O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Museu
  4. Estados Unidos
  5. Morphosis
  6. 2012
  7. Museu Perot da Natureza e da Ciência / Morphosis

Museu Perot da Natureza e da Ciência / Morphosis

Museu Perot da Natureza e da Ciência / Morphosis
Museu Perot da Natureza e da Ciência  / Morphosis, © Roland Halbe
© Roland Halbe

© Iwan Baan       © Iwan Baan       © Iwan Baan       © Iwan Baan       + 37

  • Arquitetos

  • Localização

    2201 N. Field Street, Dallas, Texas, United States
  • Ano do projeto

    2012
  • Fotógrafos

    Roland Halbe, Iwan Baan, Morphosis Architects
  • Director of Technology & BIM

    Synthesis
  • Arquiteto Associado

    Good Fulton & Farrell
  • Engenharia estrutural

    Datum Engineers
  • Consultoria de engenharia Estrutural

    John A. Martin Associates, Inc.
  • Engenharia de encanamentos, mecânica e elétrica

    Buro Happold
  • Engenharia civil

    URS Corporation
  • Mais informações Menos informações
© Roland Halbe
© Roland Halbe

Descrição enviada pela equipe de projeto. Museus, armaduras para a experiência social coletiva e expressão cultural, apresentam novas formas de interpretar o mundo. Eles contêm conhecimento, preservam as informações e transmitem ideias, que estimulam a curiosidade, sensibilizam e criam oportunidades para a troca. Como instrumentos de educação e mudança social, os museus têm o potencial para moldar a nossa compreensão de nós mesmos e do mundo em que vivemos.

Como nosso ambiente global enfrenta desafios cada vez mais críticos, uma compreensão mais ampla da interdependência dos sistemas naturais é cada vez mais essencial para a nossa sobrevivência e evolução. Museus dedicados a natureza e a ciência desempenham um papel fundamental na expansão da nossa compreensão desses sistemas complexos.

Plan 01
Plan 01

Unfolded Precast Elevation Diagrama Plan 04 Section 02 + 37

O novo Museu Perot da Natureza e Ciência no Parque Vitória vai criar uma identidade distinta para o Museu, aumentar a notoriedade da instituição em Dallas e enriquecer o tecido da evolução cultural da cidade. Projetado para atrair um público amplo, revigorar mentes jovens, e inspirar admiração e curiosidade na vida diária de seus visitantes, o Museu vai cultivar uma experiência memorável que vai persistir na mente dos seus visitantes e que acabará por ampliar a compreensão individual e da sociedade acerca da natureza e da ciência.

© Morphosis Architects
© Morphosis Architects

O Museu vai se esforçar para alcançar os mais elevados padrões de sustentabilidade possíveis para um edifício de seu tipo. Design de alto desempenho e incorporação de estado da arte das tecnologias trará um novo edifício que irá minimizar o seu impacto no meio ambiente.

Esta instalação de classe mundial irá inspirar a consciência da ciência através de um ambiente imersivo e interativo que envolve ativamente os visitantes. Rejeitando a noção de arquitetura de museu como fundo neutro para exposições, o novo edifício em si torna-se uma ferramenta ativa para a educação científica. Ao integrar a arquitetura, natureza e tecnologia, o edifício demonstra princípios científicos e estimula a curiosidade em nosso ambiente natural.

© Iwan Baan
© Iwan Baan

A experiência imersiva da natureza dentro da cidade começa com a abordagem do visitante para o museu, que leva através de duas ecologias nativas do Texas: uma floresta de grandes árvores de dossel nativas e um terraço de deserto nativo com paisagismo Xeriscape. O terraço xeriscape desliza gentilmente para se conectar com o icônico telhado de pedra do museu. A massa geral do prédio é concebida como um grande cubo flutuando sobre o pedestal paisagístico do local. Uma hectare de telhado ondulado composto de rocha e gramíneas nativas resistentes à seca reflete a geologia nativa de Dallas e demonstra um sistema vivo que irá evoluir naturalmente ao longo do tempo.

O cruzamento dessas duas ecologias define a praça de entrada principal, uma área de encontro e de eventos para os visitantes e um espaço público ao ar livre para a cidade de Dallas. A partir da praça, o telhado paisagístico levanta para atrair visitantes através de um espaço comprimido para o saguão de entrada mais expansiva. A topografia do teto ondulante do lobby reflete o dinamismo da superfície da paisagem exterior, desfocando a distinção entre dentro e fora, e ligando o natural com o artificial.

© Iwan Baan
© Iwan Baan

Passando do espaço comprimido da entrada, o olhar de um visitante é atraído para cima, através do volume crescente e aberto do átrio para o céu iluminado, o espaço de circulação primário cheio de luz, que abriga as escadas do edifício, escadas rolantes e elevadores. Do piso térreo, uma série de escadas rolantes trazem os visitantes do átrio para o nível mais alto do museu. Visitantes chegam a uma varanda totalmente envidraçada no alto da cidade, com vista panorâmica do centro de Dallas. A partir desta varanda no alto, os visitantes procedem para baixo em um caminho em espiral no sentido horário através das galerias. Esta dinâmica procissão espacial cria uma experiência visceral, que envolve os visitantes e estabelece uma conexão imediata com o ambiente arquitetônico de imersão natural do museu.

© Morphosis Architects
© Morphosis Architects

O caminho descendente do último andar pelas galerias do museu tece dentro e fora do átrio do edifício principal de circulação, alternadamente conectando o visitante com o mundo interno do museu e com a vida externa da cidade. O visitante se torna parte da arquitetura, como o canto oriental do edifício abre-se para o centro de Dallas para revelar a atividade dentro. O museu, é, portanto, uma construção fundamentalmente pública - um edifício que se abre, pertence e ativa a cidade, em última análise, o público é tão essencial para o museu como o museu é para a cidade.

© Iwan Baan
© Iwan Baan
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: "Museu Perot da Natureza e da Ciência / Morphosis" [Perot Museum of Nature and Science / Morphosis Architects] 05 Dez 2012. ArchDaily Brasil. (Trad. Alves, Jorge) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/84604/museu-perot-da-natureza-e-da-ciencia-slash-morphosis> ISSN 0719-8906