidade que também são cativantes. Tal é o caso de artistas como Dan Flavin, Josef Albers, e Mark Rothko, por exemplo, onde houve uma síntese, uma capacidade de se comunicar e inspirar usando muito menos recursos. Além de uma dúvida, nós testemunhamos hoje a uma evolução no uso de uma linguagem, ou até mesmo na gestão do que nos inspira. É provável que esta redução de elementos no mundo da arte tem a ver com o fato de que nossas sociedades estão saturadas com informações de muitas fontes, respondendo ao excesso de mensagens que nos deparamos a cada dia. Naturalmente, eu acredito que a arte conseguiu comunicar o essencial para nós com muito menos.

Courtesy of Miguel Angel Aragonés
Courtesy of Miguel Angel Aragonés

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Tecas 43 / Miguel Angel Aragonés" [Tecas 43 / Miguel Angel Aragonés] 17 Dez 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/01-85582/tecas-43-slash-miguel-angel-aragones> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.